… e porque é que em Agosto colapsou?

O mesmo especialista analisa agora o mês de Agosto:

O modo como o povo escolhe os seus líderes/opressores é deveras curioso.

O nacionalismo e a contabilidade das medalhas

O meu artigo desta semana no Observador: O fracasso olímpico português e o culto das medalhas.

O que é feito dos Panamá Papers?

panama_papers_expresso

Abafaram a lista de avenças do GES a políticos e jornalistas? Por António Galamba.

Em breve decorrerão quatro meses (quatro!) desde que um semanário do consórcio de órgãos de comunicação social associados às revelações dos Papéis do Panamá – a maior investigação jornalística de sempre! – anunciou urbi et orbi que havia políticos e jornalistas avençados pagos pelo saco azul do Grupo Espírito Santo, a ES Enterprises. E quatro meses depois (quatro!), a higiénica divulgação da lista de políticos, funcionários públicos, gestores, empresários e jornalistas constantes da folha de pagamentos através de um paraíso fiscal não aconteceu.

O que terá feito esboroar toda a gigantesca encenação mediática montada em torno das revelações bombásticas dos Papéis do Panamá que tanto prometiam? A falta de zelo e de amor à profissão dos jornalistas envolvidos na investigação? O poder dos interesses em presença perante a possibilidade da divulgação dos nomes de quem estava condicionado pelo Grupo Espírito Santo? O embuste entre a documentação prometida e a que foi disponibilizada? A verdade é que quatro meses depois (quatro!), o assunto morreu, nada acontece e quase ninguém se indigna.

Over Half Who Met With Clinton as Secretary Gave Money to Foundation

050407clinton

Many Donors to Clinton Foundation Met with Her at State

More than half the people outside the government who met with Hillary Clinton while she was secretary of state gave money — either personally or through companies or groups — to the Clinton Foundation. It’s an extraordinary proportion indicating her possible ethics challenges if elected president.

At least 85 of 154 people from private interests who met or had phone conversations scheduled with Clinton while she led the State Department donated to her family charity or pledged commitments to its international programs, according to a review of State Department calendars released so far to The Associated Press. Combined, the 85 donors contributed as much as $156 million. At least 40 donated more than $100,000 each, and 20 gave more than $1 million.

Um velho truque da imprensa

A partir do automóvel, um condutor palestiniano ataca soldados israelitas. Decide  sair da viatura e, supõe-se que por mero acaso, esfaqueia um militar e é abatido a tiro. A agência de notícias Reuters notícia o incidente assim: “Israeli soldier shoots dead Palestinian driver in West Bank: army.

truquesimprensa

Permanece um mistério as razões pelas quais as armas rudimentares continuam a ser usadas para matar pessoas e a mesma agência de notícias ter alterado o título inicial da notícia para “Palestinian who stabbed Israeli soldier shot dead: army“, de modo a clarificar o incidente.

Paulo Trigo Pereira e o Cenário Macroeconómico do PS

centeno_galamba_costa_trigo_pereira

Uma boa análise crítica de uma posição muito difícil de sustentar: A dialética socialista do Incumprimento. Por Vasco Mina.

Ontem, o economista e deputado do PS, Paulo Trigo Pereira, também ele um dos subscritores do citado Cenário Macroeconómico, apresenta a sua abordagem da situação económica e financeira do País. Começa humildemente por reconhecer o seguinte: “O crescimento económico é fraco há década e meia, não sendo por isso imputável nem a este nem ao anterior governo”. Assim sendo, por que subscreveu a tese de um crescimento de 2,4%? Ou seja, quando se é oposição (era o caso em 2015) então crescer é fácil e demonstrável num documento; quando se passa à governação, então o problema é do passado e resulta de uma observação estatística.

Leitura complementar: O plano macroeconómico do PS e a realidade.

A história de uma rosa do deserto

Foto: WAEL HMEDAN / REUTERS
Foto: WAEL HMEDAN / REUTERS

Sabe Deus as razões pelas quais o exercício de relações públicas a entrevista  à Primeira Dama síria, Asma al-Assad que saíu na Vogue desapareceu mas vale a pena ler o artigo de Joan Juliet Buck, My notorious interview with Mrs. Assad, the first lady of hell que revela detalhes preciosos.

Parabéns Wikileaks

FREE ASSANGE

A Wikileaks decidiu revelar ao mundo informações pessoais e financeiras de centenas de bandidos. De entre os expostos contam-se algumas vítimas de abusos sexuais, relatórios médicos  de crianças e adultos e gays.

O caso já seria muito grave e revelador do encanto da organização de Julian Assange mas o detalhe da exposição ter como palco a Arábia Saudita – esse oásis – da democracila liberal e dos direitos humanos -, apimenta a coisa.

A organização informativa está, uma vez mais, de parabéns. Nem imagino o que o jornalismo-cidadão e a polícia religiosa local serão capazes de fazer com tamanha quantidade e qualidade de informação. O mundo respirará melhor quando a liberdade da verdade completar o seu caminho.

Private lives are exposed as WikiLeaks spills its secrets.

WikiLeaks’ global crusade to expose government secrets is causing collateral damage to the privacy of hundreds of innocent people, including survivors of sexual abuse, sick children and the mentally ill, The Associated Press has found.

In the past year alone, the radical transparency group has published medical files belonging to scores of ordinary citizens while many hundreds more have had sensitive family, financial or identity records posted to the web. In two particularly egregious cases, WikiLeaks named teenage rape victims. In a third case, the site published the name of a Saudi citizen arrested for being gay, an extraordinary move given that homosexuality is punishable by death in the ultraconservative Muslim kingdom.

“They published everything: my phone, address, name, details,” said a Saudi man who told AP he was bewildered that WikiLeaks had revealed the details of a paternity dispute with a former partner. “If the family of my wife saw this … Publishing personal stuff like that could destroy people.” (…)

Desconstruindo a Agenda Revolucionária Global

marguerite_peeters

É o título da recensão que escrevi conjuntamente com o meu colega Hugo Chelo, relativa ao livro A Globalização da Revolução Cultural Ocidental: Conceitos-Chave e Mecanismos Operacionais (Principia, 2015) de Marguerite A. Peeters, em boa hora publicado em Portugal pela Principia em parceria com a Fundação A Junção do Bem.

A recensão foi publicada no mais recente número da Gaudium Sciendi, a revista da Sociedade Científica da Universidade Católica Portuguesa. Aqui ficam os links para os conteúdos do Nº10 da Revista Gaudium Sciendi e para a recensão.

O FBI e os emails de Hillary

FBI descobre mais 15 mil emails que Hillary Clinton não divulgou

O FBI encontrou mais cerca de 15 mil emails que Hillary Clinton alojou num servidor privado quando era Secretária de Estado. Em 2014, já tinha entregue 30 mil emails e disse que não havia mais.

Continue reading “O FBI e os emails de Hillary”

Uma questão de publicidade

Esqueçamos a tirada "não existe má publicidade: apenas publicidade. " Reuters Tv/Reuters.
Esqueçamos a tirada “não existe má publicidade, apenas publicidade. ” Reuters Tv/Reuters.

Iran ends Russian use of air base because of unwanted publicity.

The economic consequences of Brexit

Why economists are hopeless when it comes to Brexit. Por Allister Heath.

So why have economists been so surprised in recent days? Ideology – in the sense of a dislike of Brexit, and a particular interpretation of what it will end up meaning – is probably clouding their judgement. I say that as an ideologue on this matter myself, of course, albeit one who backs Brexit.

The difference is that I readily accept that there will be short-term costs to Brexit – first caused by uncertainty, and then by any measures that reduce economic integration with the EU – though I believe that the long-term benefits will be greater.

My view is that with the right free-market policies, our departure from the EU will eventually be remembered as a great triumph on every front, including economic.

Smaller political units are better managed than larger ones; and competition between these smaller units tends to make countries pursue more fiscally conservative and sensible, pro-growth policies. We’ll eventually find out who’s right.

As opções editoriais sobre crianças II

Rslan ym "fotógrafo" com amigos e passatempos verdadeiramente caridosos.
Rslan um “fotógrafo” com amigos e passatempos verdadeiramente caridosos.

Realidades que os media portugueses não noticiarão e que não se tornarão virais.

Syrie : la face obscure du photographe qui a immortalisé l’enfant blessé

Mahmoud Rslan, dont les images ont fait le tour du monde, ne cache pas sa sympathie pour un groupe rebelle qui a décapité un enfant, en juillet.

Leitura complementar: As opções editoriais sobre crianças.

Até onde pode ir a interferência do intervencionismo na vida pessoal?

Porque hoje é fim-de-semana, riam com um exemplo de intervencionismo que só agora me foi chamada a atenção: é ilegal ser gordo no Japão!

Um dia, para “baixar os custos de saúde”, que é afinal um “custo para todos”, ainda chegará a moda cá. Por agora, ainda podem rir😉

 

Estrasburgo, 19 de Agosto de 2016

Judeu esfaqueado em Estrasburgo por homem que gritou “Allahu Akbar”

Make Trump Great Again!

donald_trump_hillary_clinton

Se eu acreditasse nesse tipo de conspirações (em regra, não acredito), pensaria que, sendo Hillary Clinton uma candidata com profundas fragilidades a vários níveis e muito dificilmente elegível, a campanha de Trump até ao momento poderia ser um exercício cuidadosamente projectado para a tornar POTUS não obstante essas mesmas fragilidades: Trump campaign chairman Paul Manafort resigns

The resignation comes as the campaign seeks to correct course after weeks of damaging controversies and self-inflicted wounds, effectively evaporating Trump’s steady footing against Clinton in the polls and his post-convention bump. Trump is now trailing Clinton in every major poll.

Continue reading “Make Trump Great Again!”

Caixa Geral de Depósitos, 2016

Serviço Público de Blogosfera: documento de apoio a futuras comissões de inquérito*. Por Rodrigo Moita de Deus.

CêGêDê. Por CCC.

Manuel Monteiro sobre Paulo Portas, o CDS e o MPLA

CDS foi a Angola defender “interesses” de Paulo Portas, acusa Manuel Monteiro

Manuel Monteiro diz-se “profundamente chocado” por ver “a direita portuguesa ou alguns responsáveis da direita portuguesa mais preocupados com os seus negócios e com os seus interesses particulares do que com os interesses do país”. As críticas duras do ex-líder do CDS, em entrevista à SIC Notícias, surgem na sequência da polémica participação de Hélder Amaral, do CDS-PP, no congresso do MPLA, onde o responsável fez um discurso que terá deixado Assunção Cristas “chocada”, segundo o i. (…) “Este partido, ao tomar estas posições, está, no fundo, na minha perspetiva — e eu assumo totalmente a responsabilidade pelo que vou dizer — a fazer uma cedência aos interesses pessoais e de negócios do seu anterior presidente, o Dr. Paulo Portas”, afirmou Manuel Monteiro em entrevista à SIC Notícias na noite de quinta-feira.

It’s never too late to say you’re sorry?

Donald Trump pede desculpa por “algumas coisas que disse”

Donald Trump mudou de equipa de campanha (pela segunda vez em dois meses) e, agora, poderá estar, também, a mudar de estratégia comunicacional. “Por vezes, no calor dos debates e dos discursos sobre uma vasta gama de temas, não se escolhem bem as palavras ou dizem-se as coisas erradas”, afirmou Donald Trump na quinta-feira.

“Eu fiz isso e, acreditem ou não, eu lamento tê-lo feito. Lamento, em particular, casos em que posso ter causado dor pessoal”, acrescentou o candidato republicano.

O pedido de desculpas poderá ser uma tentativa de virar o jogo na campanha eleitoral, perante a queda nas sondagens protagonizada por Trump e pelo Partido Republicano. Como recorda o The Guardian, numa entrevista em que se falava sobre declarações de Trump sobre o republicano John McCain, Donald Trump deixou claro: “Não gosto de me arrepender de nada”, afirmava Trump. “Dizemos coisas, fazemos coisas e, francamente, aquilo que disse está dito“, notava o empresário há cerca de quatro meses.

Hélder Amaral, o CDS e o MPLA

Assunção Cristas furiosa com o enviado do CDS ao congresso do MPLA, Hélder Amaral

O i sabe que a direção aguarda a chegada de Hélder Amaral para esclarecer as declarações e, se necessário, acertar nova reação. Michael Seufert, ex-deputado do CDS na Assembleia da República, afirmou ao i que, na sua opinião, “o CDS não deveria enviar uma delegação a congressos de partidos totalitários”.

José Miguel Cerdeira, economista militante do CDS, resumiu: “De um ponto de vista patriótico e de proteção dos interesses nacionais, percebe-se uma presença de representação, sendo, mesmo assim, duvidosa. Contudo, o entusiasmo manifestado é totalmente despropositado.
No mínimo, colide com outros valores do CDS como o respeito pela democracia e pelo pluralismo. Foi demasiado além do que a cortesia diplomática exige. E isso tem custos.” Francisco Rodrigues dos Santos, presidente da “jota” do CDS, não tardou também a pronunciar-se sobre a polémica. Na sua página pessoal de Facebook, escreveu: “A Juventude Popular não se revê em nenhuma outra força juvenil que baseia a sua matriz no marxismo-leninismo. Seja cá dentro ou lá fora.
A JCP ou a JMPLA.” Ao i, o líder da Juventude Popular tornou a sublinhar que “o CDS e o MPLA são partidos antagónicos”, contrariando o deputado Hélder Amaral.

(…) José Ribeiro e Castro, um antigo presidente dos centristas, também mostrou o seu desagrado perante o sucedido. “O congresso do CDS talvez venha a contar também com a presença de delegações do Partido Comunista de Cuba e do Partido do Trabalho da Coreia do Norte”, ironizou.

Greedy super PACs and the death of the Tea Party

How We Killed the Tea Party. Por Paul H. Jossey

Greedy super PACs drained the movement with endless pleas for money to support “conservative” candidates—while instead using the money to enrich themselves. I should know. I worked for one of them.

Sobre os muitos lugares vazios no Rio

Empty seats all around Olympic Stadium embarrassing for Rio Games organisers

IOC offers new excuse for empty seats at Olympic events

Portugal’s “Doom Loop”

portugal_doom_loop

Portugal Gaining On Italy In The European Banking “Doom Loop”

The graphic also shows that Portugal’s doom loop metric has soared over the past two years. Portuguese banks have been gorging on Portuguese sovereign debt, taking it from 7 percent of total assets to 10 percent – the same level as Spain. If they continuing loading up at this pace, they will reach Italian levels by 2018.

This is worrying because Portugal has a government debt-to-GDP ratio of 129 percent (just below Italy’s 136 percent) and is set to fall short of its deficit target for a third year running. Spain, with debt to GDP at 101 percent, will fall short for the 9th straight year. And slowing growth means that current budget projections may prove overoptimistic yet again, leading to ratings downgrades.

What does this mean from a practical perspective? Well, we calculate that a 15 percent fall in the bond prices of their respective sovereigns would erase 35 percent of Italian bank capital, 22 percent of Portuguese bank capital, and 18 percent of Spanish bank capital.

Leopoldo Lopez: 14 anos de prisão por oposição ao regime

Leopoldo_Lopez_Venezuela

Notícias do socialismo real na Venezuela: Justiça venezuelana confirma condenação de líder da oposição Leopoldo Lopez

A condenação, anunciada em setembro após um julgamento à porta fechada, foi condenada pelas Nações Unidas, pelos Estados Unidos e pela União Europeia. Durante a sessão de recurso, em julho, Lopez voltou a declarar-se inocente.

A oposição venezuelana, que culpa Maduro pela situação de caos que o país atravessa, está envolvida numa batalha para o retirar do poder, através de um referendo.

A Venezuela, com as maiores reservas mundiais de petróleo, é fustigada por uma severa escassez de alimentos, medicamentos e produtos básicos, situação que tem gerado pilhagens e violência.

E ainda há quem duvide do sucesso do socialismo na Venezuela!

Venezuela

Salário mínimo dos venezuelanos vai aumentar 50% a partir de setembro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na sexta-feira que o salário mínimo e as pensões dos venezuelanos vão aumentar 50% a partir de setembro. (…)

Trata-se do terceiro aumento salarial decretado pelo Presidente em 2016, depois de uma subida de 20% em março e de 30% em maio, prevendo-se que, se necessário, haverá uma atualização do salário em dezembro. (…)

Estimativas recentes do Fundo Monetário Internacional dão conta que a Venezuela deverá atingir 720% de inflação acumulada em 2016 e 2.200% em 2017.

In memoriam

Faz hoje 55 anos que na fronteira inter-alemã se começou a construir o Muro de Berlim. O muro, que cinicamente o regime comunista de Lesta chamava de “barreira anti-fascista”, não era especial por ser uma barreira fronteiriça.

O que destacou o Muro de Berlim de tantas outras fronteiras era que o arame farpado estava do lado de dentro e as metralhadoras apontadas à própria população. Nos quase 30 anos de existência nunca uma alma louca tentou entrar na República “Democrática” da Alemanha. Mas morreram entre 200 e 800 pessoas em toda a fronteira, ao tentar escapar o “Paraíso dos Trabalhadores” na não menos cínica designação do criminoso, perdoem a redundância, regime comunista.

Que seja recordados. 

Rand Paul calls for indictment of Hillary Clinton

Rand Paul: CIA Annex In Benghazi Shipped Arms From Libya To Syria; Clinton Lied About It

Sen. Rand Paul says that Hillary Clinton deserves five years in prison for lying to Congress about the true nature of the CIA operation in Benghazi that was attacked by terrorists in 2012.

Rand Paul calls for indictment of Hillary Clinton

Fúria privatizadora de Tsipras entrega Pireu a chineses

tsipras_china

Consórcio chinês completa compra de 67% do porto grego de Pireu

O consórcio chinês COSCO (China Ocean Shipping Company) completou na quarta-feira a compra de uma participação maioritária na Autoridade Portuária do Pireu (OLP), a entidade que gere o maior porto da Grécia. (…)

“O COSCO Shipping é agora o acionista maioritário da OLP, assumindo assim controlo da gestão e operações do porto”, disse a empresa em comunicado.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, do partido de esquerda Syriza, chegou a travar a privatização do Pireu, após ascender ao poder, em 2015.

Do socialismo real

In fact, says the photographer—who’s worked in Iraq, Afghanistan and Colombia—Venezuela is the “hardest place I’ve worked in,” he said.

A fotogaleria da Time descreve aquilo que é apenas o mais recente falhanço das políticas de Bloco de Esquerda, Podemos e respectivos muchachos.