Nos países comunistas a democracia e a liberdade jorram por todos os lados

Escreve o deputado comunista Miguel Tiago na sua página do Facebook

·  A abstenção, o branco e o nulo são a maior das invenções do capitalismo. Se os que não estão satisfeitos com o capitalismo não votam, deixam a decisão nas mãos dos que estão. É a ditadura perfeita.

 

Esta gente não prosa nada com a liberdade.

6 pensamentos sobre “Nos países comunistas a democracia e a liberdade jorram por todos os lados

  1. Joaquim Amado Lopes

    Miguel Tiago é um excelente ficcionista. Ele consegue convencer-nos de que realmente acredita que, apesar de (mais de) 4 em cada 5 votantes recusar o “anti-capitalismo”, se o voto expresso fosse obrigatório, a esmagadora maioria dos actuais abstencionistas (incluíndo votos nulos e em branco, que são uma forma de abstencionismo) votaria nesse mesmo “anti-capitalismo”.
    Ele deve fartar-se de rir com os comentários tipo “Estou totalmente de acordo !” e “Brilhante..”

  2. Comunista

    O PCP não defende o voto obrigatório. Aliás é curioso como no insurgentismo o PCP é contra o voto e a favor da obrigação do voto.

  3. Joaquim Amado Lopes

    Comunista,
    Seguindo a “boa” tradição comunista, retirou umas quantas palavras para transmitir uma ideia completamente errada do que realmente acontece.

    Não é “no insurgentismo o PCP é contra o voto e a favor da obrigação do voto” mas sim “no insurgentismo o PCP é contra o voto errado (leia-se ‘em partidos que não o PCP’) e a favor da obrigação do voto certo (leia-se ‘no PCP’)”.
    Esta realidade tem sido confirmada de forma consistente desde há 40 anos.

  4. M. Miranda

    Presume-se que o distinto deputado tem por certo que os absentistas, se não todos pelo menos em grande maioria, são comunistas! E que se votassem, os resultados seriam completamente diferentes, obviamente dando a vitória ao seu partido. Só não percebo qual a razão que leva tanta gente, por norma tão militante, a não responder a tão pungente apelo!

  5. lucklucky

    O Comunista como sempre julga os outros pela bitola do Pravda..

    O PCP é contra o voto quando o Estado é o PCP.
    Se poder não for do PCP, o PCP defende qualquer coisa que o leve lá, por exemplo o voto.
    Tal como Hitler ou qualquer outro totalitário.
    Usam a Democracia e depois deitaram-na fora.
    Hoje o PCP precisa do dinheiro dos contribuintes que não são do PCP para fazer as suas campanhas eleitorais, precisa de tempo de antena.
    A Democracia parao PCP é apenas um estágio, um passo para a sociedade comunista. Uma vez que a periferia de Portugal no extremo Oeste da Europa na Guerra Fria não permitia a logistica para um golpe de estado bem sucedido.

  6. rmg

    Claro que o PCP não é pelo voto obrigatório como nunca o será pela diminuição de deputados à Assembleia da República .

    Os métodos utilizados para o apuramento das votações só o favorecem tanto num caso como no outro , por via da abstenção que os penaliza menos (aí com mérito para os militantes que não falham uma , claro).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.