A Ciência e o Lobo

No Observador:

O problema grave nestas situações é a instrumentalização da ciência para fins políticos, que resulta numa relativização da própria ciência. Factos e teorias científicas não devem ser escolhidos “a la carte” para sustentar opiniões políticas e tentar desqualificar as posições contrárias, sob pena de se quebrar a relação de confiança que permite a aplicação prática do conhecimento científico.

24 pensamentos sobre “A Ciência e o Lobo

  1. ATAV

    Eu li o artigo. Um resumo para os mais preguiçosos. Negacionismo das alterações climaticas sustentado por teorias da conspiração e uma defesa das imbecilidades que o Trump anda por aí a vomitar acerca da hidroxicloroquina. Alega que o Trump é apenas uma vitima da polarização política.

    Só tenho uma coisa a dizer sobre isso: lixívia.

  2. Excelente artigo!
    A palavra “ciência”; o seu método; e a confiança que maioria deposita como instrumento de prova e validação da “verdade”, tem sido conspurcada e usada como arma, em nome de posicões politicas e ideológicas.
    Só faltou falar noutro grande motivador para a sua corrupção… quem financia os “estudos científicos”.

  3. ATAV,

    Diga quando e onde Trump pediu às pessoas para injectar lixívia. Eu acabo de ver a citação completa, no contexto. Não contém nenhum incitamento a qualquer coisa que seja, a não ser a quem desenvolve vacinas.

    Ao menos leu-a, ou come pela retaguarda o que lhe dão?

  4. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Diga quando e onde Trump pediu às pessoas para injectar lixívia.”

    Nunca o fez! Nem por sombras! Jamais!!! Foi por isso que as empresas produtoras de lixivia correram a libertar comunicados para que as pessoas não injectassem ou ingerissem lixivia ou outros desinfectantes. Fazerem isso logo após a conferência de imprensa e todos ao mesmo tempo foi apenas coincidência.

    “Não contém nenhum incitamento a qualquer coisa que seja, a não ser a quem desenvolve vacinas.”

    Nenhuma farmacêutica irá desenvolver vacinas à base de hipoclorito de sódio ou outros químicos desinfetantes. As vacinas contêm agentes que estimulam o sistema imunitário da pessoa a reconhecer e a destruir microorganismos patogénicos semelhantes a esses mesmos agentes. Exemplos: bactérias e vírus mortos ou atenuados, toxinas inactivadas, moléculas de RNA ou DNA, etc…

    “Ao menos leu-a, ou come pela retaguarda o que lhe dão?”

    Eu vi as imagens dessa ridícula conferência de imprensa. Eu e muitos outros ouvimos o mesmo. Foi por isso que para além das empresas de desifectantes, muitos outros vieram avisar as pessoas para não beberem ou injectarem lixivia: politicos democratas e republicanos, o CDC, a FDA, médicos e outros profissionais de saúde e até o próprio “surgeon general” nomeado pelo Trump veio dizer o seguinte: “PLEASE always talk to your health provider first before administering any treatment/ medication to yourself or a loved one, Your safety is paramount, and doctors and nurses have years of training to recommend what’s safe and effective.”

    Toda esta gente come pela retaguarda sem ler…

  5. Francisco Miguel Colaço

    ATAV,

    Pode transcrever aqui a citação em apreço em vez de perorar sobre o que se disse que ele disse?

    Tenho a impressão de que o seu inglês é tão escorreito quanto o meu. Não será algo de sobremonta interpretar a expressão.

    Não tenho como hábito julgar um homem pelo que os seus inimigos dizem que ele disse. Pois até eu poderia dizer aqui que o ATAV afirmou que era pedófilo, mas isso, sendo uma mentira, diria apenas coisas de mim e não de si.

  6. Francisco Miguel Colaço

    ATAV,

    Ainda espero uma citação em vídeo onde Trump pede o uso de uma injecção de lixívia.

    Continuo a dizer que prefiro saber de Cristo por Pedro que por Judas.

    Se não me consegue apresentar tal citação, que honestamente desconheço, ou terei de pensar que não a tem, e irá reformular a sua opinião sobre quem está a ser perseguido pelos mérdia que nos recomendam o Loucão e as Cacarinas; ou então persiste na tolice e compreenderá que não terei outra alternativa a considerá-lo um tolo. Se não compreender que, não apresentando factos, persistindo na tolice, terei de o considerar tolo e se ofender por isso, então será necessária e irrefutavelmente um tolo.

  7. Bom, existe uma alternativa. Em vez de duvidar da sua inteligência, passaria a duvidar da sua honestidade e do seu carácter. Claro, prefiro sempre duvidar da inteligência de um homem que do seu carácter.

    Se me apresentar uma citação em vídeo, em prontamente mudarei de opinião. Espero que, se essa citação não existir, nunca mais o ouça lançar um libelo contra um inocente. Pois não quero ter de duvidar nem da sua inteligência nem no seu carácter.

  8. Quanto à cura de um vírus, já vi que não é médico e pouco sabe do assunto. Deixe-me esclarecê-lo: a cura de doenças virais faz-se por injecção de substâncias que atacam o vírus, através de diversos mecanismos, como os derivados da quinina, para doenças como o dengue, a gripe ou a malária. Cura não é vacina e não há vacina para a malária. Um desses tem a composição química C18H26ClN3O e é um hidróxido. Uma vez entrado na corrente sanguínea, o grupo OH- separa-se e o resto ataca directamente o vírus. Nesse momento o sistema imunitário já está vencido e é assim que se vence o vírus. Há pessoas que chamariam a essas substâncias um desinfectante, embora se encontre na categoria de antiviral.

    Mais: com conhecimento de causa, por ter sido sugerido por um amigo meu que teve a amabilidade de o discutir comigo a posteriori, posso dizer-lhe que várias instituições na Rússia estão a testar injecções de microcápsulas que libertam saponárias na corrente sanguínea.

  9. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Pode transcrever aqui a citação em apreço em vez de perorar sobre o que se disse que ele disse?

    Tenho a impressão de que o seu inglês é tão escorreito quanto o meu. Não será algo de sobremonta interpretar a expressão.”

    Citação directa em que Trump sugere injecções como cura para o COVID 19. 2º paragrafo. No primeiro há a preciosidade da luz UV.

    “A question that probably some of you are thinking of if you’re totally into that world, which I find to be very interesting. So, supposedly we hit the body with a tremendous, whether it’s ultraviolet or just very powerful light, and I think you said that hasn’t been checked, but you’re going to test it. And then I said supposing you brought the light inside the body, which you can do either through the skin or in some other way. (To Bryan) And I think you said you’re going to test that, too. Sounds interesting, right?”

    “And then I see the disinfectant, where it knocks it out in one minute. And is there a way we can do something like that, by injection inside or almost a cleaning, because you see it gets in the lungs and it does a tremendous number on the lungs, so it’d be interesting to check that, so that you’re going to have to use medical doctors with, but it sounds interesting to me. So, we’ll see, but the whole concept of the light, the way it kills it in one minute. That’s pretty powerful.”

    Também falou das maravilhas da luz e calor como terapêutica para o COVID. A médica que estava com ele desmentiu-o imediatamente.

    Trump: “I hope people enjoy the sun, and if it has an impact, that’s great. I’m just hearing this, not really for the first time. I mean, there’s been a rumor, a very nice rumor, that you go outside in the sun or you have heat, and it does have an effect on other viruses. But now we get it from one of the great laboratories of the world, I have to say. Covers a lot more territory than just this. This is probably an easy thing, relatively speaking, for you.

    “I would like you to speak to the medical doctors to see if there’s any way that you can apply light and heat to cure. You know? If you could? And maybe you can, maybe you can’t. Again, I say maybe you can, maybe you can’t. I’m not a doctor. But I’m a person that has a good… You know what. Deborah, have you ever heard of that? The heat and the light relative to certain viruses, yes, but relative to this virus?”

    Dr. Deborah Birx: “Not as a treatment. I mean, certainly fever is a good thing. When you have a fever, it helps your body respond. But, I’ve not seen heat or light as a —”

    Trump: “I think that’s a great thing to look at. OK?”

    Sim, não é impressão vossa. O Trump fala mesmo como uma criança de 8 anos. E depois disto ficamos a saber que, para além do discurso, ele também possui a capacidade intelectual de uma criança semiletrada.

  10. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Não tenho como hábito julgar um homem pelo que os seus inimigos dizem que ele disse. Pois até eu poderia dizer aqui que o ATAV afirmou que era pedófilo, mas isso, sendo uma mentira, diria apenas coisas de mim e não de si.”

    Os inimigos podem ser uma boa fonte para se julgar alguém. Nomeadamente naquilo que não dizem. Exemplo: Já chamaram quase tudo ao Nixon. Mas nem o pior dos inimigos dele alguma vez disse que ele era estúpido.

    “Se me apresentar uma citação em vídeo, em prontamente mudarei de opinião. Espero que, se essa citação não existir, nunca mais o ouça lançar um libelo contra um inocente. Pois não quero ter de duvidar nem da sua inteligência nem no seu carácter.”

    Ora aqui vai o video.

    E aqui está a reacção da médica às “sugestões” dele. Até consigo ouvir os pensamentos dela daqui: “Meu Deus, onde me fui meter. E agora? Desminto este tipo ou finjo que estou a ter um ataque cardíaco?

  11. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Quanto à cura de um vírus, já vi que não é médico e pouco sabe do assunto. Deixe-me esclarecê-lo: a cura de doenças virais faz-se por injecção de substâncias que atacam o vírus, através de diversos mecanismos, como os derivados da quinina, para doenças como o dengue, a gripe ou a malária. Cura não é vacina e não há vacina para a malária.”

    1º Nunca falei de cura ou tratamento de doença provocadas por virus. Falei de vacinas e do mecanismo de actuação delas no geral. E a vacina é, tanto quanto sei, a nossa melhor hipótese para conter a COVID-19.

    2º A malaria é provocada por um protozoário, não um virus. E existe uma vacina para a malária. Não é particularmente eficaz, mas é melhor que nada.

    3º Não há tratamento ou cura para a maioria dos virus. Só para combater a sintomatologia (ex: gripe) ou para prevenir a desidratação como no caso do Dengue ( e quem tem dengue não deve tomar aspirina ou AINEs pois pode correr o risco de sofrer uma hemorragia). Para os retrovirus como o HIV existem os antirretrovirais

    “Um desses tem a composição química C18H26ClN3O e é um hidróxido. Uma vez entrado na corrente sanguínea, o grupo OH- separa-se e o resto ataca directamente o vírus. Nesse momento o sistema imunitário já está vencido e é assim que se vence o vírus.”

    Ugh! Outra vez com a hidroxicloroquina. Nunca tem fim!!

    Esse medicamento está preconizado para:
    Malária sensível à cloroquina (mais uma vez, é um protozoário não um vírus), lúpus eritematoso sistémico, artrite reumatoide, artrite idiopática juvenil e distúrbios dermatológicos provocados ou agravados por fotossensibilidade cutânea.

    “Uma vez entrado na corrente sanguínea, o grupo OH- separa-se e o resto ataca directamente o vírus. Nesse momento o sistema imunitário já está vencido e é assim que se vence o vírus. ”

    O mecanismo de ação da hidrocloroquina não funciona assim.

    “Há pessoas que chamariam a essas substâncias um desinfectante, embora se encontre na categoria de antiviral.”

    Essas pessoas precisam é de desinfectar os miolos.

    “Mais: com conhecimento de causa, por ter sido sugerido por um amigo meu que teve a amabilidade de o discutir comigo a posteriori, posso dizer-lhe que várias instituições na Rússia estão a testar injecções de microcápsulas que libertam saponárias na corrente sanguínea.”

    Rússia? Veja lá se não é a mesma instituição que deixou o Jordan Peterson num estado comatoso. E esperemos que o laboratório que tenha janelas resistentes e não fique num prédio com mais de dois andares …

  12. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Não tenho como hábito julgar um homem pelo que os seus inimigos dizem que ele disse.”

    Não queria deixar passar isto assim sem mais nem menos. Quando o Trump teve a diarreia mental da lixivia, houve uma sucessão de gente que veio avisar para as pessoas não injectarem ou beberem desinfectantes.

    Ora bem isto inclui médicos e outros profissionais de saúde, fabricantes de desinfectantes e funcionários públicos (FDA e CDC). E o Francisco considera que todos eles são “inimigos” de Trump. Ao que já chegamos…

  13. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Prefere, seu contumaz, ser considerado imbecil ou desonesto? Dou-lhe a escolha.”

    E qual das opções é mais susceptível de ser modificada através do uso liberal de lixivia e/ou radiação UV?

    “O que se disse que ele disse não é o que ele disse.”

    Mais tarde, quando um jornalista falou disso, o próprio Trump disse que estava a ser “sarcástico”. Ou seja, nem ele tentou essa defesa estúpida do ” ele não disse nada disso, vocês é que não compreenderam ou não quiseram compreender”.

    “lançar um libelo contra um inocente.”

    Isto nem inventado. Priceless…

  14. Segundo já li, no caso da hidroxicloroquina o problema não é a politização da ciência, mas sim a sua submissão aos interesses económicos de algumas empresas farmacêuticas.
    O problema é que a hidroxicloquina é um medicamento cuja patente já expirou há muito e que é por isso muito barato. Se ela tiver sucesso na luta contra a covid-19, lá se vai um importante potencial filão de lucro para a indústria farmacêutica. Em particular, aquele medicamento (não me recordo do nome) cuja eficácia em casos graves de covid-19 foi recentemente “provada” está sob patente e rende por isso uma boa maquia a quem detém essa patente (a Gilead).
    Também no caso do aquecimento global, o problema não é a politização da ciência, e sim as (des)vantagens que ela tem para certos grandes interesses económicos.

  15. ATAV

    Luís Lavoura

    O problema da hidroxicloroquina é que não há provas que esse medicamento seja eficaz como tratamento para a COVID-19. Ponto final.

    Só acreditam nisso aqueles que integram ou nutrem simpatias pelo culto da morte de Bolsonaro e Trump.

    “Drinking the Kool Aid”, versão 2.0.

  16. “Negacionismo das alterações climaticas”

    É interessante ver como ATAV segue Orwell como se fosse um manual de instruções.
    Para começar usa os termos anti científicos da propaganda “alterações climáticas” algo não falsificável.
    Já não é “Aquecimento Global” pois não?

    “O problema da hidroxicloroquina é que não há provas que esse medicamento seja eficaz como tratamento para a COVID-19. Ponto final.”

    Não há https://indianexpress.com/article/india/vadodara-administration-drive-hcq-helping-in-containing-covid-19-cases-say-docs-as-analysis-begins-6486049/

    claro que não se lê coisas destas no Jornalismo Marxista…

  17. ATAV

    O problema da hidroxicloroquina é que não há provas que esse medicamento seja eficaz como tratamento para a COVID-19.

    O problema é que boa parte dos cientistas são financiados pela indústria farmacêutica, a qual não tem interesse em que um medicamento sem patente seja eficaz contra a covid-19. Portanto, esses cientistas nunca provarão que a hidroxicloroquina é eficaz. Provarão sempre que talvez seja ou talvez não, enfim.

    Terão que ser os médicos a tentar ver, na sua prática clínica, sem testes controlados, se é eficaz ou não é. Dos cientistas não poderão os médicos esperar grande coisa.

    Isto não é uma questão política, Bolsonaro ou não-Bolsonaro, Trump ou anti-Trump.

  18. Olympus Mons

    Podem sempre seguir o resumo…pouco esclarecido (idiota?), do ATAV.
    Contudo para perceber a patranha que está por aí, tem que entender este meu texto a seguir. Se não perceber tudo o que a seguir vou escrever… eh pá, nem tenha opinião.

    Assim:
    O mundo aquece há 300 anos não tendo nada a ver com causas antropogénicas. Contudo adicionar CO2 à atmosfera deverá fazer aumentar a temperatura – Num laboratório aumenta 1.1C pela duplicação do conteúdo de CO2 (boring).
    Um sistema complexo como o coupling entre atmosfera e oceanos nas transferências térmicas não é propriamente um laboratório, por isso a questão que se deve perceber será qual o ECS (equilibrium climate sensivity) se duplicássemos o conteúdo de CO2 de 280ppm para os então 560ppm (estamos com 413ppm) no mundo real. Ora o mundo real existe e estamos a adicionar Co2 e a medir essa adição há mais de 80 anos, logo podemos medir o impacto até ao momento e dessa forma inferir qual será o aumento da temperatura se duplicarmos esse conteúdo de CO2 no que realmente interessa que é o ECS (ou o que tem impacto na nossa vida o transiente TCS). Feitas as continhas todas, o ECS deverá estar perto de um aumento de 1.1 e 1.6 graus até ao final do século se atingirmos os tais 560ppm.
    Ou seja, dentro dos climate scnarios, o RCP (ou agora os SSP) que mais próximo estará da realidade será o 4.2. – O RCP 4.2! = BORING!!!
    Para não ser boring e ninguém ligar nenhuma, 73% dos estudos publicados são , e está escrito nos abstracts dos papers, com base no RCP 8.5 – RCP 8.5 é um cenário impossível!!!!! Não se consegue criar uma sociedade que faça acontecer o RCP8.5, é só estupido… no entanto a esmagadora maioria dos estudos são com base nele – Dear Lord.

    Pelo outro lado, fazer uma descarbonização da nossa sociedade, após os agradecimentos à qualidade de vida que nos deu, não é uma ideia má. Sabemos que duplicar o CO2 não deve ser problemático, mas quem nos diz que não iriamos triplicar? Não que seja fácil triplicar, até porque quanto maior o conteúdo mais sinking, mais absorção ocorre, contudo desde que seja uma transformação controlada, como está a ser, não tem nada de errado… Deveria era ser transparente, verdadeiramente comunicada às pessoas, e era assim porque era e mais nada. Ao invés desta tanga esquerdoide em que tens que repetir a mantra mesmo que completamente mentirosa.

    Nota: erro no “scnarios” é para que os esquerdoides idiotas do costume se entretenham como o erro ortográfico e deixem o debate inteligente para os outros.

  19. ATAV

    Luís Lavoura

    Não digo que não haja conflitos de interesse em pesquisas financiadas por empresas, mas não creio que seja o caso. Se assim fosse a pesquisa em universidades e instituições públicas apontaria que a Hidroxicloroquina tem resultados. Não parece ser esse o caso até agora.

    “Isto não é uma questão política, Bolsonaro ou não-Bolsonaro, Trump ou anti-Trump.”

    Mas agora é. O Trump, com a pressa em apresentar resultados no inicio da pandemia começou a divulgar que a Hidroxicloroquina era eficaz porque alguém lhe disse que esse medicamento parecia ser eficaz em testes de laboratório. Quando se viu que esses resultados não se estavam a traduzir na prática clinica ele foi incapaz de reconhecer o erro. O Bolsonaro, como o bom cão-de-fila que é reconheceu a voz do dono e começou a papaguear a mesma coisa. E atrás foram todos os seguidores deles. E agora estamos nisto.

  20. ATAV

    Lucklucky

    “É interessante ver como ATAV segue Orwell como se fosse um manual de instruções.”

    Orwell? Sabia que Orwell classificava-se como um socialista? Você, que chama socialismo a tudo o que se mexe, anda a citar a obra de um socialista assumido? Pior, o Orwell foi para Espanha dar tiros em pessoas que defendiam os ideais da extrema-direita tão defendidos nesta casa e tão acarinhados por si.

    “Para começar usa os termos anti científicos da propaganda “alterações climáticas” algo não falsificável.”
    Já não é “Aquecimento Global” pois não?”

    Sabia que o termo alterações climáticas já é utilizado há décadas? Aquecimento global é apenas uma parte disso e foi o termo que foi adoptado pelo publico em geral. O termo deixou de ser utilizado porque era pouco preciso.

    Mas pronto, é tudo novilíngua e “memory holes”. Mas lembre-se desses termos da próxima vez que alguém aqui falar em “dinheiro dos contribuintes” (dinheiro do estado), “restruturação” (despedimentos), “criador de riqueza” (rico) ou “flexibilidade laboral” (precariedade). E o privado gere sempre melhor que o público (e para o buraco da memória seguem os resultados desastrosos das privatizações ou as trafulhices das PPPs).

    “Não há https://indianexpress.com/article/india/vadodara-administration-drive-hcq-helping-in-containing-covid-19-cases-say-docs-as-analysis-begins-6486049/

    claro que não se lê coisas destas no Jornalismo Marxista…”

    Você sequer leu a fonte que cita? Isso é um estudo sobre prevenção não sobre o tratamento. E como todos os estudos têm os seus limites são precisos vários diferentes e necessitam todos de serem replicados antes de haver eficácia comprovada. Não basta a palavra do “Grande Líder”…

    Entretanto segue aqui uma fonte “não-jornalismo marxista”
    https://www.who.int/news-room/detail/04-07-2020-who-discontinues-hydroxychloroquine-and-lopinavir-ritonavir-treatment-arms-for-covid-19

  21. ATAV

    Olympus Mons

    Você está a desperdiçar o seu latim por aqui. Devia apresentar a sua monografia “esclarecida” na próxima convenção de cientistas do clima ou quando os de lideres de vários países decidirem assinar mais um tratado climatérico. Tenho a certeza que irão ficar todos rendidos aos seus argumentos brilhantes.

    Em alternativa pode sempre entrar em contacto com a outra sumidade desta área – a Cristina Miranda – para fazerem pesquisa juntos (leia-se verem vídeos no youtube aninhados no sofá).

  22. Olympus Mons

    @ATAV,
    20 pontos acima do seu QI? – Nao se preocupe, sempre vestiu muito bem a a personagem de idiota útil

  23. ATAV

    Olympus Mons

    Não deveria ser para cada 80 pontos do seu QI são 20 pontos do meu QI? Como é mesmo a regra que rege tudo no universo? Já não me lembro e falta-me a capacidade intelectual para chegar lá…

    Entretanto gostei muito da sua argumentação. Quantos cães pontapeou até conseguir chegar a essas conclusões?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.