A declaração de Sócrates

Sócrates voltou agora a defender-se acusando a comunicação social de fazer “fugas” direccionadas sobre o “caso Freeport”, com o intuito de “ferir a sua honra”. Voltou a fingir que ignora que o que está em causa não é uma “fuga” de algo que “não corresponde à realidade”, mas a existência de uma investigação da política britânica acerca da sua ligação ao “Caso Freeport”. Aliás, as fugas a que ele hoje fez referência limitam-se a dizer que há uma carta da política britânica a pedir para investigar as contas de Sócrates; Sócrates usa o comunicado da PGR para “provar” que estas fugas são calúnias; mas o próprio comunicado da PGR confirma que existe essa carta. Ou seja, foi Sócrates, e não a comunicação social com as suas “fugas”, quem deturpou deliberadamente os factos. O que é estranho, para alguém que tanto se queixa disso. Quanto à questão das fugas, repito o que disse no outro dia: as suas afirmações acerca desse assunto seriam suficientes para o demitir.

3 pensamentos sobre “A declaração de Sócrates

  1. Nesta triste palhaçada há uma coisa que tem graça. É o trambolho em Alcochete ter no nome FREE (FreePort). Perceberam?

    Com o campo de tiro por perto agora é uma guerra pegada!

  2. Pingback: O discurso que o Presidente da República deveria fazer, demitindo o Governo e dissolvendo a Assembleia da República « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.