O Salário Mínimo Na União Europeia Em 2015

Estando para breve a discussão do salário mínimo onde se mistura a política e a demagogia, deixo aqui as tabelas actualizadas do valor do salário mínimo na União Europeia. Todos os valores estão em euros e estão convertidos numa base mensal (por exemplo em Portugal os trabalhadores recebem 14 meses por ano, portanto o valor será de 505 € x 14 / 12 = 589,17 €). Para uma melhor comparação, adiciono também noutra tabela o valor do salário mínimo de outros países relevantes que não pertencem à União Europeia. A fonte para todos os dados apresentados é o Eurostat.

A Alemanha introduziu um salário mínimo apenas em 2015 sendo uma cedência da CDU ao seu parceiro de coligação CSU. De referir ainda que existem vários países considerados avançados onde não existe salário mínimo – neste conjunto de países, além da Itália e da Suiça estão incluídos a Dinamarca, a Finlândia, a Noruega e a Suécia (sendo os países nórdicos muitas vezes apontados como países socialistas de referência).

Relativamente a Portugal, o seu valor actual equivalente a 589,17 € mensais corresponde a 74% da média e representa o 12º valor mais elevado entre os 22 países da União Europeia onde existe salário mínimo, Um factor relevante a ter em conta também é que cerca de 500 mil trabalhadores (mais de 10% da população empregada) em Portugal ganham o salário mínimo (fonte).

Finalmente, sou bastance céptico relativamente à estratégia de tentar aumentar os salários e o nível de emprego através da passagem de decretos que restrinjam as decisões e que aumentem os custos dos agentes económicos. Estou convicto que seria muito mais produtivo e efectivo a redução de impostos, a redução da regulação e da burocracia, o aumento da flexibilidade laboral assim como o aumento na celeridade da justiça.

SalarioMinimo

SalarioMinimo2

Defender o Capitalismo não é Defender os “Big Business”

Muitas vezes é o contrário, pois empresas como a GM e a Walmart ao defenderem práticas como Segurança Social Corporativa ou Aumento do Salário Mínimo estão a servir os seus interesses, mas não os interesses dos mercados e dos consumidores servidos por estes.