Les miserables

kafka2

Presumo que a quem não tem nada a perder, a golpada socialista estimule o sentido de humor. Para um emigrante na Irlanda ou um colunista no Telegraph tudo isto faz rir. Com muita pena minha nem sorrir consigo. Já estive em 2011, 2012, 2013 e 2014 e não me apetece nada lá voltar, o que é um dado adquirido, assim tenha tempo a Frente de Golpistas, Lunáticos e Totalitários que se avizinha e a quem, espero, o Presidente da Republica entregue o Governo.

O nojo que me suscita esta gente (que de gente tem muito pouco) e que chega a ser físico é bem justificado. Primeiro negam ter perdido eleições, a seguir prometem um coligação de esquerda no Governo, depois já não é bem coligação é um acordo para quatro anos, depois já não é bem assim, é só golpistas e lunáticos no governo com o apoio de totalitários, a seguir já é só um acordo (qual acordo?) para impedir um “Governo de direita”. Putedo rasca é o que são, do primeiro à última.

A alucinação e a golpada é de tal ordem que, no dia em que alguns decidimos gozar no twitter com o #PortugalCoup celebrizado pelo génio do Ambrose Evans-Pritchard (cujo deus ex-machina indígena ultrapassa todos os limites do nojo) no Telegraph, havia por essa Europa fora, pessoas genuinamente convencidas que teria havido uma coligação de esquerda a concorrer à eleições, que teria sido impedida pelo PR de formar Governo. Tal é a capacidade de mentir, aldrabar e vigarizar a pretensa democracia em que eu, infelizmente, vegeto.

Estou farto destes miseráveis mas já só rezo para que tenham o que desejam. Todos eles. Do Ungido golpista, à actriz lunática, ao falso operário totalitário.

19 thoughts on “Les miserables

  1. Baptista da Silva

    Eu entendo algumas pessoas vivem do estado, com diversos subsidios e querem manter e ampliar os mesmos.

    Não falo só de RSI e afins, mas também o rentismo que pagámos a empresas e institutos, fundações, etc.

    Ou alguem do centro controla isto ou nascem mais partidos ao centro, e direita extrema aparece logo após a morte do PCP.

  2. tina

    Também sinto um nojo muito grande por esta gente, fascistas de esquerda que querem impor a sua vontade no povo e inventam todo o tipo de argumentos para não haver eleições.

  3. ecozeus

    O PCP tem uma vantagem, é um partido de funcionários que vive do sistema apregoando outro sistema, se o actual sistema falir eles criam um sistema que integra o sistema que defendem e o sistema que faliu!
    Já estão a ver o resultado do “acordo do António Costa (PEC V do PS) … a vantagem é do Jerónimo de Sousa!

  4. tina

    EMS em Novembro 4, 2015 às 01:02 disse:
    Eu continuo a ser fã do “Borgen”

    Outro fascista de esquerda. A diferença para Salazar é que ao menos Salazar não se dizia democrático. E tivemos nós que apanhar com a vossa arrogância moral tantos anos, quando não passam de uns brutos básicos, só vos falta o bastão á cintura.

  5. Antes de serem aquilo tudo que são, são uns grandes MENTIROSOS e IRRESPONSÁVEIS. Então o que é que foram dizer ao presidente da república? Não é que havia acordo pelo que era uma perda de tempo indigitar PPC? Imaginemos que Cavaco acreditava nessa gente, como tinha sido, martelava-se um acordo à pressa? Para mim essa gente não merece um mínimo de respeito, não só pelo que estão a fazer mas como o estão a fazer… e o país sempre a perder.

  6. Georgina Santos Monteiro

    @ Caríssima tina (Novembro 4, 2015 às 06:38) muito, muito bem!

    a. Nos anos após a frustrada revolução dos amigos dos macacos, os militares foram a Coimbra, salvo erro, falar com o professor Salazar, e pedir-lhe para salvar Portugal do terror dos macacos. O Salazer disse que sim, mas só se lhe dessem os poderes necessários para resolver o problema. Os militares em responsabilidade ouviram e recusaram cordialmente.

    b. Dois anos mais tarde, as coisas pioraram muito mais ainda, lá foram outra vez pedir-lhe, ao professor Salazar. E desta vez, deram ao mesmo, todo os poderes necessários e ele, o Salazar, cumpriu o prometido. Trabalho excelente.

    c. […]

    d. A esquerda fascista odeia o Salazar, por ele ter defendido os valores mais augustos, que a humanidade conhece até hoje.

    e. A mesma esquerda fascista usou mentiras, calúnias, as armas dos intrigantes, para o atacar, mas nada valeu. Salazar venceu a todos. E se não fosse a guerra fria, Angola e Moçambique, ainda eram nossos e Portugal uma potência grande. Mas os nossos inimigos não o quiseram. A inveja, o pecado original.

    Mas, cada vez, que o Mário Bochechas Soares, esse corrupto, ou o ditador em liberdade, do PCP, passam sobre ou olham para a Ponte de Salazar em Lisboa, eles sabem, que Salazar teve e continua ter razão. Ele ganhou.

    Les Misérables (la gauche fasciste) ont perdus. Eles só enganam a quem deseja ser enganado. A verdade é absoluta e invencível e inimigo da esquerda fascista.

  7. Eu cada vez sou mais fã de John Galt; contra esta gente é o melhor remédio.
    Atentem nos números da emigração e percebam, de uma vez por todas, como vota o povo português. Com uma Frente de Esquerda, depois das pessoas, será o Capital a emigrar. Vai ser lindo.

  8. tina

    Quando alguém de esquerda ler o que a Georgina escreveu sobre Salazar e a potência, etc. vai acusá-la imediatamente de ser uma fascista de direita e achar-se superior, quando no fundo eles não passam de fascistas de esquerda, como se vê agora por esta tentativa de ir para o poder fugindo a eleições. As pessoas de esquerda são como os beatos, julgam que basta ir à missa para se sentirem superiores, como se uma auréola mágica os rodeasse, não é preciso praticar o que dizem, podem praticar os atos mais vis e ainda criticar os outros.

  9. Georgina Santos Monteiro

    @ Cara tina (Novembro 4, 2015 às 11:30), correcto!

    a. Eu sei, mas para nada lhes serve, porque eu saberei defender-me.😉

    b. Todo o fascismo é só (!) de esquerda, lógico. Hitler era socialista, e perverso.

    A verdade é a lógica é a melhor arma contra esses burros e ladrões. Nunca (!) falha!

  10. LIBERTAS

    Hélder Ferreira teve um momento de glória: mete nojo ao Pacheco.
    Pois a mim quem mete nojo é o próprio Pacheco. Estou com o Hélder!
    Grande abraço!

  11. antónio

    Para se compreender quem é Pacheco Pereira tem de se recuar ao tempo antes do 25 de Abril para saber qual o alinhamento politico desse Senhor. Faz tempo chocou-me uma crónica na Sábado em que ele manipula o contexto do pensamento de Sá Carneiro para fazer crer que este defendia um PSD social democrata de cariz esquerdista defensor dos coitadinhos. Sr. Pacheco Pereira, se me estiver a ler por favor deixe esse seu pensamento tipo fóssil, defender os mais fracos nos tempos modernos já lá não vai com esse discurso.

  12. Pingback: O Insurgente

Deixar uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s