Afinal, o “apoio” aos bancos dá lucro ao estado

CoCos já renderam ao Estado €1280 milhões em juros

Ressalvando que na minha opinião o estado não deveria ser uma agência de crédito, fartei-me (ou não 😉 ) de explicar isto no Parlamento quando fui membro da Comissão de Orçamento: o “apoio” do estado à recapitalização da banca (aliás provocado por novos rácios de crédito que o mesmo estado impôs) era concedido com juros e condições tais (por exemplo ao nível do condicionamento da gestão nesses bancos) que incentivava que os bancos devolvessem o dinheiro o mais depressa possível.
Da nossa esquerda ouvi sempre que era uma vergonhosa ajuda aos bancos, patrocinada pela direita dos interesses (naquela conversa típica de quem está ideologicamente cego e não dispensa a arrastar o adversário político para a lama com o ataque pessoal). É triste que possam agora ser aqueles que nunca quiseram contas públicas equilibradas a gastar o proveito dessas receitas.