Vergonha em tons multiculturais IV

Foi condenada a  rede que abusou de crianças em Rotherham.

Ringleader of Rotherham child sexual abuse gang jailed for 35 years

Judge praises ‘immeasurable courage’ of victims as three brothers are jailed for between 19 and 35 years for leading exploitation of girls

Leitura complementar: Leituras recomendadas, Vergonha em tons multiculturaisVergonha em tons multiculturais IIVergonha em tons multiculturais III e Rotherham, socialismo e multiculturalismo.

Era um humano

Foto: Kevin Stankiewicz | Oller Reporter
Foto: Kevin Stankiewicz | Oller Reporter

A criatura que não dominou o carro e que experimentou uma faca de talhante noutras criaturas, frequentou um ATL virado para o sucesso.

Vale a pena ler uma pequena mas emotiva entrevista ao humano Abdul Razak Ali Artan.

(…) “I just transferred from Columbus State. We had prayer rooms, like actual rooms where we could go pray because we Muslims have to pray five times a day.

“There’s Fajr, which is early in the morning, at dawn. Then Zuhr during the daytime, then Asr in the evening, like right about now. And then Maghrib, which is like right at sunset and then Isha at night. I wanted to pray Asr. I mean, I’m new here. This is my first day. This place is huge, and I don’t even know where to pray.

“I wanted to pray in the open, but I was scared with everything going on in the media. I’m a Muslim, it’s not what the media portrays me to be. If people look at me, a Muslim praying, I don’t know what they’re going to think, what’s going to happen. But, I don’t blame them. It’s the media that put that picture in their heads so they’re just going to have it and it, it’s going to make them feel uncomfortable. I was kind of scared right now. But I just did it. I relied on God. I went over to the corner and just prayed.”

Uma autêntica anedota

Portugal é uma autêntica anedota, e nós os palhaços que financiam o circo. Não há outra forma possível de comentar o assunto em infra:

Cx8dws8XcAA73Kv.jpg

Trump and higher education

Higher education is awash with hysteria. That might have helped elect Trump. Por George Will.

Many undergraduates, their fawn-like eyes wide with astonishment, are wondering: Why didn’t the dean of students prevent the election from disrupting the serenity to which my school has taught me that I am entitled? Campuses create “safe spaces” where students can shelter from discombobulating thoughts and receive spiritual balm for the trauma of microaggressions. Yet the presidential election came without trigger warnings? (…) Academia should consider how it contributed to, and reflects Americans’ judgments pertinent to, Donald Trump’s election. The compound of childishness and condescension radiating from campuses is a reminder to normal Americans of the decay of protected classes — in this case, tenured faculty and cosseted students. (…) Institutions of supposedly higher education are awash with hysteria, authoritarianism, obscurantism, philistinism and charlatanry. Which must have something to do with the tone and substance of the presidential election, which took the nation’s temperature.

Polícia chavista em grande plano

Pela captura e exibição do inimigo número 1 da Venezuela, apanhado na posse de cinco abóboras ogivas nucleares, com as quais pretendia destruir o caminho de glória do socialismo.

venezuela

23 e 24 Novembro: “Rawls and Nozick on Justice and Redistribution”

open_class_john_meadowcroft
Entrada livre, mas sujeita a inscrição.

A melhor arma contra a diabetes é o socialismo (2)

A minha vizinha anda a acumular um proto-fascismo que põe em risco o elevador. Por Vitor Cunha.

Screen Shot 2016-11-20 at 01.05.15.png

BE e PNR separados à nascença e unidos no anti-semitismo

be

O pasquim do Bloco de Esquerda apoia a luta contra os colaboracionistas que dão voz à propaganda de Israel.

Tradução: a esquerda caviar apoia o vandalismo e a destruição de propriedade privada e orgulhosamente sublinha a propaganda anti-semita dos vândalos.

A extrema-esquerda anti-semita difere em quê do PNR ou dos nazis?

Nem para a Palestina são bons

Os intolerantes mostram que o terror de Arafat & co. está vivo e de boa saúde.

Restaurante de José Avillez no Porto vandalizado por movimento pró-palestiniano

O restaurante Cantinho do Avillez foi vandalizado na sexta-feira. Na origem do ataque estará o movimento pró-palestiniano BDS. Avillez esteve recentemente num festival gastronómico em Israel.

Soluções para acabar com os proto-fascistas

Estaline também apontou para soluções saudáveis para resolver problemas.
Estaline também apontou para soluções saudáveis para resolver problemas.

O Ricardo Paes Mamede, usa a sua página de Facebook para esclarecer os mais desatentos sobre os caminhos a percorrer para travar o populismo proto-fascista.

Uma vida saudável previne o populismo proto-fascista. Esta parece ser a conclusão de um estudo publicado na edição desta semana da revista The Economist sobre o resultado das eleições americanas.

De acordo com o estudo, o desvio de votos a favor de Trump em cada condado está fortemente associado à incidência de fenómenos como a reduzida esperança média de vida, a obesidade, o alcolismo, a diabetes, ou a falta de exercício fisico. Isto verifica-se mesmo depois de se considerar o efeito de variáveis como a etnia, a educação, a idade, a situação perante o mercado de trabalho. As condições de vida da população local são estatisticamente mais relevantes do que a proporção de população branca com reduzida educação – o factor que tem sido mais apontado nas análises.

Só falta mesmo dizer que, como vários estudos têm mostrado, os problemas de saúde estão recorrentemente associados às desigualdades sociais e à inexistência de serviços públicos de qualidade.

A conclusão é óbvia e não é nova: só o socialismo previne a barbárie.

Isto foi tudo para prevenir a barbárie, através do empenho de pessoas boas que procuravam difundir os ensinamentos e as vantagens de uma vida saudável e de combate ao fascismo

Episódio de uma teocracia exemplar

cool

As leis são para cumprir na terra dos Ayatollahs. Yaser Mosibzadeh, Saheb Fadayee e Mohammed Reza Omidi estiveram presos por ofensas às leis da religião da pás. Saíram da prisão após o pagamento da fiança, detalhe que não impede a execução do resto da sentença – 80 chicotadas, em espectáculo público.

Ninguém os manda converter ao cristianismo, blasfemar nem beber o vinho da Comunhão no Irão moderado.

Episódio de uma democracia popular

A face visível do comunismo, versão chinesa.

Nacionalizado ao Romeu Monteiro.

Nojo

Violadores de crianças, casai-vos com as vítimas. Assunto arrumado.

Turkey’s governing party has sparked an outcry after putting forward a bill that would pardon up to 3,000 child rapists if the perpetrator married his victim.

Critics have warned that such a law would encourage sexual abuse, while the government has defended the bill as an attempt to deal with legal complications arising from child marriage.

The controversial proposal would apply to statutory rape cases without use of “force, threat, or any other restriction on consent” involving girls aged 15 or younger.

Men convicted in such cases between 2005, when a similar law was abolished, and Nov 16 this year would be eligible to have their sentences “deferred” if they married their victims.

In case of a divorce that is the “fault of the perpetrator”, the sentence would once again come into effect.

The bill — which was brought forward by President Recep Tayyip Erdogan’s conservative AKP — was approved on Thursday night, but did not reach the number of votes required for it to be passed into law. Parliament will vote on the proposal again on Tuesday.  (…)

O que falta às escolas

ana-avoila300703.jpg

Talvez não fosse descabido que a Frente Comum, em alternativa à patética manifestação que retrospectivamente fazem contra o anterior Governo [1], se preocupasse um pouco mais com o funcionamento da máquina administrativa, que não começa e acaba nos salários de suas excelências — vai dos salários dos funcionários públicos aos tinteiros e ao papel higiénico. É que para acalentar os pensionistas que recebiam mais de 6000€ e todos os visados pela sobretaxa de IRS, a Geringonça puxou o farrapo, deixando a descoberto todos os outros.

Há escolas onde os fornecedores de tinteiros e papel têm dívidas a haver com mais de 1 ano. Há outras onde a EDP recebe às prestações, quando recebe. Há outras onde os livreiros recebem com meses de atraso, tendo de ser eles a assumir os encargos com o financiamento. E há outras — limite do patético — onde as cartas são rejeitadas pelos CTT por falta de pagamento. E há ainda outras onde tudo isto se passa.

Assim, e para que estas manifestações sindicais de fantochada para cumprir agenda sirvam efectivamente algum propósito, talvez não fosse de somenos importância exigir que o Governo cumpra com as suas obrigações.

[1] – Do panfleto da convocatória geral pode ler-se: «Nos últimos anos, particularmente sob as políticas de exploração e empobrecimento do PSD/CDS, as populações…».

Trump: compreender o “impossível”

Leitura complementar: Trump: o bom, o mau e o incerto; Os deploráveis elegeram Trump; O caminho para a vitória de Trump.

O que diz a voz do povo sobre as eleições dos EUA

am

Dita o educador do Povo, camarada Arnaldo Matos.

(…) E para aqueles que, como nós, proletários e combatentes marxistas e comunistas, temos como missão política e ideológica derrubar o imperialismo, inclusive no nosso país, nada temos que ver com as eleições presidenciais americanas e não alimentamos nenhuma espécie de ilusões sobre as marionetas presidentais do imperialismo, chamem-se elas o que se chamarem: desde Donald Trump a Hilary Clinton.

Dentro de alguns meses verão como Hilary e Trump realmente se amam…

Há por aí um chibarro da estirpe de Garcia Pereira para quem uma mulher na presidência dos Estados Unidos da América do Norte sempre seria, e apesar de tudo, um progresso revolucionário. Coisas desses cretinos papagaios! E quantos milhares de mulheres matou o imperialismo americano na Líbia, na Síria, no Iraque, em Alepo e em Mossul durante a campanha eleitoral para levar uma marioneta feminina do imperialismo, como Hilary Cinton, à Sala Oval da Casa Branca?! Garcia e seus capitulacionistas preferem a promoção de uma mulher a presidente do imperialismo ao de milhões de mulheres vivas no Médio Oriente…

Venha Trump ou quem vier; o nosso grito de guerra é sempre o mesmo: Morte ao Imperialismo Ianque! Viva o Comunismo! Não embarcamos em mascaradas presidenciais imperialistas.

Compreender o putinismo LXI

putinismo

O estado russo sabe o que é melhor para os seus cidadãos. A rede social LinkedIn foi banida na Rússia. 

Mutilação genital feminina na Rússia

Entre a mutilação genital feminina e o assassinato.

Russia has launched an investigation into claims that tens of thousands of girls in remote mountain areas, some as young as three months’ old, have been forced to undergo female genital mutilation.

The general prosecutor’s office has acted following allegations that the life-threatening practice has been taking place “unchecked by the authorities” in the republic of Dagestan, Russia’s state-run news agency Tass reported. (…)

In August, the Dagestani cleric Ismail Berdiyevdescribed FGM as a Dagestani Muslim tradition that was a solution to the “problem of promiscuity in women in general”.

He was supported by Vsevolod Chaplin, an Orthodox Christian leader, who said on Facebook that traditional practices should be allowed to continue without interference. (…)

The Guardian has seen interviews conducted by Moscow-based journalist Marina Akhmedova, who recently travelled to Dagestan to research FGM in the area. She said female cutting was linked to the lack of rights for women in Dagestan, their low status within the family and limited work opportunities.

She said many of the women she interviewed talked about the threat of honour killings if a girl did not behave according to adats (mountain law).

“I believe parents use circumcision as a way of protection from honour killings. They believe if a woman doesn’t have a clitoris she won’t be interested in sex and won’t have it before marriage. The villages support killings of such girls. (…)

Um código de conduta

Pre-pubescent girls can be taken’: ISIS publish guide on how to own a sex slave as the terror group uses an app to sell women and girls as young as 12.

Querida esquerda, nada acaba até estar acabado

O meu texto de ontem no Observador.

‘E o que dá por ‘encerrado’ a geringonça? Escândalos que alguma malvada comunicação social e a sempre aleivosa oposição inventam. Santos Silva deu por encerrado o caso das viagens pagas pela Galp a Rocha Andrade, e agora o BE também já informou que o caso das licenciaturas falsas de um chefe de gabinete do secretário de Estado da Educação está encerrado. E ai de nós se discordarmos. Ainda apanhamos mais umas décimas de impostos sobre os combustíveis se não formos dóceis e obedientes.

Há quem se escandalize pela sobranceria destes encerramentos compulsivos. Neste caso das licenciaturas falsas, por exemplo, pessoas miudinhas (e sem gosto pelas distrações ornitológicas preferidas pela geringonça) podem argumentar que há muito por explicar. Se Nuno Félix foi uma escolha do ministro Tiago Brandão Rodrigues, amigo próximo, independentemente de este saber ou não da mentira da nota biográfica, o ministro não é responsabilizado por escolher (e voltar a escolher) uma pessoa capaz de mentir sobre o seu percurso académico? Já não se avaliam os governantes pela qualidade das pessoas que escolhem recrutar?

Lembrando o motorista – teimariam os tais picuinhas –, não será um ministro politicamente responsável pela rebaldaria, inclusive financeira, de viagens diárias de quatrocentos quilómetros para transportar um chefe de gabinete de casa para o trabalho? Claro que não. Vamos agora submeter a geringonça a esse tipo de escrutínio? Pensam que estão a lidar com um governo de direita?’

O texto todo está aqui.

Compreender o putinismo LX

Soldado desconhecido ou para a famíla e amigos: Maxim Kolganov,
Soldado fantasma ou  Maxim Kolganov, para a famíla e amigos. Fotografia Reuters/Maria Tsvetkova.

Na Ucrânia ficaram conhecidos como os homens verdes, simples agricultores com óbvios problemas de orientação. Na Síria, passaram a soldados fantasma.  Só ao alcance de uma santa mãe pátria.

Ghost soldiers: the Russians secretly dying for the Kremlin in Syria

Alguém está a mentir…

tiago_brandao_rodrigues

… e era bom que se esclarecesse quem é o mentiroso e se retirassem daí as devidas consequências políticas: Emails provam que Brandão Rodrigues quis manter Nuno Félix

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, terá mesmo pedido ao antigo secretário de Estado do Desporto, João Wengorovius Meneses, que não exonerasse o seu chefe de gabinete, Nuno Félix. Segundo escreve esta quinta-feira o jornal i, entre março e abril deste ano houve uma troca de emails entre ministro e secretário de Estado sobre a situação do chefe de gabinete, que mostra a interferência, negada esta terça-feira, de Brandão Rodrigues na equipa de Wengorovius Meneses.

Leitura complementar: O ministro da Educação e as licenciaturas falsas; Quando a mentira não tem consequência.

Quando a mentira não tem consequência

Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, disse dias atrás, em entrevista à SIC, que não tinha interferido na gestão da equipa do seu ex-secretário de Estado João Wengorovius Meneses.

Sabemos agora por notícia no Jornal i que tal não é verdade:

Ao contrário do que afirmou, esta terça-feira em direto na SIC, Tiago Brandão Rodrigues tentou intervir ativamente na equipa do ex-secretário de Estado, João Wengorovius Meneses. Foram várias as vezes que o ministro, oralmente e na presença de várias pessoas do gabinete, terá exigido a João Meneses como sinal de confiança política que exonerasse a sua adjunta sem qualquer fundamento aparente.

Foi também o ministro que terá escolhido Nuno Félix – que João Meneses até aí não conhecia – para chefe de gabinete da secretaria de Estado da Juventude e Desporto e que travou a sua exoneração (que a dado momento passou a ser considerada essencial pelo ex-secretário de Estado).

Quem mente sobre assunto tão banal como os amigos do partido terem tratamento especial, que devemos nós pensar da veracidade das palavras do ministro quando tiver de esclarecer, por exemplo o Parlamento, sobre questões bem mais importantes?

Tiago Brandão Rodrigues manterá certamente o cargo. É que “pequena” mentira revela algo sobre o carácter de uma pessoa mas, não sendo caso isolado na classe política, fica fácil deixar passar.

Pedro Magalhães prevê vitória tranquila de Hillary Clinton

Uma entrevista que vale a pena ler e que inclui o que me parece uma bold prediction relativa a uma vitória tranquila de Hillary Clinton. Acho certamente possível que Hillary ganhe mas, face a todos os dados conhecidos (incluindo o histórico de sondagens), ficaria surpreendido se resultado não fosse razoavelmente equilibrado. Daqui por poucos dias saberemos.

Aqui fica o link para a recomendada leitura integral da entrevista : Pedro Magalhães: “As duas realidades em que vivemos são ambas alternativas à realidade”

A pouco mais de uma semana da eleição, o olhar analítico sobre os dados das sondagens leva-o a acreditar numa vitória tranquila de Hillary Clinton. Já a descermos para a rua, havia de me pedir para não dar muita atenção às previsões que tinha feito durante o almoço, sobretudo em política caseira. Esta escapa a esse pedido, decisão minha, porque está baseada em factos, em sondagens.

Pós-Graduação em Medicina Social – ICS-UCP

Estão abertas as inscrições para a Pós-Graduação em Medicina Social organizada pelo Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica, na qual serei responsável pelo módulo de Ciência Política e integro com muito gosto a Comissão Científica.

Mais informações aqui.

Prioridades da nova reitora da Universidade Católica

Isabel Capeloa Gil, reitora da Católica

Igreja/Ensino: Católica vai abrir curso de Medicina centrado na defesa da vida

Nova reitora da Católica quer avançar com a criação de uma faculdade de Medicina

Educação sofre corte de 2.7%

Screen Shot 2016-10-31 at 10.17.40.png

O Alexandre Homem Cristo já o havia dito, mas agora foi finalmente noticiado. O Orçamento da Educação vai mesmo sofrer um corte de 170 milhões.

E porque não foi isto óbvio? Porque o Governo, com o seu já recorrente chico-espertismo, daqueles que vai pela bomba de gasolina para ultrapassar meia dúzia de carros na auto-estrada, comparou o Orçamento do Estado para 2017 com as previsões do OE2016 e não com a efectiva execução orçamental de 2016. Porquê? Porque segundo o Governo, fazendo amplo uso do chico-espertismo que mina esta país, o exercício de extrapolação da execução para o final do ano está sujeito a incertezas. Vai daí e usa projecções do início do ano — ainda mais incertas.

Não está em causa o corte — a eficiência, ou fazer o mesmo com menos, é sempre bem vinda. Está em causa as patranhas e os embustes a que este governo recorre para disseminar a sua propaganda, que foi diligentemente difundida, pois claro, pelos media. As alvíssaras já foram entregues pelos demais idiotas úteis, que aplaudiram o aumento de 3.1% no orçamento na educação.

E Mário Nogueira? Mário Nogueira está vivo, parece, mas continua desaparecido. Quem souber do seu paradeiro que informe na 5 de Outubro, que o Ministro da Educação está desesperado sem saber o que fazer.

Salvas! Mário Nogueira está vivo!

img_999x556$2016_10_21_11_56_24_190684.jpg

Não é só Pedro Dias que está a monte, o soviet Mário Nogueira também tem andado desaparecido. Para sorte dele, não tem a polícia atrás. Para azar o nosso, tem a política educativa como refém.

Consta que Mário Nogueira terá escrito um artigo, atestando assim que continua vivo, embora a monte. Suspeitei. Nos tempos que correm torna-se difícil aferir a verdadeira autoria do que por aí aparece. Mas fiquei assegurado quando li «os cretinos da direita». Aqui estava o traço distintivo de Mário Nogueira: outrora (faz 27 anos) professou na escola, representa os professores do sistema educativo, manieta o ministro da coisa, mas educação foi coisa que nunca recebeu.

Acrescenta depois que o actual ministro da educação, Tiago Brandão Rodrigues, «já recebeu mais vezes a Fenprof do que Crato em todo o mandato». Disso não tenho dúvidas. Por muito que o email e o telemóvel estejam em voga, há ordens e instruções que têm mesmo de ser passadas em pessoa. No fundo, é uma visita de manutenção ao titereiro, que isto de andar a encobrir pseudo-licenciados desgasta.

Depois afirma que a Fenprof «não baixou a guarda». Tirando as manifestações que organizava dia sim, dia sim; as greves e concentrações; o entupimento dos media e as constantes queixas e queixumes, denúncias e demonstrações claras da austeridade neoliberal que mata, o ensino português tornou-se num exemplo a seguir. Ou isso, ou a Fenprof baixou a guarda a troco de umas concessões dos transportes dadas ao PCP. O intersindicalismo vende-se por pouco, especialmente aquele que tem como principal objectivo tornar isto numa pocilga comunista.

Finalmente, Mário Nogueira garante que, pese embora o excelente trabalho desempenhado, «existem problemas de enorme importância que urgem ser resolvidos». Nisso estamos de acordo. Um deles é a total subserviência do ministério da educação. Outro é o próprio ministério da educação. E o mais grave de todos é a Fenprof, que mantém a política educativa refém de um projecto soviético, liderada por alguém que entra em sabática a mando do PCP.

As licenciaturas falsas e Tiago Brandão Rodrigues

O meu artigo desta semana no Observador: O ministro da Educação e as licenciaturas falsas.

Se ainda restar algum vestígio de decência e sentido institucional no governo da “geringonça”, o tempo de Tiago Brandão Rodrigues no papel de ministro da Educação só pode ter chegado ao fim.