Bastava não estragar

Screen Shot 2016-07-20 at 11.35.07.png

Tivesse Portugal a sorte de não ter governo, sorte essa que bafejou a Espanha, e apenas não estragar teria sido possível. A somar à miríade de indicadores económicos que rumam em direcção à ravina, eis mais um: o saldo da balança corrente, que indica se o país está a ser financiado com recurso a poupança externa, apresentou um défice de quase mil milhões de Euros, e tudo indica que voltará a ser negativo. Informação que é expectável, tendo em conta que a poupança (interna) atingiu valores negativos. Note-se que, desde 2013, Portugal tinha um saldo na sua balança corrente.

Apertem os cintos de segurança.