Cartazes alternativos – Eurovisão 2018

Anúncios

9 thoughts on “Cartazes alternativos – Eurovisão 2018

  1. Luís Lavoura

    É incompreensível como é que Lisboa, sendo uma cidade tão horrível como é ilustrado neste post, consegue ser o maior destino turístico de Portugal.

  2. Luís Lavoura

    O Festival Eurovisão não pode ser na maior parte das cidades elencadas neste post, porque elas não têm infraestruturas para o acolher (e não as vão construir de propósito, ficaria muito caro – para esse tipo de peditório já Portugal deu). Infraestruturas hoteleiras, de transporte, e de sala de espetáculos.
    Eu volto a dizer que se deve considerar seriamente a hipótese Funchal.

  3. mariofig

    “Eu volto a dizer que se deve considerar seriamente a hipótese Funchal.”

    A narrativa já está aí. A preparação para a mentalização da nossa sociedade provinciana nem dá muito trabalho. Nos jornais, nas televisões, nas rádios, já se fala o bem que o Festival faria para Portugal. Pelo turismo, essa expressão máxima do poder económico de Portugal no mundo. Pelos milhões que assistem na televisão, portanto no turismo televisivo. Pelo prestigio para o nosso país, porque tanta falta faz à nossa economia.

    E assim, de vantagens em vantagens, é proibido falar da maior dela todas: Não realizar o Festival em Portugal e dar uma demonstração aos nossos parceiros Europeus que afinal sabemos bem como estamos e que o outro até não tinha razão e nós não somos só gajas e copos.

  4. mariofig

    Fica portanto o meu cartaz oficial do Festival da Canção:

    Euro Vision
    Song Context 2018
    Não obrigado!

    Como fundo, uma bonita panorâmica da CGD.

  5. Não estou muito interessado na polémica de onde será o festival que de repente despertou tantos interesses para um concurso público, mas depois de ver estes cartazes passei a ser sem dúvida alguma um torcedor por Lisboa, se existe tratamento tendencioso à partida, com o objetivo de prejudicar Lisboa, então sou automaticamente defensor desta belíssima cidade.

  6. Como não tenho meio de plantar um cartaz deixo uma sugestão escrita:
    Um placard de todo o tamanho mostrando o supremo dos sem abrigo que paira sem parar em todas as esquinas e cantos.
    Tal é a importância do necessitado que as câmaras de televisão não se cansam de o fazer entrar na casa de cada um pela janela do aparelho.
    Tal é a bondade entornada que ainda tem tempo para distribuir refeições pelos colegas menos protegidos.
    O dom de transforma espinhos em rosas sem querer discutir o seu mérito.
    Verdadeiro salvador, um papagaio que encanta.

  7. Dizem que nós vamos ter uma factura de cerca de 50 milhões de euros para organizar o festival.
    O ilustre governo da geringonça já está a estudar um esquema para taxar a conta da electricidade com o pomposo nome de:
    Contribuição para o audiovisual bissexual (CAVB) 3,89 €

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s