Observador mente sobre adolescentes com bonés com slogan de Trump

Que o Observador pertence à união de legacy media que ataca tudo o que seja relacionado, mesmo que da forma mais ténue, com Trump, já eu sabia. Só não sabia que ia ao ponto de mentir descaradamente para o fazer. Mas este caso prova-o.

Escreve o Observador:

Jovens com bonés com o slogan de Trump — Make America Great Again — cercaram e gozaram com ancião da tribo Omaha, que fazia uma marcha em Washington.

Mais abaixo acrescenta:

Vários adolescentes com bonés com a inscrição Make America Great Again — o “grito de guerra” de Donald Trump — cercaram e gozaram com um ancião nativo-americano, da tribo Omaha, que estava a executar um cântico e a tocar um tambor indígena, à margem da Marcha dos Povos Indígenas, perto do Lincoln Memorial, em Washington D.C, noticiou a CNN.

(…)

Phillips [um ancião da tribo Omaha] foi até à multidão de adolescentes e as coisa até se acalmaram, contou Taitano. Pelo menos até Phillips chegar perto do rapaz que aparece a sorrir no vídeo. “Aquele miúdo recusou-se, simplesmente, a sair e pôs-se mesmo cara a cara com o Nathan”, disse a estudante.

Da leitura parece que aconteceram 2 coisas:
1. Os miúdos, sobretudo o focado na reportagem, moveram-se
2.  Os miúdos gozaram com o ancião índio

Na verdade, como se pode ver nos vídeos abaixo, não só foi o índio que foi ter com os miúdos – que na maioria se foram mexendo até que aquele decidiu ficar a olhar para o espectáculo  – como a maioria ficou calada, sobretudo o tal rapaz que mais não fez do que sorrir e achar piada ao que o índio estava a fazer. O miúdo não se mexeu, o miúdo não gozou, o miúdo nem sequer moveu um músculo que não fosse para sorrir. Aparentemente, isso hoje é motivo para ser pedida a sua expulsão da escola, para ser pedido o despedimento do seu pai, e para fazerem bullying internacional ao miúdo. Vergonhoso.

De seguida ficam os vídeos onde esta informação pode ser confirmada, informação que quer o Observador podia facilmente pesquisar e incluir na sua reportagem. Mas dava muito trabalho e estragava a narrativa. Enfim. Espero agora a retração do Observador e, já agora, o pedido de desculpas ao miúdo e respectiva família por terem participado na sua humilhação indevida. Era o mínimo, se forem sérios.

Continue a ler “Observador mente sobre adolescentes com bonés com slogan de Trump”