Gorduras do Estado

 Sinceramente não sei o que me preocupa mais. Se esta ideia soviéta da “padronização dos alimentos com base num sistema de etiquetas”, se este descaramento do GP do PSD em tentar limitar – “fortemente” foi a palavra utilizada – o que se vende nos estabelecimentos limítrofes às escolas, se este proteccionismo de bairro que pressiona a que frutas e legumes sejam comprados localmente (o que além de distorcer o mercado, pode certamente implicar uma inflação dos custos das escolas com os alimentos). O Nanny State no seu melhor.

Vodpod videos no longer available.

4 pensamentos sobre “Gorduras do Estado

  1. Pingback: A nova ASAE « O Insurgente

  2. Ricardo Arroja

    O sistema de etiqueticagem é evidentemente uma idiotice. Como é também idiota a imposição, por parte do Estado, de uma estratégia individual de saúde alimentar para cada criança. Já o intercâmbio entre as escolas e as entidades agrícolas locais parece-me uma ideia a explorar…

  3. Ricardo Lima

    Ricardo, eu também simpatizo com a ideia, no entanto, no tom que foi apresentada e conhecendo os “tiques” de quem a apresenta, julgo que vai culminar mais numa pressão para que aconteça, que numa associação voluntária.

  4. Pingback: “Nacionalizem as crianças” « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.