My kind of debate

Em 1980, as Primárias do Partido Republicano, George Bush (pai) e Ronald Reagan responderam a uma pergunta sobre imigração ilegal.
https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FSFGate%2Fvideos%2F10156400692405594%2F&show_text=0&width=560

Americans Going Galt In Record Numbers

GoingGaltOs Estados Unidos podem ser a “land of the free and the home of the brave” mas cada vez há mais cidadãos americanos a renunciarem à sua cidadania. Em 2013 no primeiro trimestre cerca de 679 pessoas renunciaram à cidadania americana enquanto que no segundo trimestre o número de renuncias foi de 1130 – mais do que todas as renúncias do ano inteiro de 2012 (fonte).

Este grande aumento de renúncias à cidadania americana parece dever-se sobretudo ao FATCA (Foreign Account Tax Compliance Act) – “FATCA requires financial institutions based outside the US to disclose the identity and activity of all of their US clients. It also requires US citizens who are the clients of these institutions to report their overseas assets to the US tax authorities or face financial penalties.”

Renunciar à cidadania não é barato. Tem que se comprovar as declarações e liquidação dos impostos dos últimos cinco anos e se se tiver um património superior a 2 milhões de dólares ou se o impostos médio nos últimos cinco anos for acima de $155,000, tem que se pagar o exit tax. Existe também um imposto de 15 % sobre ganhos de capitais (como se o património fosse vendido na altura em que se renuncia à cidadania) com uma isenção de cerca $668,000.

unhealthy care

Under the new law, the IRS is required to fine taxpayers thousands of dollars if they do not purchase health insurance. In order for the government to enforce compliance, tax authorities will need information, for the first time, about people’s health care. Collecting that data will require more IRS personnel.

A report from House Ways & Means Committee Republicans estimates the IRS will need to hire between 11,800 and 16,500 new agents to enforce the bill.

Imunologia política

Num ser com saúde, um vírus ou doença é reconhecido como não fazendo parte do organismo, que activa mecanismos internos para rejeitar corpos estranhos que ameaçam a sua sobrevivência.

Nos Estados Unidos, as vendas das obras da filósofa Ayn Rand dispararam no último ano, duas décadas após a sua morte, atingindo números nunca antes registados. As Tea Party disseminam-se por todo o país, recuperando o espírito que permitiu a Revolução americana. E agora que o Health Care está em cima da mesa, é curioso verificar o fenómeno de ressurgimento de Ronald Reagan. O vídeo Ronald Reagan Speaks Out Against Socialized Medicine viaja a alta velocidade pela internet. Tentam-se  comparações teóricas entre o tipo de discurso de Reagan e Obama, e até reformulações do discurso de Reagan com o estilo que ajudou a vender Obama. Um sinal de saúde, que evidencia que os americanos ainda são capazes de reconhecer o antigénio socialista como corpo estranho à sua tradição filosófica.

O caso português é de tolerância imunológica. Reconhecer o antigénio socialista não desencadeia a produção de anticorpos – é que o socialismo está-nos no ADN.