Descomplicar Portugal, Votar Iniciativa Liberal

Deixo aqui o meu texto de hoje no Observador

Um excerto:

Quase um em cada dois euros produzidos pelos portugueses vão para o Estado. Temos hoje um Estado obeso, com tentáculos em quase todos os campos da nossa vida, que vive à custa de uma carga fiscal em máximos históricos.

Criou-se em Portugal a ideia errada de que a solução liberal de cortar o peso do Estado para fazer a economia crescer implicaria cortar nos serviços essenciais. Mas, se é esse o caso, como é que países como a Holanda e a Irlanda, com melhores serviços e níveis de vida do que nós, têm níveis de despesa mais baixos que o nosso? A verdade é que há muitas coisas no Estado que é preciso desconstruir. Há muito onde se pode cortar para poupar dinheiro aos contribuintes e fazer a economia crescer. 

Resultado de imagem para reduzir o estado
Anúncios

5 notas soltas sobre as últimas 24h de campanha

Cinco coisas que achei curiosas na campanha desde ontem até hoje:

Costa já recuperou da “lesão” nas costas (tal como a lesão que os números do PS têm sempre que Costa aparece a fazer campanha) e já anda a distribuir abraços nas ruas.

A Aliança de Santana Lopes está num tal nível de desespero que vai para as notícias criticar o uso de cerveja nos eventos da Iniciativa Liberal. Santana Lopes, um homem que já foi tudo a nível político incluindo primeiro-ministro, anda aflito para ter 2%. Bem que pode acabar a birra e fechar as portas do partido senão eleger.

Rui Rio anda agora a usar muito na campanha Joaquim Sarmento, o seu (muito bom a meu ver) porta-voz das finanças, como se fosse o seu Centeno. Infelizmente, poderia ter-se lembrado disso antes… quando o deixou de fora das listas do PSD. É que Joaquim Sarmento, infelizmente acho eu, nem para deputado vai!

O PAN tem sido escrutinado até ao limite. O que leva quem está informado politicamente a estar muito longe de votar no PAN. Infelizmente, a esmagadora maioria dos portugueses não está informado politicamente. O melhor exemplo disso é este título de uma notícia “PAN. “Eu voto em si porque tenho um cão”, ouviu André Silva”.

O PCP e o BE que andaram 4 anos de joelhos com Costa a fazer deles o que queria… lembraram-se agora de ladrar. Catarina Martins fez questão de dizer que o PS governou os últimos 4 anos sem ganhar eleições. Que comédia.

Comissão de Honra da Iniciativa Liberal presidida por José Manuel Moreira

A Comissão de Honra da Iniciativa Liberal para as eleições legislativas é presidida por José Manuel Moreira, bem conhecido deste blog e um pioneiro da Escola Austríaca de Economia em Portugal.

Ricardo Arroja e Rui Albuquerque, ambos com fortes ligações a este blog, estão também na Comissão da Honra da IL. O Ricardo, como a maioria dos leitores provavelmente se recorda, foi o primeiro candidato de sempre da IL, ao ser cabeça-de-lista nas Europeias.

A Comissão de Honra da IL apresenta 35 personalidades da sociedade civil, algumas que já tinham sido revelados na imprensa ou aqui no blog como Eduardo Cintra Torres (crítico de televisão), Pedro Martins (ex-Secretário de Estado do Emprego com Álvaro Santos Pereira) e Paulo Soares Pinho (Director no The Lisbon MBA).

Iniciativa Liberal quer privatização da Caixa Geral de Depósitos

A Iniciativa Liberal quer impedir o Governo de injetar dinheiro dos contribuintes nos bancos, incluindo a CGD. E neste contexto, defende a privatização do banco público.

Notícia completa aqui:

O partido Iniciativa Liberal (IL), que se apresenta às legislativas de 6 de outubro pela primeira vez, propõe a privatização da Caixa Geral de Depósitos, para “retirar o Estado do sistema financeiro e tirar aos partidos do regime um instrumento de redistribuição de favores entre empresários próximos do regime político, bem como incentivar maior dinamismo e concorrência no sistema bancário português”, afirmou Carlos Guimarães Pinto ao ECO. (…)

“A Caixa Geral de Depósitos custa mais aos contribuintes do que os outros bancos, cobra o mesmo às pessoas, entrou no mesmo cartel para prejudicar clientes e também está ao serviço de negócios privados de quem a controla. Tudo igual aos outros bancos. A única diferença é que nos bancos privados também os acionistas perdem dinheiro com a má gestão. No banco público são sempre os contribuintes a pagar e os responsáveis pela má gestão nunca têm absolutamente nada a perder. Só em 2017 custou 4 mil milhões de euros de recapitalização”, afirma Carlos Guimarães Pinto.

Recordo estes dois textos do blog de há uns meses:

Resultado de imagem para caixa geral depositos cartoon

Campanhas? Sejam eficientes e não respondam aos ataques

Há uma semana, quando saiu a sondagem que disse que a Iniciativa Liberal tinha grandes hipóteses de eleger um deputado, o Carlos Guimarães Pinto, Presidente da IL, escreveu o seguinte:

O Carlos aqui teve tático político. Desde aí, na última semana, a IL recebeu ataques vindos de todos os lados. Desde críticas em colunas de opinião de diferentes jornais até memes, quer de gente do BE quer do Chega… alguém de quase todo o espectro político lançou alguma coisa.

Mas mais importante que tático político, o Carlos deu um conselho de um ponto de vista económico. O que está dito de forma indirecta no tweet é que é muito ineficiente em termos utilitários perder tempo a responder a estas pessoas. Tirando certas coisas mais graves onde convém desmentir/responder de imediato (ou casos em que vale a pena responder porque quem atacou é muito mediático) a maioria dos ataques deve ser ignorada. São ataques que vêm de pessoas que nunca irão votar na Iniciativa Liberal e, por isso, sobretudo faltando pouco tempo para as eleições, é um desperdício em termos de recursos responder. O tempo deve ser utilizado para convencer quem está na dúvida. Não para convencer quem já está convencido, nem para responder a quem nunca irá votar.

Depois de visto, parece algo óbvio. Mas é algo difícil de fazer sobretudo no mundo “instantâneo” das redes sociais, onde nem sempre é fácil racionalizar desta forma e tudo pede uma resposta. Acho que isto se aplica a outros partidos a meu ver. Boa sorte e bom trabalho a todos os que estão a ajudar nalguma campanha (não socialista, claro).

Resultado de imagem para quote churchill reach

Curiosamente, nunca tinha verificado se esta citação era verdadeira. Ao que parece, segundo este site:

“You will never reach your destination if you stop and throw stones to every dog that barks”. ✸ From a 1923 speech, but Churchill was quoting someone else. He preceded this by saying, “As someone said…” AZ also mangles the quote. Correctly: “As someone said, you will never get to the end of your journey if you stop to shy a stone at every dog that barks” (CBH 579).

Pedro Silva Martins, Secretário de Estado do Governo de Passos Coelho, na comissão de honra da Iniciativa Liberal

O primeiro secretário de Estado do Emprego do Governo chefiado por Pedro Passos Coelho, Pedro Silva Martins (no Ministério da Economia e do Emprego, tutelado pelo independente Álvaro Santos Pereira) vai integrar a comissão de honra da Iniciativa Liberal (IL) para as próximas eleições legislativas.

Ler a notícia completa aqui

“Pedro Silva Martins tem 44 anos e é economista. Licenciou-se na Universidade Nova de Lisboa, completou o mestrado naa Universidade de York e doutorou-se na Universidade de Warwick. Em junho de 2011, tomou posse como secretário de Estado do Emprego, assumindo funções no Ministério da Economia e do Emprego, tutelado pelo independente Álvaro Santos Pereira, também ele proveniente do mundo académico. Deixou o Executivo PSD/CDS em fevereiro de 2013, desgastado pela controvérsia em torno do pagamento dos subsídios em duodécimos.”

Se os incêndios no Brasil são culpa de Bolsonaro para o BE… os incêndios em Portugal são culpa de quem?

O Bloco de Esquerda diz que os incêndios na Amazónia, no Brasil, são culpa do Governo de Bolsonaro. Seguindo esta lógica, certamente os incêndios em Portugal são culpa do Governo PS e da maioria parlamentar que o suporta (Bloco e PCP).

Aqui estão bem é a culpar os outros. Quando é para assumir responsabilidades pelo que se passa em Portugal está tudo caladinho.