Geringonomics

A geringonça não se cansa de referir Portugal como um caso de sucesso, quando na realidade tem desperdiçado uma conjuntura extremamete favorável. Em vez levar a cabo as reformas que o páis precisa urgentemente, limita-se a manter o status quo e a comprar votos e acordos com os partidos que apoiam esta solução de governo. Assim que a conjuntura se tornar menos favorável, serão apresentados como responsáveis o Trump, a União Europeia, o Banco Central Europeu, os “mercados”, os especuladores e até o Passos Coelho…

Abaixo, o International Tax Competitiveness Index de 2018. calculado pela Tax Foundation, e que coloca Portugal na 32ª posiçao entre 35 países analisados.

Avante, Geringonça!

Anúncios

Diz Que É Uma Espécie De Viragem Da Página Da Austeridade

A página da austeridade parece ser mesmo muito difícil de virar.

Imaginem como seria a reacção da comunicação social e dos partidos da geringonça se no tempo de Passos Coelhos o governo anunciasse a intenção de cortar 800 milhões na despesa pública.

É na despesa pública, e nos planos do Governo para a cortar em 800 milhões de euros no próximo ano, que reside a grande diferença entre as previsões da Comissão Europeia para as finanças públicas e as metas definidas pelo Governo no Orçamento do Estado.

E se a comissão europeia não acredita nas previsões do governo para 2019, é enviar o Super Ronaldo-das-Finanças, o doutor Mário Centeno – um super-herói que em 2015 conseguiu prever a criação de 466 empregos em 2019 como resultado das políticas de promoção do papel da lusofonia.

A notícia acima foi retirada daqui.

Leitura complementar: Bruxelas põe défice português no pódio dos menos credíveis

Crescimento do PIB de Portugal Previsto Para 2019 Na Cauda Da Europa

A previsão de crescimento do PIB de Portugal por parte da Comissão Europeia para 2019 é de 1,8%, a que corresponde a 21º posição ex-aequo com mais três países (entre 28 países), e que fica abaixo do crescimento médio dos países da União Europeia que se situa nos 1,9%.

Avante, Geringonça!

Prioridades Governamentais

“Eu tenho mesmo que acelerar senão não vamos ver o Benfica.” – Doutor Mário Centeno, aka Ronaldo das Finanças

Mentiras E Propaganda Do Partido Socialista Repetidas Todos Os Anos

Roubado à Iniciativa Liberal:

  1. O governo anunciou hoje 190 milhões de euros para PMEs inovadoras em mais um exercício de propaganda, aproveitando a realização da Web Summit (Web Summit: anunciados 190 milhões de euros para PME portuguesas inovadoras).
  2. Este anúncio é semelhante a um outro feito no ano passado de 200 milhões de euros (Governo aprova fundo de 200 milhões para startups e PME).
  3. Também em 2016 foram anunciados 400 milhões de euros para financiar startups (Startup Portugal: Conheça as 15 medidas para apoiar o empreendedorismo).
  4. Nenhum dos fundos foi, que se saiba, executado. Caso tenha sido executado, não se conhecem os resultados efectivos dessa execução para perceber se a estratégia resultou.
  5. Também não se vislumbra em que parte do Orçamento de Estado para 2019 estão as verbas para sustentar o anúncio de hoje.
  6. Conclui-se assim que este anúncio não passa de mais um exercício de propaganda do governo que insiste em anunciar as mesmas medidas de forma regular sem nunca as executar efectivamente.

There’s No Such Thing As A Free Lunch

Sobre os manuais escolares “gratuitos”:

  • Manuais escolares “gratuitos” significa que as editoras vão passar a produzir, imprimir e distribuir os manuais escolares gratuitamente? Não. 
  • Não? Quem paga então os manuais escolares “gratuitos” às editoras? O estado.
  • E como se financia o estado? Através de impostos cobrados coercivamente aos contribuintes.
  • E quanto vão pagar os contribuintes para os manuais escolares “gratuitos” em 2019? 160 milhões de euros.
  • 160 milhões de euros que vão custar aos contribuintes por ano todos os anos? Mas os manuais escolares não eram “gratuitos”?…. 

Também podemos imaginar este diálogo:

  • Porque é que o estado não ajuda só as famílias que realmente precisam – sempre dava para reduzir um bocadinho os impostos a pagar por todos os contribuintes e o estado sempre exerceria a sua função social?
  • Porque o ensino deve ser gratuito e universal e não deve diferenciar as famílias por classe de rendimentos.
  • Como já é feito no IRS?
  • [introduzir um ataque pessoal ou um lirismo qualquer]…
  • E pegando nesse argumento da universalidade, porque é que quem tem os seus filhos no ensino privado que paga impostos como todos os os outros contribuintes não tem acesso aos manuais escolares “gratuitos” e terá que os pagar do seu bolso?
  • [introduzir um ataque pessoal ou um lirismo qualquer]…

A imagem acima foi retirada daqui.

The ECB’s Epic Failure In One Shocking Chart

Recomenda-se a leitura deste artigo no Zero Hedge: The ECB’s Epic Failure In One Shocking Chart

Europe’s QE experiment needs to end. Not because it succeeded, rather since there was no hope for it from the beginning. It was a giant waste, at best an enormous distortion. At most, it was a huge distraction from the real problem.