Dez Milhões De Lesados

Aparentemente, António Costa prepara-se para anunciar com a pompa e circunstância habitual uma solução para os “lesados do BES”.

Esta solução passará pela criação de um fundo que será financiado por um empréstimo bancário, garantido pelo Estado e pelo Fundo de Resolução. Isto é, a conta será paga muito provavelmente pelos contribuintes (esse bolso interminável e sem fundo).

De salientar que quem aplicou o seu dinheiro em papel comercial do Grupo Espírito Santo estava a aplicar o seu dinheiro num produto com maior risco à procura de uma melhor remuneração do seu capital quando comparado por exemplo com um depósito a prazo. Risco significa precisamente perda potencial do capital.

Mais uma vez, são lesados dez milhões de contribuintes para a socialização das perdas de alguns milhares de investidores.

Porreiro, pá.

Advertisements

38 thoughts on “Dez Milhões De Lesados

  1. Dez milhões não , dez milhões e um : aproveitemos para diluir nesta jogatana a indemnização que o Estado vai pagar ao Rúben Cavaco , à hora em que os filhos do embaixador já vão a caminho de casa . Com toda a justiça , convenha-se , porque comparados os riscos de conduta de todos ( do Ruben e dos outros dez milhoes ) , quem apanhou mais porrada, foi o puto .

  2. Pingback: POLITEIA

  3. Absolutamente! Tenho muita pena dos emigrantes que foram lesados, ainda se pode atribuir ignorância por estarem longe, não estarem a par da situação, mas todos os outros estavam só à procura de um bom retorno sem mexer uma palha e isso, naturalmente, envolve riscos. Quando estavam a receber mais de 5% ao ano, esfregavam as mãos de contente a pensar como os outros eram estúpidos por deixarem o dinheiro no banco, a render nada, ou por comprarem um apartamento e terem o trabalho todo de o arrendar para obter retorno. São estes agora que os vão recompensar pela sua ganância.

  4. TINA, os emigrantes que estão longe e não estão a par da situação não investem em produtos de risco como o papel comercial.

    Se o emigrante tem mais do que 100.000 € em depósitos deve ter o cuidado de os distribuir para reduzir o risco.

    Não sou eu com os meus impostos que tenho que suportar os erros dos outros.
    Os meus erros sou eu que os pago.

  5. Francisco Lx

    Parece que até é uma novidade! Quem é que tem estado a pagar todas as brincadeiras dos senhores da banca? Quem é que vai pagar a diferença entre os 3.9 mil milhões postos no fundo de resolução para o BES e os 0.5 por que vai ser vendido? No caso dos lesados é o mesmo, dizem que serão os outros bancos (LOL) a pagar e a perder de vista. Mesmo que seja, quem é que paga os lucros dos bancos para pagar isso se não os clientes? Os contribuintes ou pagam de uma forma ou pagam de outra. Agora quem ficou com o dinheiro é que não paga de certeza.

  6. Francisco Lx

    Contra quem ficou com o dinheiro não vejo aqui indignação nenhuma, só contra quem ficou sem ele!

  7. “Contra quem ficou com o dinheiro não vejo aqui indignação nenhuma, só contra quem ficou sem ele!”

    Importa-se de esclarecer ? Quem é que ficou com o dinheiro se o título fala dos “lesados do BES” ?

  8. Pingback: POLITEIA

  9. Muita porreiro pá!!!! para aumentar as pensões dos mais pobres deram-lhes cêntimos. Para os que ganham para pagar impostos, sugam-os até ao tutano… Muita porreiro: assim se vê a força do pcp e do ps….

  10. “Agora quem ficou com o dinheiro é que não paga de certeza.”

    Ninguém ficou com o dinheiro …
    Um investidor arrisca o seu dinheiro.
    Quando investe em titulos de empresas com prejuizos acumulados e futuros está a arriscar muito, inclusivamente a perder tudo.
    O dinheiro foi-se nos prejuizos !
    Se porventura, como alguns dizem, houve engano intencional da parte de quem vendeu gato por lebre, então é algo para a justiça apurar responsabilidades e decidir eventuais compensações.

  11. Não cabe aos Tribunais distinguir entre aqueles que apostaram livre e esclarecidamente em produtos financeiros de risco e aqueles que foram enganados pelos gerentes de conta? Para que servem os Tribunais, afinal, senão para distinguir os que têm direitos dos que não têm? É bom recordar que, entre os “lesados” estão os parentes, amigos e parceiros de negócios do Sr. Salgado, pessoas que não partilhariam comigo os ganhos desses investimentos, sendo, por isso, um escândalo obrigar-me a quinhoar nas suas perdas.

  12. Caro João Cortez, penso que seja papel comercial do GES e não do Banco…

    Os lesados que se ponham na fila de credores do GES para receber! Dá muito trabalho? Pois, é melhor os contribuintes pagarem…

    Este negócio cheira a esturro. Faz lembrar a solução apressada do Banif (antes das novas regras comunitárias de resolução), para safar dinheiro de algum amigo…

  13. tina

    “TINA, os emigrantes que estão longe e não estão a par da situação não investem em produtos de risco como o papel comercial.”

    Sim, mas os bancos aqui usam-se deles e enganam-nos. Eu já fui emigrante e fui enganada, felizmente que foi só a nível de juros.

  14. tina

    “É bom recordar que, entre os “lesados” estão os parentes, amigos e parceiros de negócios do Sr. Salgado”

    Exatamente! Os lesado são pessoas muito mais ricas do que aqueles que os vão agora reembolsar.
    .
    E também muito bem lembrado pelo Joaquim Brito, levantam-se em 10 euros as pensões dos pobres e vai-se agora compensar a ganância dos ricos.
    .
    Esquerda = Podridão moral.

  15. Não entendo essa dos emigrantes. Dizem alguns que os emigrantes só enganados investem em papel de risco? Estão a brincar ou a passar um atestado de estupidez aos emigrantes?

  16. Acho tudo muito certo. Mas, afinal, são contra o Fundo de Resolução? É que foi criado em 2012 e já prevê empréstimos e garantias do Estado… Onde estavam? E também são contra o resgate dos bancos, à custa dos contribuintes? Só para saber.

  17. JP-A

    O comité central já está a começar a controlar as taxas de execução de cesarianas nos hospitais privados. É só uma nota que parece não ter nada a ver com o assunto, mas o assunto é o mesmo – agora aguentem, como dizia o Vitorino.

  18. E a comunicação social não abre a boca? Que raio de subserviência é esta? Criticam a sobretaxa e depois consentem o imposto aplicado ao fundo de resolução para pagar aos lesados do BES que compraram produtos financeiros de risco?
    O poucochinho é assim tão poderoso e intimidador que ordena o silêncio às redacções, ou será que os jornalistas aceitam tudo para continuar com este tempo novo de vacas voadoras?

  19. mariofig

    Hustler, devias ter visto o que eu vi ontem. Foi a coisa mais assustadora que eu vi nos últimos tempos. Fez-me lembrar de imediato a TPA de Angola.

    Estamos no programa 360 da RTP3, um programa informativo que mistura notícias da actualidade com debate-conversas com convidados. A apresentadora está a falar sobre a banca. Tem à mesa dois esquerdistas, porque da banca quem percebe é a esquerda e a direita não percebe nada e tem mas é que estar calada e não ser convidada para conversar sobre coisa nenhuma. Desculpa-me se não me recordo do nome deles. Um PS e a outra PCP.

    Vai-se já num chorrilho de 30 minutos da mais absurda e surrealista conversa sobre a grande recuperação que este governo está a fazer da banca Portuguesa. É isso mesmo, a grande recuperação que a geringonça está a fazer da banca portuguesa. Em grande destaque o CGD e o BES. Ás tantas a jornalista… deixa-me frisar isto bem… a JORNALISTA… apresentadora do programa sai com esta: “Agora que a banca portuguesa está estabilizada quais são os passos a seguir?”

    A boca caiu-me. Fiquei sem perceber bem o que fazer. Apanhar um voo até Portugal e começar a colocar bombas nessa merda toda só de raiva? Partir a televisão? Ou respirar bem fundo, acalmar-me e encolher os ombros aceitando que só temos o que merecemos. Não fiz nenhuma destas coisas. Escolhi dar um berro de frustração e mandar o país todo para o caralho!

    Há imigrantes que fazem as suas poupanças e investimentos em Portugal porque vivem no engano que essa merda de país é um bom sítio para se envelhecer. Eu cá sou imigrante à 30 anos e já andei por muito lado. A minha velhice não pode ser passada aí. O meu coração não ia aguentar e quero viver até aos 100. Já tenho os meus planos para Christchurch, Nova Zelândia, onde já passei 11 anos da minha vida, muito obrigado. Portugal só por um canudo.

  20. mariofig

    Hustler, devias ter visto o que eu vi ontem. Foi a coisa mais assustadora que eu vi nos últimos tempos. Fez-me lembrar de imediato a TPA de Angola.

    Estamos no programa 360 da RTP3, um programa informativo que mistura notícias da actualidade com debate-conversas com convidados. A apresentadora está a falar sobre a banca. Tem à mesa dois esquerdistas, porque da banca quem percebe é a esquerda e a direita não percebe nada e tem mas é que estar calada e não ser convidada para conversar sobre coisa nenhuma. Desculpa-me se não me recordo do nome deles. Um PS e a outra PCP.

    Vai-se já num chorrilho de 30 minutos da mais absurda e surrealista conversa sobre a grande recuperação que este governo está a fazer da banca Portuguesa. É isso mesmo, a grande recuperação que a geringonça está a fazer da banca portuguesa. Em grande destaque o CGD e o BES. Ás tantas a jornalista… deixa-me frisar isto bem… a JORNALISTA… apresentadora do programa sai com esta: “Agora que a banca portuguesa está estabilizada quais são os passos a seguir?”

    A boca caiu-me. Fiquei sem perceber bem o que fazer. Apanhar um voo até Portugal e começar a colocar bombas nessa merda toda só de raiva? Partir a televisão? Ou respirar bem fundo, acalmar-me e encolher os ombros aceitando que só temos o que merecemos. Não fiz nenhuma destas coisas. Escolhi dar um berro de frustração e mandar o país todo para o pénis!

    Há imigrantes que fazem as suas poupanças e investimentos em Portugal porque vivem no engano que essa merda de país é um bom sítio para se envelhecer. Eu cá sou imigrante à 30 anos e já andei por muito lado. A minha velhice não pode ser passada aí. O meu coração não ia aguentar e quero viver até aos 100. Já tenho os meus planos para Christchurch, Nova Zelândia, onde já passei 11 anos da minha vida, muito obrigado. Portugal só por um canudo.

  21. MarioFig,

    A melhor coisa que este ou qualquer governo poderia fazer pela recuperação da banca portuguesa é … sanear as contas públicas e fazer a economia crescer !…

    O resto são, no melhor dos casos, simples remendos … à custa dos contribuintes !!

  22. Prova Indirecta

    Oh Mário , também não é preciso ir para tão longe , se não for pelo frio está-se bem em Reiquiavique , têm aqui uma prisao cheinha de banqueiros , vêem se poucos « refugiados » e sempre dá para ir a Vinhais de vez em quando , ao fumeiro….

  23. Marco

    Cada um tem o que merece.

    Temos de seguir os “bons” exemplos políticos … fugir a todos os impostos e mais alguns … entrar na máfia politica e sub-mundo de corrupção.

    Como? … afiliar-se num partido político, qualquer um serve, e lamber botas aqui e ali …

  24. O que se está a passar com o estado ladrão é simples.
    A princípio estranha-se e depois entranha-se. Com o despudor, a mentira, a pressão mediática, as pessoas vergam na apatia.
    Os emigrantes são os primeiros a compreender. Os que ficam vão ver mais. Saída do euro a Alemanha, abre-se o caminho para uma folga. Não é o quantitative easing não senhor, o contribuinte alemão está farto. É a folga para indoctrinar as forças, então livres de peias, para ditar o regimen perfeito, tão ansiado. Não será já em 11 de Março de 2017 mas virá o melhor momento.
    http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/alemanha-devia-sair-do-euro-diz-consultor-alemao-da-roland-berger-99685
    http://super.abril.com.br/blogs/crash/grecia/

  25. ABC

    Não há lesados. Se houvesse teria de haver um culpado. Se não houve crime como pode haver vítimas? Alguém está preso?

  26. Os lesados do BES também são contribuintes. E são contribuintes todos os clientes dos bancos que confiam que o seu Banco Central existe para defender a higidez do sistema financeiro e não para exigir carregar imparidades nas suas contas, de um momento para o outro, às três pancadas, de modo provocar a sua evaporação.

  27. ABC

    Lucas Galuxo, todos os fundos, emissões obrigacionistas, unidades de participação, bilhetes do Tesouro, tudo o que subscrevi ou não, obrigaram-me a duas coisas:
    – definir o meu perfil de investidor, respondendo a um formulário bastante completo
    – assinar debaixo da frase “li e entendi as cláusulas deste contrato” e rubricar todas as páginas
    A partir daí, os lesados têm, técnicamente, direito a nada. Ou mentiram no questionário de avaliação, ou mentitam quando declararam que leram e entenderam o contrato.
    A mim também me apresentaram essas coisas. Acontece que li, entendi, e disse que não, obrigadinho.
    Sou mais esperto? Sim. Sabe porquê? Porque não tive vergonha de confessar a minha ignorância e fiz muitas perguntas, muitas. Até entender.

  28. AB

    Até lhe digo mais, os únicos que deviam receber alguma coisa foram os que embarcaram no último aumento de capital do BES, e isso porque foi um falhanço monumental da CMVM e BdP. Siga os pontos.
    Depois da crise de 2008 todos os bancos precisaram de ajuda, monstros como Goldman Sachs, Deutsche, Santander, BNP, Barclays, mas não o BES? Impossível. Depois o BES, com a cumplicidade de Sócrates, esfrangalhou a PT e sugou biliões em dividendos. Tentou o mesmo com a Semapa e Queiroz Pereira encostou-os à parede com uma auditoria interna e obrigou a desfazer as participações cruzadas – é por isso que ainda há Semapa. Tudo sintomas de que o BES estava à rasca. Aliás Queiroz Pereira disse que entregou o resultado da auditoria no BdP. Junte a isso conversões de obrigações perpétuas em acções, e emissões de obrigações sempre com grande sucesso junto de investidores internacionais nunca nomeados – sabemos hoje que eram braços suíços, venezuelanos, brasileiros, americanos, do GES, mas mesmo ao tempo era tudo tão opaco. E depois, no aumento de capital, o último, os dois maiores accionistas, o GES e o Credit Agricole não foram. Suspeito é dizer pouco. Olhe, é como agora o Sabadell não ir ao aumento de capital do BCP. Acha normal?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s