Música para os ouvidos de Barroso*

Nas vésperas da aprovação da «Comissão Barroso II», Daniel Conh-Bendit sobre o facto dos três grandes grupos do Parlamento Europeu terem sido incapazes de fazer uma resolução conjunta que explique o apoio a Barroso:

«J’avoue que c’est fantastique. Nous assistons à la coalition des hypocrites. Juste avant la Saint-Valentin on dit à monsieur Barroso : “Je t’aime, moi non plus ! On ne te croit pas mais on va voter pour toi ! ”.

A quem interrompeu o seu discurso, Daniel Cohn-Bendit respondeu com um blasé «Ta gueule!».

*e para os nossos também.