Resultados Eleitorais: Europa & La La Land

Por toda a Europa, os cidadãos já acordaram para o lero lero do Socialismo: Gente rica, sempre a mesma, a pedir cada vez mais, para depois distribuir a seu belo prazer. Dizem que é pelos pobres, pelas crianças, e mais recentemente pelos cãezinhos. Na verdade é pelos amigos, pelos propagandeiros (“jornalistas”) e pelos grandes grupos económicos (hoje alinhados com a esquerda e a imprensa; o último foi o Pingo Doce, que hoje também já pode abrir no 1º de Maio e ter sede na Holanda sem a mínima crítica nos media). Um discurso “correcto” e “amigo” permite todo o tipo de abusos e roubos.
Itália e Grécia já arrepiaram caminho, mas nós na Ibéria é que continuamos a acreditar nos unicórnios, nas fadas e nos cantares da revolução.

Eu dizia “acordem”, mas creio que ou vamos pelo caminho alemão (inflação de Weimar tornou aquele país imune a esses erros), ou pelo caminho grego (Syriza já perdeu o lustro), ou teremos de passar por mais um ciclo PS – Bancarrota – PSD. Parece que este povo só aprende com catástrofes, e entretanto até conseguimos ver os socialistas a envelhecer perante os nossos olhos. Parece que é o nosso Fado.

3Governos 3GovernosPS.png

Anúncios

Resultados das Europeias

Deixo neste post os resultados dos 28 países europeus por volta da meia noite.

Salvini.jpegVence a Direita, perde a Esquerda. Merkel já tinha caído, May acabou de cair, Macron está em queda; Salvini, Farage e Le Pen estão em ascensão. Para lá dos Pirineus, mesmo na Grécia (!), o Marxismo Cultural foi derrotado em toda a linha.

Dentro da direita, vencem os partidos tradicionalistas, anti-politicamente correcto e pró-Fortaleza Europa.
Dentro da esquerda, vencem os partidos pró-“Climate Change”.

Com estes resultados, ou a Europa discute a imigração ou a prazo parece condenada. E não me parece que se safe com o Artigo 13 ou as políticas fascistas da imposição de uma legislação enviesada de “Hate Speech”.

 

Continue a ler “Resultados das Europeias”

Estado, estado e mais estado

Depois do devaneio de cunho estatista de Emmanuel Macron em carta aberta a todos os cidadãos europeus (aqui a versão portuguesa), esperemos que o raciocínio de Matthew Lynn apresentado neste artigo no The Spectator se verifique certeiro.

It is hard to believe anyone can seriously believe that yet more protectionism, state investment, expensive labour laws and intrusive regulation are any kind of a recipe for the European economy.

Ocasio-Cortez declara a sua incapacidade: “I am at least trying”

Depois de todas as críticas ao seu “Green New Deal”, que a obrigaram até a tirar o FAQ da internet e a culpar os estagiários por terem carregado a versão errada, a menina Ocasio-Cortez tem uma nova linha de defesa. Por favor ouçam este minuto de puro ouro demagógico:

Uma sugestão menina: da próxima vez que lançares uma ideia cá para fora do teu gabinete, fala apenas dos peidos das vacas e não sobrecarregues cada família americana com 650.000$ de custo adicional. Ah, e já agora: presunção e água benta cada uma toma a que quer, mas tu não mandas em nada – a única coisa pela qual és co-responsável é pelo apoio dos moderados a Trump.

PS: ouçam mesmo o vídeo.

Conservadores Vs Socialistas nos EUA

Segundo o mais recente estudo da Gallup, há apenas 6 estados em que o número de Socialistas é superior ao de Conservadores. A saber: Hawaii, Washington, New York, Vermont, New Hampshire e Massachusetts.
Nos estados a vermelho forte no mapa abaixo, a vantagem é de 20 pontos percentuais (!)

vbxijunpyuoyr2wdggsc3g

O estudo mostra bem o peso dos “moderados” como factor de decisão das eleições americanas. E com o Partido Democrata a tornar-se cada vez mais “out of touch” (a última é acusarem Bernie Sanders de ser Trumpista por este defender Guaidó e atacar Maduro), o futuro parece risonho para o Partido Republicano em 2020, quer em termos presidenciais, quer sobretudo para os candidatos “down ballot”, i.e., senadores e representantes.

Espero curioso para saber o que dirá Luís Costa Ribas deste estudo – no dia de São Nunca mais ao menos por esta hora.

Ocasio-Cortez estupidamente afasta Amazon de NY

 

Blue on Blue! Mayor Bill de Blasio blasts AOC as ‘not progressive’ and ‘out of touch’ for pushing Amazon out of New York but she quips back ‘come for me all you want’:

‘As a progressive my entire life — and I ain’t changing — I’ll take on any progressive anywhere that thinks it’s a good idea to lose jobs and revenue because I think that’s out of touch with what working people want,’ the mayor said on the WNYC radio show.

Podem ouvir aqui Ocasio-Cortez a festejar (!) por ter afastado aqueles empregos de NY, porque a cidade estava a dar 3B de benefícios fiscais – 3B que fazem parte das dezenas de biliões que agora NY nunca vai receber:

Oh burra, assim a cidade de Nova Iorque não vai ter os 3B: eles simplesmente não vão existir. Nem esses 3B nem as dezenas de impostos que a Amazon ia efectivamente pagar. Nem ainda as dezenas de milhares de empregos bem pagos que a Amazon iria criar na área. É preciso mesmo ser muito burra.

O mayor de NY comete o erro típico de achar que é o emprego que cria emprego, mas esse ao menos iria ajudar a população ao aliciar uma grande empresa a criar empregos. Agora, esta Ocasio-Cortez é de outro nível de estupidez.

 

Ocasio-Cortez tem momento Dan Quayle

Um clássico da política americana foi Dan Quayle, VP de George Bush, disse “The future will be better tomorrow“. Ao ponto de eu me lembrar da frase quando ao jogar Civilization 4 se chegava à última tecnologia.

Mas Alexandria Ocasio-Cortez querendo ganhar o concurso da estupidez tem agora uma entrada do mesmo calibre. Segundo o Snopes, a deputada mais imatura da história disse, e cito, “nós [a América?] precisamos de inventar tecnologia que nunca foi inventada ainda“. Que inspiração!

Ocasio-Cortez invents.001.jpeg

Screen Shot 2019-02-09 at 19.41.13.png