Luís Rocha sobre Primárias Autárquicas no PSD

Luís Rocha, em Abril de 2009, no blog Porto Laranja:

As primárias têm a enorme vantagem de potenciar o debate prévio entre projectos alternativos que serão discutidos principalmente para fora do Partido; permitem uma maior e mais fácil renovação dos protagonistas políticos; têm finalmente a enorme virtude de demonstrar à sociedade civil que o PSD é um Partido aberto e que transfere um poder, hoje considerado vital em qualquer organização partidária, para onde ele deve sempre residir, no eleitorado.

Leiam o artigo todo pois está muito bom. As primárias evitariam muitas situações em que as câmaras caíram em mãos socialistas e permitiriam candidaturas mais fortes e com melhores candidatos. Fica a pista para o próximo congresso.

Primárias no PSD – Redux

Creio que depois de desastres como Porto, Gaia e sobretudo Sintra, seria uma boa altura para reavivar uma ideia apoiada por Pedro Passos Coelho por alturas do anterior congresso, e na altura apoiada por mim aqui n’O Insurgente:

Pedro Passos Coelho também surpreende pela positiva. Agora foi a vez de propor a introdução de uma boa-prática Americana:

Primárias nas Autárquicas

Ganham…
… os candidatos que não têm medo de ir a votos
… a transparência do processo e, assim, a qualidade dos candidatos
… as populações que beneficiarão da qualidade dos candidatos

Perdem…
… as elites caciques que até agora tinham maior peso na escolha dos nomes

… os partidos que não sigam o exemplo (algo me diz que o PC não vai mudar…)
… os candidatos que apostam simplesmente em “conhecimentos” para serem candidatos

Outras propostas incluem [incluíram]:
– Reforço dos poderes das distritais na escolha dos deputados
– Quotas para as mulheres nos Órgãos Internos
– Criação de uma Comunidade Virtual (fórum político através da internet para discussão de vários temas, entre militantes e simpatizantes)
– Criação do estatuto de simpatizante

O Congresso do PSD deverá ser marcado para os primeiros meses de 2014.

Primárias no PSD (para as Autárquicas)

Pedro Passos Coelho também surpreende pela positiva. Agora foi a vez de propor a introdução de uma boa-prática Americana:

Primárias nas Autárquicas

Ganham…
… os candidatos que não têm medo de ir a votos
… a transparência do processo e, assim, a qualidade dos candidatos
… as populações que beneficiarão da qualidade dos candidatos

Perdem…
… as elites caciques que até agora tinham maior peso na escolha dos nomes
… os partidos que não sigam o exemplo (algo me diz que o PC não vai mudar…)
… os candidatos que apostam simplesmente em “conhecimentos” para serem candidatos

Outras propostas incluem;
– Reforço dos poderes das distritais na escolha dos deputados
– Quotas para as mulheres nos Órgãos Internos
– Criação de uma Comunidade Virtual (fórum político através da internet para discussão de vários temas, entre militantes e simpatizantes)
– Criação do estatuto de simpatizante

O Congresso do PSD está marcado para 23 a 25 de Março.