Como a Islândia lida com os banqueiros – um exemplo a seguir

Islândia impõe condenação histórica a ex-banqueiros. Final do artigo:

O encarregado do governo islandês que investigou os bancos locais no seguimento do abalo que atingiu o sistema financeiro mundial após a crise de 2008 afirmou ontem que a decisão do Supremo Tribunal é um sinal para que outros países avancem para casos semelhantes e de que nenhum indivíduo é demasiado importante para ser processado. “Este caso envia uma forte mensagem que irá levantar a discussão”, declarou Olaf Hauksson à Reuters.

Nem todos os processos deste âmbito levados a cabo na Islândia tiveram o mesmo resultado. Contudo, o esforço que a Islândia tem levado a cabo no sentido de atribuir responsabilidades aos banqueiros locais parece diferir da realidade dos EUA e do resto da Europa em particular, onde poucos banqueiros têm sido chamados a assumir responsabilidades pelo colapso financeiro das instituições onde trabalhavam e das implicações sobre os próprios países.

Um exemplo. O Capitalismo é um sistema com regras, e estas foram claramente quebradas por muitos banqueiros. Nada nem ninguém pode estar acima da lei, a bem da manutenção não só da “paz social”, mas também do próprio funcionamento da economia e do mundo financeiro. Aguardam-se as reações internacionais. Mas sentado e sem grande esperança, pois socialistas, intervencionistas e banqueiros costumam andar juntos.

islandia_banco