“Challenges for the European Union”, 26 de Abril

Anúncios

Na vida precisamos de conta-passos…

Um excelente artigo de Nuno Crato: O meu Conta-Passos.

Ao contrário dos românticos, que pensam que ter vontade e trabalhar ou estudar com gosto é o que basta para progredir, a psicologia e a gestão mostram que a avaliação é fundamental para o progresso.

Continue reading “Na vida precisamos de conta-passos…”

CMTV supera RTP1…

CMTV bate recorde e ganha ao canal 1 da RTP em quase 8 horas do dia

A CMTV alcança o melhor dia de sempre e regista mais audiência que a RTP1 num período global de 7 horas e 47 minutos ao longo deste domingo.

No início do Telejornal do canal 1, por exemplo, às 20 horas, em pleno horário nobre, a CMTV registava 9,3% de share, enquanto o principal canal do Estado tinha apenas 7,4.

Continue reading “CMTV supera RTP1…”

Open Day IEP – 18 de Abril

The precipitous decline in deaths from interpersonal violence in the USA

More Americans Are Dying From Suicide, Drug Use And Diarrhea

Americans are dying in different ways than they used to. As of 2014, more were dying from drug use than in years past, even as deaths from alcohol had largely remained unchanged. Deaths resulting from interpersonal violence were on the decline, but fluctuations (and a recent increase) in deaths from suicide meant that violence was still a relatively common cause of death.

Continue reading “The precipitous decline in deaths from interpersonal violence in the USA”

TAP no fundo da tabela da pontualidade…

TAP caiu 66 posições no “ranking” da pontualidade

Em três meses, a companhia aérea cancelou quase 600 voos.

Continue reading “TAP no fundo da tabela da pontualidade…”

Portugal, 2018, pós-austeridade: a quimioterapia pediátrica no Hospital de S. João

Crianças fazem quimioterapia num corredor do S. João

Pais queixam-se das condições em que os filhos recebem tratamentos no Hospital S. João e no Joãozinho. Unidade garante que tem feito melhorias.

Continue reading “Portugal, 2018, pós-austeridade: a quimioterapia pediátrica no Hospital de S. João”

Liberalismo iliberal, populismo e nacionalismo

Recusando o tribalismo. Por João Carlos Espada.

Muito diferente desta ideia de “viver e deixar viver” é a ideia de um certo liberalismo iliberal — que John Gray designa, na esteira de Raymond Aron, como “religião secular”. Este liberalismo iliberal entende a liberdade como conformidade com um modo de vida “correctamente liberal”. Este seria o modo de vida radicalmente autónomo, “libertado” de todo e qualquer vínculo particular — à comunidade local, à religião, à nação, a regras de conduta tradicionais (e, seguramente também, a normas clássicas de cortesia e de vestuário).

Continue reading “Liberalismo iliberal, populismo e nacionalismo”

A corrupção e a inquestionável superioridade moral da esquerda

Sobre a corrupção — e a inquestionável superioridade moral da esquerda. Por Luís Rosa.

A corrupção não é de esquerda nem de direita, não é católica nem protestante, não é branca nem preta e não é do norte nem do sul. A corrupção atinge todos os países, partidos e grupos sociais.

Continue reading “A corrupção e a inquestionável superioridade moral da esquerda”

Bruno de Carvalho e o Sporting: the plot thickens…

Crise no Sporting: oposição a Bruno de Carvalho diz que vai agir

Pedro Madeira Rodrigues diz que “é hora de agir”, Dias Ferreira acha que Bruno de Carvalho “não tem condições” para continuar e para Carlos Severino o Sporting “não pode ser gerido por um ditador”.

Bruno de Carvalho anuncia afastamento da conta de Facebook

O presidente do Sporting voltou esta manhã às redes sociais para anunciar o seu afastamento do Facebook. “Que este meu afastamento do Facebook seja a vossa felicidade…”, escreveu num longo desabafo. (…) Não é a primeira vez que Bruno de Carvalho deixa as redes sociais. A última vez foi em maio do ano passado, tendo na altura justificado a sua decisão pelo efeito “perverso” que a utilização do Facebook acabou por ter, ao transformar proximidade em “intromissão” na sua vida pessoal.

Uma boa pergunta sobre Lula, Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra…

Bruno de Carvalho suspende jogadores do Sporting… (3)

Jorge Jesus surpreendido e expectante com crise no Sporting

Jorge Jesus ficou surpreendido com a troca de acusações entre Bruno de Carvalho e o plantel do Sporting, estando agora expectante em relação ao desfecho desta crise que se gerou em Alvalade. (…) O técnico está, de resto, triste e abatido, por considerar que toda esta crise era completamente desnecessária, numa altura em que o Sporting ainda tem objetivos desportivos para alcançar esta temporada: inclusivamente tem uma espécie de final da Taça de Portugal, com a receção ao FC Porto, agendado para daqui a pouco mais de dez dias.

Sporting: reunião de jogadores com Bruno de Carvalho

O treinador Jorge Jesus, assim como o team manager André Geraldes, foi um dos responsáveis pela intermediação entre o dirigente e os futebolistas, permitindo que fosse encontrado um ponto de equilíbrio que possibilitou a reunião desta tarde.

Em suma, se houver entendimento entre jogadores e presidente do Sporting, não haverá sanções disciplinares.

Fábio Coentrão e Bruno de Carvalho

Fábio Coentrão: “Sou sportinguista desde pequenino”

Coentrão em lágrimas consolado por Bruno de Carvalho

Jesus defende Coentrão: «Se chorou, chorou. Se deu um soco no banco, deu um soco no banco…»

Coentrão devolvido de imediato ao Real Madrid

Continue reading “Fábio Coentrão e Bruno de Carvalho”

Bernardo Lapa, homem da “Cultura”

A história de Bernardo Lapa, homem da “Cultura” Por Alberto Gonçalves.

Um ano depois, a companhia Cabaça dos Mafarricos, que Bernardo Lapa fundara com um amigo e cinco bonecos, adquirira largo prestígio no eixo Príncipe Real-Campo de Ourique. Restava um problema: estava-se em 2012 e a austeridade “neoliberal” restringia selvaticamente os subsídios à “Cultura”. Por motivos óbvios, a sra. Merkel e Pedro Passos Coelho não queriam expôr o povo ao exacto tipo de conhecimento patente nas obras da Cabaça dos Mafarricos. A peça inaugural, “Presos Por um Fio”, descrevia justamente (nos dois sentidos) a angústia de um licenciado em malabarismo – Tomás – que, por intervenção de um poder maligno e avesso à criatividade, se vê forçado a descer a trabalhos típicos da ralé. No derradeiro acto, desesperado pela falta de apoios, Tomás lança-se de um rés-do-chão e magoa-se um bocadinho. Na estreia, os seis espectadores aplaudiram de pé.

Nessa época, a contestação de Bernardo Lapa não se limitou aos fantoches. Politizado, marchou quase diariamente contra Israel, as touradas, a destituição daquela senhora brasileira, o exílio do cançonetista Tordo, o consumo de bacalhau, o aquecimento global, o arrefecimento global, o sr. Trump, a proibição das drogas, o boicote ao Haiti, perdão, a Cuba (ele confundia-os), o Belenenses e, claro, cantou a “Grândola” nas imediações de cada ministro da “direita”. Afinal, Bernardo Lapa era um homem da “Cultura”.

Bruno de Carvalho suspende jogadores do Sporting… (2)

Um recado mal recebido, uma indireta nas entrelinhas, uma reunião adiada: os bastidores da crise do Sporting

A esquerda “anti-fascista” e o fascismo

A esquerda “anti-fascista” tem muito em comum com os fascistas originais. Por Antony Muller.

No final, comunismo, socialismo, nazismo e fascismo são rótulos que se unem sob o estandarte do anti-capitalismo e do anti-liberalismo. São contra o indivíduo, contra a propriedade privada, e contra a liberdade empreendedorial.

Bruno de Carvalho suspende jogadores do Sporting…

Plantel do Sporting critica Bruno de Carvalho com mensagem partilhada por todos os jogadores

Bruno de Carvalho suspende todos os jogadores contestatários, a quem chama “meninos amuados”

O sexo e as quotas

Mudança de sexo, quotas e igualdade de género. Por Nuno Lobo.

É precisamente este contexto revolucionário e de duvidosa boa fé que os deputados à Assembleia da República devem ter em conta nas suas ponderações relativamente a duas propostas de lei do Governo, aparentemente distintas mas intimamente ligadas e mutuamente contraditórias, que vão por estes dias a votos: a possibilidade de as pessoas mudarem de sexo e nome no Cartão do Cidadão, agora com a alteração de não se exigir qualquer relatório médico que a justifique; e o aprofundamento da lei da paridade na composição das listas eleitorais dos partidos, que passarão a ter de incluir pelo menos 40% de mulheres (ou de homens).

Desde logo, a aprovação das duas propostas resulta na situação caricata de, por um lado, termos os partidos obrigados a compor as suas listas com pelo menos 40 mulheres e 60 homens (ou o inverso) por cada 100 candidatos, ao mesmo tempo que, pelo outro lado, poderão recorrer ao expediente de compor as listas com um sexo apenas desde que pelo menos 40% se dirijam ao registo civil e peçam para o mudar no Cartão do Cidadão. Todavia, por mais caricata que a situação possa parecer, as novas circunstâncias que decorrem da aprovação das duas iniciativas legislativas do Governo adquirem uma redundância ainda mais absoluta se forem olhadas através da lente com que a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género olha a educação dos nossos filhos e tenta dirigir o futuro das suas vidas.

Seminário “A evolução da família portuguesa”, por Manuel Braga da Cruz

Seminário Adérito Sedas Nunes “A evolução da família portuguesa”, por Manuel Braga da Cruz.
11 Abril | 18h30-20h00
Sala de Exposições – Piso 2 Edf. BJPII – Universidade Católica Portuguesa

Não há sobrecarga turística em Chelas

Rule of Law

Jordan Peterson on Donald Trump’s IQ

Jordan Peterson on Trump’s Intelligence

Venham mais cinco!

Cinco anos depois, Bruno de Carvalho ainda persegue o título de campeão

Bruno de Carvalho pede desculpa e diz que é hora de “baixar a cabeça”
Bruno de Carvalho no autocarro com a equipa
Bruno de Carvalho acusa Braga de “usar a tática da ‘casa mãe’”

Não somos todos marxistas

Não somos todos marxistas. Por João Carlos Espada.

Ao contrário do que costuma ser dito sobre Marx, o que é distintivo da sua doutrina não é o impulso moral de indignação perante a pobreza das classes trabalhadoras. Esse impulso moral existiu em vastos movimentos sociais não marxistas e anti-marxistas, vários aliás de forte inspiração cristã. (…) O que foi distintivo do marxismo foi a atribuição de um carácter alegadamente científico à teoria da luta de classes. Marx reclamou ter descoberto as leis do desenvolvimento histórico, à semelhança das leis do desenvolvimento da natureza orgânica conjecturadas por Darwin. O marxismo seria por isso uma “doutrina científica” que explicava toda a história da humanidade com base em leis inexoráveis. Daí decorria que o socialismo e o comunismo sucederiam inexoravelmente ao capitalismo, da mesma forma que este sucedera inexoravelmente ao feudalismo, como este sucedera ao regime esclavagista e este, por sua vez, sucedera ao “comunismo primitivo”.

Jornalista agredido por segurança de Lula

Clima político no Brasil está, infelizmente, a ficar cada vez mais de alto risco: Repórter do GLOBO é agredido por segurança de Lula: Agressão ocorreu quando jornalista gravava homens batendo em manifestantes anti-PT

O repórter do GLOBO Sérgio Roxo foi agredido por um segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no início da tarde desta segunda-feira, enquanto fazia a cobertura de uma manifestação contrária ao petista em Francisco Beltrão, no interior do Paraná. A agressão ocorreu na área externa do aeroporto da cidade, logo depois de Lula embarcar rumo a Foz do do Iguaçu, onde está programado um novo ato.

Seminário “Blockchain e a Digitalização da Sociedade” – 4 de Abril na Universidade Católica, no Porto

Seminário “Blockchain e a Digitalização da Sociedade”

As Crises Económica e Política à Luz da Escola Austríaca de Economia – 4 de Abril no Porto

Para quem esteja pelo Porto no próximo dia 4 de Abril, uma oportunidade a não perder para ouvir o Professor Ubiratan Iorio, Professor da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e Diretor Académico do Instituto Mises Brasil.

Mais informações aqui.

Joana Marques Vidal e o futuro do Ministério Público – 6 de Abril na Universidade Católica, em Lisboa

Continue reading “Joana Marques Vidal e o futuro do Ministério Público – 6 de Abril na Universidade Católica, em Lisboa”

O memorando da troika e o Tribunal Constitucional

Uma linha de argumentação discutível, mas interessante: Um erro histórico? Por Francisco Pereira Coutinho e Teresa Violante.

Se o memorando da troika é direito da União Europeia vinculativo – como o próprio Tribunal Constitucional assumiu –, então este não podia decidir sobre a constitucionalidade das medidas nele previstas

Continue reading “O memorando da troika e o Tribunal Constitucional”

Fernando Rosas: “O CDS até tem um dirigente gay! Ai que moderno que ele é!”

Fernando Rosas: “O CDS até tem um dirigente gay! Ai que moderno que ele é!”

Ironia e causas LGBT não é uma combinação habitual nos próximos ao Bloco de Esquerda. O partido, sempre progressista nas ditas questões fraturantes, não costuma juntar a expressividade mais agressiva a tais bandeiras. Fernando Rosas, todavia, não seguiu esse costume na sua mais recente aparição televisiva.

No programa Prova dos Nove, que partilha com Paulo Rangel e Pedro Silva Pereira na TVI24, o fundador do Bloco de Esquerda referiu-se indiretamente ao vice-presidente do CDS Adolfo Mesquita Nunes, que recentemente assumiu a sua homossexualidade numa entrevista de vida ao Expresso.

Disse Fernando Rosas, ex-deputado do Bloco de Esquerda, sobre Mesquita Nunes: “O CDS pode ter esta coisa da modernidade e tal, são muito modernos, até têm um dirigente que diz que é gay… Ai que moderno que ele é!”, ironizou.