Oxfam Haiti sex scandal (2)

Senior Oxfam aid workers ‘paid for sex with underage prostitutes’ in earthquake-ravaged Haiti

In one incident, a “full-on Caligula orgy” with girls wearing Oxfam T-shirts was filmed in the Caribbean island’s capital Port-au-Prince in 2010, sources claimed.

An internal 2011 report said: “It cannot be ruled out that any of the prostitutes were under-aged.”

But police were not called and no one has been arrested.

A major relief effort was launched following the quake that killed 220,000 people, injured 300,000 and left 1.5million homeless.

Continue reading “Oxfam Haiti sex scandal (2)”

Anúncios

Oxfam Haiti sex scandal

Oxfam has admitted it ‘got it wrong’ and should have made its Haiti sex scandal public

Oxfam has admitted it ‘got it wrong’ and should have made its Haiti sex scandal public as the Government reviews the charity’s multi-million pound funding.

It comes as staff involved in the investigation were given references by former employees and went on to work for other aid agencies who were unaware of their conduct.

Oxfam had allowed three men to resign and sacked four others for gross misconduct after they were found to have hosted “Caligula” style sex parties involving Haitian prostitutes in the aftermath of 2010 earthquake.

Continue reading “Oxfam Haiti sex scandal”

Bermuda becomes first territory to repeal same-sex “marriage”

Bermuda becomes world’s first country to repeal same-sex marriage legislation

It makes the territory the first in the world to introduce and then revoke same-sex marriage rights, equality campaigners said.

#MeToo: Cristina Garcia e Daniel Ferro

Um dos principais rostos do movimento #MeToo investigada por assédio a colega

Cristina Garcia, uma das principais figuras do movimento anti-assédio sexual nos EUA, foi acusada por outro funcionário da Assembleia Estadual da Califórnia de o ter apalpado e assediado. O caso, que está a ser investigado pela mesma assembleia, remonta a 2014. Daniel Ferro tinha, nessa altura, 25 anos e, durante um jogo de baseball que reunia todos os funcionários da assembleia estadual, terá sido encurralado por Cristina Garcia. Segundo o Politico, que falou com o acusador, a influente deputada democrata agarrou o homem, apalpou-lhe as nádegas e as costas, e tentou tocar-lhe na zona genital.

Continue reading “#MeToo: Cristina Garcia e Daniel Ferro”

A importância do discernimento face ao descalabro moral e humano

Uma das passagens da Exortação Apostólica Amoris laetitia, do Papa Francisco, citada pelo Cardeal-Patriarca D. Manuel Clemente na sua Nota para a receção do capítulo VIII da exortação apostólica ‘Amoris Laetitia’, cuja leitura atenta e integral vivamente aconselho:

«Como cristãos, não podemos renunciar a propor o matrimónio, para não contradizer a sensibilidade atual, para estar na moda, ou por sentimentos de inferioridade face ao descalabro moral e humano; estaríamos a privar o mundo dos valores que podemos e devemos oferecer» (AL, 35).

Trumpices

Lawmakers Who Didn’t Clap Were ‘Treasonous’.

Por sinal, Trump não é o primeiro grande presidente a exibir um carinho especial por palminhas e mãos no ar: Donald Trump’s Very Soviet Fixation on Applause.

 

So You’re Saying… 2 pequenas entrevistas interessantes

Já todos viram a entrevista de Cathy Newman a Jordan Peterson.
Aqui fica uma psicóloga a falar sobre a entrevista de uma forma inovadora:

Outra reação interessante é esta do próprio Jordan Peterson que responde apenas a 2 pontos: como responder com força apropriada e como seria se Cathy fosse um homem:

Tenho literalmente dezenas de memes guardadas no iPhone, mas estou a pensar não os publicar, pois são muito fáceis de encontrar. Se quiserem um artigo com uma seleção, peçam nos comentários.

So You're Saying

Joana Marques Vidal: o alvo a abater

Afinal a culpa é do Ministério Público. Não dos corruptos. Por José Manuel Fernandes.

Em Portugal não há corruptos. Há vítimas do Ministério Público e das violações do segredo de Justiça. Seria patético se não fosse trágico e sinal de que há um alvo a abater: a PGR Joana Marques Vidal.

Continue reading “Joana Marques Vidal: o alvo a abater”

Trumpices

Quero dar os parabéns ao Presidente Trump pelos sucessivos recordes – alcançados graças a ele, fica feito o sublinhado, – do Dow Jones Industrial Average.

Leitura recomendada: The stock market’s swoon demands a new narrative.

Compreender o putinismo LXXXII

Fotografia de Alexander Nikolayev/AFP/Getty Images

Pobre santa mãe Rússia.

Putin: From Oligarch to Kleptocrat, por Ruth May no The New York Review of Books.

 

A guerra da diversidade

A guerra da diversidade está apenas a começar. Por Rui Ramos.

A conversa sobre os Óscares de Hollywood é um sinal: em nome da “diversidade”, está-se a reduzir os indivíduos a grupos de ressentimento, e a tornar estes grupos incompatíveis entre si.

Lulices

Duas ou três coisas sobre sexo e Hollywood, a opinião de Alberto Gonçalves no Observador.

(…) E aquilo do sr. Lula? Alguém acredita que um socialista possa ter delapidado em diversos milhões o povo que tanto adora? Alguém acredita que um ex-sindicalista possa ser um rematado ladrão? Alguém acredita que o homem que cruzou o oceano para apresentar uma obra de José Sócrates possa estar no centro de um dos maiores esquemas de corrupção que o mundo conheceu? Eu não acredito. Para mim, é golpe.

Twitter is suppressing life-affirming speech

Petition to Twitter

Twitter’s stated mission is to “give everyone the power to create and share ideas and information, instantly, without barriers,” while also claiming that “fighting against censorship and for free expression is ingrained in the company’s DNA.”

Yet, Twitter is suppressing life-affirming speech and advertising, calling such ads “offensive” and “inflammatory.”

While Twitter has reversed its decision to ban U.S. Representative Marsha Blackburn’s pro-life advertising, it has yet to lift its ban on similar advertising by national pro-life organization Live Action.

I implore you to live up to the stated values of your company and the spirit of the First Amendment with consistency and remove all bans on opinions affirming life and human dignity, a belief that is held by millions of Americans and Twitter users.

“resistência identitária”

Sugiro o seguinte exercício: substituir “negro” por “branco” nesta narrativa e imaginar quais seriam as reacções…

“Uma ferramenta de resistência identitária” chamada Djidiu

Ao longo de um ano, vários afrodescendentes reuniram-se em Lisboa para dizer poesia e partilhar a experiência de ser negro. A associação Afrolis edita agora algumas dessas vozes em formato de livro. O lançamento é esta terça-feira, no Museu do Aljube.

Tamos fecundados

O péssimo selvagem, a opinião de Alberto Gonçalves no Observador.

(…) Muitos acharão que, sendo o dr. Costa um indivíduo que usurpa as eleições para alcançar o poder, abre o poder a forças totalitárias, derruba a austeridade através do generoso aumento dos impostos, nacionaliza subtilmente o que se mexe e o que não se mexe também, regulamenta os comportamentos e não tarda a respiração, compra parcelas da sociedade mediante benesses e a devastação do resto, controla os “media” que consegue controlar e censura o que não controla, subtrai à ralé para resgatar compinchas e “elites” e despreza com estranho descaramento tragédias inéditas, o pormenor dos atentados lexicais é só um pormenor, um anexo, um pechisbeque minúsculo e até divertido. Não é. Sem o analfabetismo, acumulado em militância partidária de décadas, seria improvável que alguém cometesse as proezas acima descritas. A espectacular ignorância da criatura é essencial para compreender a criatura e as respectivas acções.

A História, claro, prova que a sabedoria não garante a virtude. Porém, não faltam histórias sobre a facilidade com que a boçalidade extrema propicia a malvadez, e assegura calamidades proporcionais à influência do boçal. O mito do “bom selvagem” é exactamente um mito. Por definição, o selvagem – incluindo aquele a quem se vestiu um fatinho e largou no Rossio às gargalhadas – é manhoso, cruel e incapaz de experimentar empatia. O selvagem torce a realidade até esta se encaixar nos seus pobres delírios. O selvagem confunde delírios com princípios e convicções com apetites. O selvagem é mau. O selvagem é péssimo. Reduzido ao primitivismo, o ser humano dedica-se a uma actividade exclusiva: a sobrevivência, à custa de tudo e de todos. (…)

Trump and the empowerment of women

Trump’s first year in office was the year of the woman

It is a feat so great that President Barack Obama was unable to accomplish it.

President George W. Bush did better than his republican predecessors, but still fell a bit short.

Even President Bill Clinton came under fire from women’s organizations for his shortcomings on delivering a cabinet that “looks like America.”

The unattainable feat?

Hiring an astounding number of women for senior-level positions in the White House.

Luckily for women everywhere, in 2018 it has finally been accomplished.

(…)

Despite impressive hiring practices during his first year in the White House, President Donald Trump has received little to no credit for his choice of women for the most senior positions on his cabinet, as well as the West Wing.

Continue reading “Trump and the empowerment of women”

22:00 no Porto Canal: a nova liderança do PSD e a situação política nacional

Juntamente com Luís Miguel Duarte, da Universidade do Porto, e Salvador Malheiro, director nacional de campanha de Rui Rio, sou um dos participantes do debate “Estado do País” no Porto Canal sobre as implicações da nova liderança do PSD para a situação política nacional que vai para o ar hoje às 22:00.

“Há algo de suicida nesse triste espectáculo”

Globos de Ouro, elites de palha. Por António Pedro Barreiro.

Há algo de suicida nesse triste espectáculo em que os agentes culturais se voltam contra a liberdade de expressão. Sobretudo, quando o fazem com gosto. Porém, é ainda mais macabro que a elite cultural se disponha a atacar as estruturas tradicionais da nossa civilização, vendo-as como arranjos opressivos e desiguais. Tragicamente, não estão sozinhos nesta sanha.

Continue reading ““Há algo de suicida nesse triste espectáculo””

Sobre as directas e a próxima liderança do PSD

Artigo e podcast com comentários meus sobre as directas e a próxima liderança do PSD publicados hoje no Público:

Pode o próximo líder relançar o PSD?

Podcast Poder Público: “Há uma percepção de que estamos perante um líder de transição” no PSD

SNS, pós-austeridade…

Por uma vez, Ordem dos Médicos e Ordem dos Enfermeiros estão de acordo.


Trumpices

 

Proteccionistas de todo o mundo, uni-vos.

Los fabricantes mexicanos de automóviles prosperan debido al libre comercio con el mundo, por  Gary M. Galles

(…) A pesar de la diatriba y grandilocuencia de Trump, en realidad está transitando un sendero trillado de proteccionismo que es más probable que resulte en restricciones mutuamente dañinas que en beneficios mutuos para los estadounidenses y otros. Un comercio más libre, y no las amenazas de castigar a los que no hacen lo que Trump desea, será una manera mucho más eficaz de promover los intereses de los estadounidenses.

Do Irão moderado, com amor

O ensino de inglês nas escolas (primárias públicas e privadas) está proibido no Irão.  O passo seguinte será a proibição do ensino do hebraico?

 Iran has banned the teaching of English in primary schools, a senior education official said, after the country’s Supreme Leader said early learning of the language opened the way to a Western “cultural invasion”.

Trumpices

Quando um presidente condiciona e sonha proibir a edição de um livro, estamos perante o mais liberal (certificado) dos presidentes ou um destacado crítico literário?

RTP 2: um caso sintomático

Audiências em 2017 – Panegírico dos grandes líderes da RTP. Por Eduardo Cintra Torres.

O ano termina com uma ligeira perda de audiência dos quatro canais generalistas, RTP 1 e 2, SIC e TVI. Os canais privados estancaram a queda; a diminuição deve-se apenas à RTP 1 e 2. Os canais do Estado confirmaram a tendência de perda dos últimos anos. A RTP 2 perdeu num ano um quarto dos seus espectadores. Embora seja o segundo mais antigo canal nacional, sustentado pelos impostos dos cidadãos, estes viram-lhe a cara e é hoje, incrivelmente, em audiência, o 12º canal no país. No cabo, estão à sua frente canais de informação, de filmes e séries e até dois canais infantis, quando a própria RTP 2 dedica muitas horas a esse público. É este o remate de quatro anos dos mandatos do Conselho Geral Independente (CGI) e da actual Administração da empresa, anos que reiteram em glória as promessas estratégicas e os amanhãs cantados pelos administradores à imprensa e ao parlamento. O meu conselho ao CGI: renovem-lhes já o mandato, sem abrir concurso.

Trumpices

Steve Bannon numa relação complicada com a família Trump. Ou como costuma dizer o povo, zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades.

Donald Trump’s former chief strategist Steve Bannon has described the Trump Tower meeting between the president’s son and a group of Russians during the 2016 election campaign as “treasonous” and “unpatriotic”, according to an explosive new book seen by the Guardian.

Bannon, speaking to author Michael Wolff, warned that the investigation into alleged collusion with the Kremlin will focus on money laundering and predicted: “They’re going to crack Don Junior like an egg on national TV.”

Fire and Fury: Inside the Trump White House, reportedly based on more than 200 interviews with the president, his inner circle and players in and around the administration, is one of the most eagerly awaited political books of the year. In it, Wolff lifts the lid on a White House lurching from crisis to crisis amid internecine warfare, with even some of Trump’s closest allies expressing contempt for him.

Bannon, who was chief executive of the Trump campaign in its final three months, then White House chief strategist for seven months before returning to the rightwing Breitbart News, is a central figure in the nasty, cutthroat drama, quoted extensively, often in salty language.

 

Nicolau Santos, homem do sistema

Panegírico do comendador Nicolau. Por Eduardo Cintra Torres.

Com 35 anos de jornalismo e muitos de direcção, Santos sabe da poda. É cordato, um democrata e exibe gosto pela cultura. Há anos que reproduz um poema na sua página de opinião no ‘Expresso’. Não gosta, porém, apenas de poesia, aprecia também o aroma do poder. É homem para se ambientar aos que forem, em cada momento, os Donos Disto Tudo. É dos jornalistas que mais bem demonstraram nestas décadas a grandeza de estar próximo dos poderosos. A sua extensa obra jornalística revela esse olhar a sociedade de cima para baixo. Para a apimentar com preocupações sociais, Santos era e é um “homem de esquerda”, nacional virtude santa que retoricamente desinfecta da proximidade com os poderosos e embala os leitores.

Medina ajuda os carenciados III

A começar pelo vice-presidente da capital do país, Duarte Cordeiro omissões. Um bom trabalho de Rui Pedro Antunes, do Observador.

A época da geringoça em resumo

2017, ano saboroso a opinião de Alberto Gonçalves no Observador.

(…) Incêndios florestais arrasaram Pedrógão Grande e parte dos concelhos vizinhos. Sempre oportuno, às primeiras notícias o prof. Marcelo assegurou que fora feito tudo o que era possível. O dr. Costa, uma ministra macambúzia e um secretário de Estado disseram coisas ainda mais tranquilizadoras. No final, contaram-se, pelos vistos por baixo, 64 mortos, o 16º pior evento do género na História e o terceiro neste século. Para os poderes públicos, foi igual a nada, ou uma dispensável chatice que os obrigou a trabalhos para apurar quem se queimava (sem trocadilho) menos com o assunto. Pouco dado a trabalhar, o dr. Costa partiu para a praia. (…)

Medina ajuda os carenciados II

CML, uma amiga dos seus amigos. Porreiro, pá!

Câmara de Lisboa. Avenças em gabinetes do PS chegam a aumentar 80%.

(…) Os aumentos nas avenças em causa são significativos e foram atribuídos a assessores com ligações ao PS. Catarina Gamboa, ex-dirigente da JS e mulher do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, teve um aumento de mais de 2 mil euros no atual mandato e viu a sua remuneração subir para 4.615,57 euros ilíquidos mensais. O mesmo aconteceu com o filho do blogger que assinava como “Miguel Abrantes” no blogue Câmara Corporativa, que o Ministério Público acredita ter recebido verbas de José Sócrates dirigidas ao pai para defender o antigo governante socialista: António Mega Peixoto teve um aumento da avença de 2.135,39 euros para 3.468,04 euros mensais. O mesmo aconteceu com o vice-presidente da Federação do PS de Aveiro, Pedro Vaz — número dois de Pedro Nuno Santos nesta estrutura — que teve um aumento de 2.899,11 euros, para 4.615,57 euros.

Olhando para as 34 nomeações de gabinetes de vereadores eleitos nas listas PS publicadas até agora no site Base.gov, houve 30 reconduções de membros que já estavam na autarquia no anterior mandato. Em 26 desses 30 casos houve aumentos das avenças. (…)

Notícias do moderado Irão

Falta “pernil” no Irão.