Lista de observatórios portugueses

Para dar uma ajuda ao governo que, aparentemente, anda com dificuldades em encontrar onde cortar despesa, fica aqui uma lista a observar:

Observatório do medicamentos e dos produtos da saúde
Observatório nacional de saúde
Observatório português dos sistemas de saúde
Observatório vida
Observatório do ordenamento do território
Observatório do comércio
Observatório da imigração
Observatório para os assuntos da família
Observatório permanente da juventude
Observatório nacional da droga e toxicodependência
Observatório europeu da droga e toxicodependência
Observatório geopolítico das drogas
Observatório do ambiente
Observatório das ciências e tecnologias
Observatório do turismo
Observatório para a igualdade de oportunidades
Observatório da imprensa
Observatório das ciências e do ensino superior
Observatório dos estudantes do ensino superior
Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
Observatório da comunicação
Observatório das actividades culturais
Observatório local da Guarda
Observatório de inserção profissional
Observatório do emprego e formação profissional
Observatório nacional dos recursos humanos
Observatório regional de Leiria
Observatório permanente do ensino secundário
Observatório permanente da justiça
Observatório estatístico de Oeiras
Observatório da criação de empresas
Observatório Mcom
Observatório têxtil
Observatório da neologia do português
Observatório de segurança
Observatório do desenvolvimento do Alentejo
Observatório de cheias
Observatório da sociedade de informação
Observatório da inovação e conhecimento
Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
Observatório das regiões em reestruturação
Observatório das artes e tradições
Observatório de festas e património
Observatório dos apoios educativos
Observatório da globalização
Observatório do endividamento dos consumidores
Observatório do sul Europeu
Observatório europeu das relações profissionais
Observatório transfronteiriço Espanha-Portugal
Observatório europeu do racismo e xenofobia
Observatório dos territórios rurais
Observatório dos mercados agrícolas
Observatório virtual da astrofísica
Observatório nacional dos sistemas multimunicipais e municipais
Observatório da segurança rodoviária
Observatório das prisões portuguesas
Observatório nacional dos diabetes
Observatório de políticas de educação e de contextos educativos
Observatório ibérico do acompanhamento do problema da degradação dos povoamentos de sobreiro e azinheira
Observatório estatístico
Observatório dos tarifários e das telecomunicações
Observatório da natureza
Observatório qualidade
Observatório da literatura e da literacia
Observatório da inteligência económica
Observatório para a integração de pessoas com deficiência
Observatório da competitividade e qualidade de vida
Observatório nacional das profissões de desporto
Observatório das ciências do 1º ciclo
Observatório nacional da dança
Observatório da língua portuguesa
Observatório de entradas na vida activa
Observatório europeu do sul
Observatório de biologia e sociedade
Observatório sobre o racismo e intolerância
Observatório permanente das organizações escolares
Observatório médico
Observatório solar e heliosférico
Observatório do sistema de aviação civil
Observatório da cidadania
Observatório da segurança nas profissões
Observatório da comunicação local
Observatório jornalismo electrónico e multimédia
Observatório urbano do eixo atlântico
Observatório robótico
Observatório permanente da segurança do Porto
Observatório do fogo
Observatório da comunicação (Obercom)
Observatório da qualidade do ar
Observatório do centro de pensamento de política internacional
Observatório ambiental de teledetecção atmosférica e comunicações aeroespaciais
Observatório europeu das PME
Observatório da restauração
Observatório de Timor Leste
Observatório de reumatologia
Observatório da censura
Observatório do design
Observatório da economia mundial
Observatório do mercado de arroz
Observatório da DGV
Observatório de neologismos do português europeu
Observatório para a educação sexual
Observatório para a reabilitação urbana
Observatório para a gestão de áreas protegidas
Observatório europeu da sismologia
Observatório nacional das doenças reumáticas
Observatório da caça
Observatório da habitação
Observatório do emprego em portugal
Observatório Alzheimer
Observatório magnético de Coimbra

Anúncios

65 thoughts on “Lista de observatórios portugueses

  1. ccz1

    de certeza que faltam alguns, aqueles do desventura sousa santos também estão incluídos?

  2. Carlos Guimarães Pinto

    Sim, faltam muitos de certeza. Contribuições para actualizar o post seriam bem vistas.

  3. ccz1

    O observatório de Timor Leste cheira-me a fóssil que teima em morrer. Penso que 8 anos depois do fim do serviço militar obrigatório ainda existia um departamento estatal para encaminhar os mancebos para serviço cívico caso apresentassem objecção de consciência. foi das coisas boas que sócrates fez, o seu encerramento

  4. Carlos Guimarães Pinto

    “Urge constituir um observatórios dos observatórios.”

    Bem observado.

  5. JP Ribeiro

    Faltou lembrar que uma das promessas eleitorais foi a de acabar com estes proxenetas.

  6. Anti-gatunagem

    Cuidado que há aí no meio (pelo menos, que não li essa tralha toda) dois observatórios científicos: o observatório europeu do sul (de q fazemos parte) e o observatório magnético de Coimbra (desconfio q o observatório virtual astrofísico tb o seja, mas este tenho de procurar q ainda não conheço).
    Os tontinhos foram roubar o nome a coisas úteis onde se trabalhava e fazia ciência, para parecerem respeitáveis. (acabei de encontrar o obs. europeu de sismologia tb). Tirando esses casos, é varrê-los a todos.

  7. lucklucky

    E faltam os Centros, Agências, Entidades, Institutos Há muitos nomes para a mesma coisa…e provavelmente ainda há outros .

    O secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos anunciou a criação de um protocolo de cooperação para financiar as actividades e despesas correntes do Observatório do Mar dos Açores (OMA), na Horta.
    http://www.azores.gov.pt/Gra/sctr/conteudos/noticias/2009/Novembro/Protocolo+com+Observatório+do+Mar+dos+Açores.htm?lang=pt&area=ct

    Observatório das Políticas Locais de Educação
    http://www.observatoriople.gov.pt/np4/protocolo.html

  8. Rafael Ortega

    “Observatório dos estudantes do ensino superior”

    Ando a ser observado e nem desconfiava…

  9. mggomes

    Passado o impulso inicial – plenamente justificado! – de lançar uma gargalhada, a dúvida e o medo apoderaram-se de mim.

    Vá lá, Carlos, confesse: tranquilize-me dizendo que pelo menos 90% são inventados…

  10. João Quaresma

    Observatório de reumatologia
    Observatório nacional das doenças reumáticas

    Prazer a dobrar.

  11. LeftRightWhoCares

    “Observatório da inteligência económica” ?? Este deve ter bastante falta de vista…

  12. Falta o Observatório dos observatórios…
    Já agora, esta lista pretensamente impressionante tem algum significado? Quanto custam estes observatórios? Quantas pessoas lá trabalham?
    Além de que se parte do princípio de que são inúteis do que eu duvido.

  13. Pingback: O Estado Xuxalista « 25 de Novembro sempre !

  14. Luis Ribeiro

    Falta este Observatório:
    Observatório de Economia e Gestão de Fraude onde o presidente do BdP vai discursar no dia 15 de Setembro de 2012.

  15. Rui Cepeda

    E por que não criar a Fundação dos Observatórios? Dada a quantidade já se podia justificar…

  16. hugo carrilho

    se multiplicarmos estes observatórios por, por exemplo, 20, que não deve andar longe do numero de trabalhadores em cada um, vejam quantos BOYS iriam para o desemprego se fechassem este manancial de JOBS. Mas isso não fazem eles…

  17. NemCozidoNemFrito

    Gostei da ideia do Observatório das Fundações, ou era Fundação dos Observatórios, seja como for.
    Digam o que vos apetecer mas chamar-lhes trabalhadores, tenham paciencia, é que ainda há quem trabalhe neste País, não somos é nós concerteza que andamos aqui a gastar tempo na net e nada conseguimos fazer para acabar com esta corja de ladrões encabeçada pelos ultimos Presidentes da Republica (que deixa de ter direito a feriado) e seguida pelos sucessivos Primeiros Ministros, todos capazes de vender a Mãe por 25 tostões!

  18. P. Carvalho

    É melhor fechar este blogue senão ainda vão criar mais um observatório: O observatório dos observatórios. Digam lá: Não está bem observado??

  19. Henrique Ferreira

    Não posso deixar de observar, que estes observadores, pensando que são competentes, deveriam observar a miséria que vai por este país, e, consequentemente, dariam certamente por bem observado o fim de todos estes observatórios que nos roubam mais um bocado dos recursos que estes ladrões do governo continuam a sustentar, para continuarem a VER!!! e depois, observar como resulta a visão…

  20. mjviieira

    Não há remédios que consigam limitar a parasitagem que ataca a economia. Só atitudes radicais, e começar UM SISTEMA diferente.
    mjv

  21. Pingback: Regras simples e políticos (ainda mais) simples « O Insurgente

  22. maria amélia marinho

    já agora,sugiro:
    “observatório das listas dos observatórios” e ainda mais importante “observatório para eleição de quem mais lixa o zé” obnrigada!

  23. AA

    Para além do Superior, completando…
    – Observatório de Acompanhamento dos alunos dos PALOP e Timor
    – Observatório de Trajectos dos Estudantes do Ensino Secundário (OTES)

    Otes e Otários!

    Aqui devem trabalhar os profs (com cartão laranja/rosa) que contam para as estaítisticas do ministro Cra(ss)to, da média de alunos por professor.

  24. Zé Descalço

    Não sejam assim tão pessimistas e mal dizentes, ó pessoal! Todos esses observattórios significam uma coisa que a todos nos deve encher de orgulho: Somos o País mais observador do Mundo !!!

  25. Luís Fernando Alves Grácio

    só falta aqui o verdadeiro observatório, que, por isso mesmo não está disponível, que é o observatório para a selecção dos requisitos das competências políticas para uma boa governação do país

  26. Susana

    Falta o Observatório do Tráfico de Seres Humanos inserido na Direcção-Geral da Administração Interna

  27. Pingback: Quem observa os observatórios? « O Insurgente

  28. Pingback: Observatórios a Observar | Portugal em Diferido

  29. Zé guerra

    O que é que estes organismos fazem,quem superintende nesta gente-ninguem – não- não acredito tanta gente á deriva,não haverá alguem no governo cm olhos rasgados que veja esta bagunçáda.

  30. Pingback: Pequenos detalhes « O Insurgente

  31. Pingback: O Insurgente em 2012 « O Insurgente

  32. Em Portugal até os observatórios se procriam e aina por cima com a benção dos governantes. É de facto uma vergonha e que pensarão os desempregados?
    Fernando Esteves-Lisboa

  33. Pingback: Lista dos Observatórios Portugueses « Ricardo Campelo de Magalhães

  34. Pingback: Ainda os observatórios « O Insurgente

  35. Pingback: De como eu decidi o meu voto | Rua da Constituição

  36. David Marçal

    Observatório Europeu do Sul (e não observatório do Sul europeu como também é erradamente mencionado numa das duas referência redundantes) é uma organização europeia que visa manter uma rede de observatórios no hemisfério Sul, acessível aos cientistas europeus. Não tem nada a ver com observatórios para boys do governo português, que deve contribuir para o seu financiamento e permitir o seu uso por investigadores portugueses. A pesquisa na net é uma coisa que dá muitos resultados, mas é preciso algum rigor, especialmente para quem reclama da falta de rigor.

  37. O Observatório Ambiental de Teledetecção Atmosférica e Comunicações Aeroespaciais, foi criado em 1998, funcionou desde 1984 e funciona em 2014 sem nenhum tipo de apoios do governo, nem central, nem local.

    Constitui-se em 2014 como organismo associativo autónomo, assumindo a denominação de Associação Observatório Aeroespacial de Amadores de Satélite CT, abreviadamente designado por Observatório Aeroespacial AMSAT-CT, tem neste altura dois Observatórios a funcionar nos concelhos de Oeiras e de Odivelas.

    A única coisa de errado que tem no seu funcionamento é que, quase todo o seu equipamento e material que desde 2007 foi emprestado ao IST-Taguspark, abusivamente, ainda não nos foi devolvido depois de ter sido pedida a sua devolução em 2013.

    Os seus autores e fundadores, são cidadãos de bem, são voluntários, que pagam, suprindo material e financeiramente as acções, com o fim de educar e qualificar para a ciência e tecnologia, crianças e jovens em idade escolar.

    Não vimos nisto nada de criminoso ou aberrante ?

    Revoltante (insurgentes…) é tudo aquilo que se faz em oposição a estes desígnios, de manifesto interesse social e educacional.

    A Comissão Executiva da AMSAT-CT

  38. Pingback: Observatório Insurgente de Observatórios Inúteis | O Insurgente

  39. Pingback: O meus preferidos são os “coordenadores das causas” | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s