As reservas morais da Nação começam a posicionar-se

António Capucho: “Pode ser preciso um governo de salvação nacional, mas sem Passos Coelho

Não se sabe muito bem as alternativas propoem. Apenas o recuo “[n]algumas das (…) medidas de austeridade”. Preferêncialmente naquelas que chocam como os seus “direitos adquiridos”. Cortar na estado é que não. Fazem-se uma meia-reformas, arranjam-se uma receitas extraordinárias e empurra-se a bancarrota mais uns anitos para a frente. Quando passaram pelo governo fizeram exactamente isso e conseguiram enganar os tipos