There’s No Such Thing As A Free Lunch

Sobre os manuais escolares “gratuitos”:

  • Manuais escolares “gratuitos” significa que as editoras vão passar a produzir, imprimir e distribuir os manuais escolares gratuitamente? Não. 
  • Não? Quem paga então os manuais escolares “gratuitos” às editoras? O estado.
  • E como se financia o estado? Através de impostos cobrados coercivamente aos contribuintes.
  • E quanto vão pagar os contribuintes para os manuais escolares “gratuitos” em 2019? 160 milhões de euros.
  • 160 milhões de euros que vão custar aos contribuintes por ano todos os anos? Mas os manuais escolares não eram “gratuitos”?…. 

Também podemos imaginar este diálogo:

  • Porque é que o estado não ajuda só as famílias que realmente precisam – sempre dava para reduzir um bocadinho os impostos a pagar por todos os contribuintes e o estado sempre exerceria a sua função social?
  • Porque o ensino deve ser gratuito e universal e não deve diferenciar as famílias por classe de rendimentos.
  • Como já é feito no IRS?
  • [introduzir um ataque pessoal ou um lirismo qualquer]…
  • E pegando nesse argumento da universalidade, porque é que quem tem os seus filhos no ensino privado que paga impostos como todos os os outros contribuintes não tem acesso aos manuais escolares “gratuitos” e terá que os pagar do seu bolso?
  • [introduzir um ataque pessoal ou um lirismo qualquer]…

A imagem acima foi retirada daqui.

Anúncios