Sobre O Recente Caso Da Hepatite C

PatentedRecomendo vivamente a leitura deste artigo do Rui Santos, no Instituto Ludwig von Mises Portugal, em que o autor analisa o problema recente do medicamento de tratamento da hepatite C do ponto de vista das patentes e da propriedade intelectual.

A existência de patentes é uma criação do estado e não dos mercados. Uma patente é um privilégio atribuído pelo estado a um dado produtor no sentido de impedir que, durante um certo número de anos, ninguém possa comercializar um produto idêntico. O que está aqui em causa, portanto, é se estas patentes se justificam.

Leitura complementar: Quanto vale uma vida?