Portugal vs. Lituânia

Via Iniciativa Liberal:

Portugal está a vencer a Lituânia em futebol, nessa actividade continua a ser superior, na economia nem por isso.

Em 2001, o PIB per capita da Lituânia era cerca de metade do português. Apenas 16 anos depois, a Lituânia ultrapassou Portugal, colocando o nosso país mais próximo de ser o mais pobre da Zona Euro.

Com uma política economicamente liberal amiga do investimento, das empresas e da criação de emprego, a Lituânia foi um dos países que mais cresceu na União Europeia nos últimos 10 anos. Entre outras coisas, a Lituânia introduziu reformas liberais na economia e ofereceu a investidores e trabalhadores um sistema fiscal muito atractivo, como uma taxa fixa de IRS de 15%.

Portugal continua com políticas de estagnação, cai todos os anos lugares na tabela do Campeonato Económico Europeu e revela-se incapaz de demitir o treinador que o colocou nos últimos lugares. É preciso mudar de vida.

12 pensamentos sobre “Portugal vs. Lituânia

  1. Filipe Bastos

    Cá está o João Cortez com os seus gráficos. O crescimento da Lituânia é bonito no papel, não tanto na realidade das pessoas. É dos países mais desiguais da UE; boa parte da população nem tem esgotos.

    Cada vez mais emigram do paraíso liberal do Sr. Cortez; as eleições mais recentes foram dominadas por promessas a que chamaria ‘socialistas’, mas que apenas reflectem a necessidade básica de mais justiça e repartição da riqueza.

    Para saber isto não é preciso conhecer a Lituânia nem ler o Avante; basta a Bloomberg:
    https://bloomberg.com/news/articles/2019-05-10/outdoor-toilets-show-inequality-is-rife-in-euro-member-lithuania

  2. O coeficiente de Gini de Portugal é 36 e da Lituânia 37. Últimos números disponíveis, de 2015.

    Da Venezuela Madura, 48 — últimos números disponíveis.

    Antes de opinar com larachas, RTFM.

    Mais vale estar no inferno, mas a caminho do paraíso, do que no céu a caminho do inferno.

  3. Eu recentemente estive na Lituânia, e contaram-me (queixaram-se) que empregar lá uma pessoa era muito caro, porque cerca de 40% daquilo que o patrão lhe pagava ia para impostos. Não era 15,3% nem nada que se parecesse.
    Por acaso tenho aqui neste momento um colega lituano, vou voltar a perguntar-lhe como é.
    Agora uma coisa é verdade: a Lituânia é um país civilizado, onde não se vê um único carro estacionado em segunda fila, na faixa de rodagem, ou em cima d passeio. Vi lá uma pessoa a estacionar o carro (num lugar legal) por 5 minutos para ir visitar uma igreja mesmo ao pé, e pagou pelo estacionamento.

  4. Luís Lavoura,

    «Porque cerca de 40% daquilo que o patrão lhe pagava ia para impostos.»

    E o seu? 23,75% + 1% + 11% + retenção de IRS. Facilmente chega aos 50%. Basta espirrar.

    Faça as contas e muda-se já para a Lituânia.

    E depois a história não acaba. Com o dinheiro no bolso, vêm os importos indirectos, as taxas, as taxinhas e o que paga os tachos e os tachões. E aí Portugal é mestre, a caminho do doutoramento.

  5. Nos anos 70 um aspirador custava metade de um salário ou mais
    hoje custa 1/10
    Nos anos 70 uma licença camarária para fazer uma obra custava pouco, hoje custa metade de um salário.

    É isto o Socialismo Português com o Estatismo galopante a destruir a evolução do Capitalismo.

  6. Filipe Bastos

    Francisco, a URSS fazia falta ao capitalismo. E faz falta aos direitalhos.

    Aos direitalhos faz falta como paradigma do Mal. Já viu o que seria da sua vida, e das suas discussões online, sem poder ir buscar o bicho-papão comuna? Sem a URSS, a Coreia da Norte, Cuba e demais comunices, ser direitalho era uma chatice.

    Ao capitalismo fazia falta como concorrência. Enquanto o comunismo era uma alternativa, ou pelo menos um inimigo a temer, o Ocidente prosperou. O capitalismo tinha de fingir que se ralava com as pessoas. Depois foi o que se viu; o que se vê hoje. Mama em roda livre.

    Coeficiente Gini no Eurostat e na Pordata (dados de 2017):
    — Lituânia – 37,6
    — Portugal – 33,5
    — UE (28 países) – 30,6

    Além dos números tem a realidade das pessoas. Se não conhece a Lituânia, leia pelo menos o artigo que linkei acima. Pesquise ‘poverty lithuania’. Uma ONG escreve:

    “The vast inequality present throughout Lithuanian society is the result of a persistent lack of adequate social programs and fair incomes. This is particularly true of rural areas that … do not benefit from the prosperity of the Lithuanian government or local businesses.
    Nearly 30% of Lithuania’s population faces poverty and social exclusion. A comparable portion of the population is considered at risk of poverty. These facts … have driven Lithuanians out of the country, despite the growth of the Lithuanian economy.”

    Larachas. Bolas, Francisco, RTFM.

  7. «O capitalismo tinha de fingir que se ralava com as pessoas. »

    Não precisa. Onde ele há, mesmo os pobres têm o que comer. Onde há socialismo, nem a classe média come todos os dias.

    Lembra-me tantas anedotas soviéticas sobre o assunto…

  8. Filipe Bastos

    V. não está a ouvir. O maior avanço na qualidade de vida ocidental ocorreu durante a Guerra Fria, enquanto durou a ameaça comunista. Porque o capitalismo tinha de dar mais às pessoas.

    Nos anos 80, com o “império do mal” já em decadência, a sua cara dupla Thatcher / Reagan abriu as portas à completa desregulação financeira, ao domínio absoluto dos mamões. O muro caiu, e com ele a URSS e qualquer pudor que restasse ao capitalismo.

    Desde então a bolha não parou de crescer, até à implosão de 2008, a que se seguirão outras certamente piores, e os avanços conquistados vão-se esboroando. A riqueza cada vez mais concentrada, o mundo mais dividido, os mamões mais gananciosos. O capitalismo é autofágico: sem concorrência come-se a si próprio.

    Mas sim, pode contar anedotas. Cada um dá o que tem…

  9. Ignorante, são os bancos centrais que determinam a facilidade de crédito. Foram os Governos cada vez maiores a precisarem de cada vez mais e mais que a necessitar de aquecer as economias para terem cada vez mais receita.
    Não admira que há bolha, que foi substituída por outra que agora está nas bolsas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.