O populismo das minorias do mal

Pela primeira vez o partido messiânico está do lado de uma minoria. Pena é que seja da minoria dos polícias que abusam, em detrimento da maioria dos polícias de bem.

A proposta do CH para punir quem capturar e divulgar imagens/vídeos da atuação da polícia é uma das mais ridículas que chegaram ao Parlamento este ano.

É inconstitucional e tecnicamente mal feita como é hábito, viola a liberdade individual em “defesa” do Estado e nem sequer protege os polícias de bem.

1 – Viola liberdades individuais. E é claramente inconstitucional, visto que propõe um agravamento na pena quando as filmagens que pretende punir são relativas a ações policiais com membros de minorias étnicas. O princípio basilar da democracia liberal de Igualdade perante a Lei não existe para este partido.

2 – Filmar a atuação das polícias (que têm o monopólio da violência concedido pelo Estado) ou qualquer outra entidade do Estado é uma defesa dos direitos do indivíduo. Quem acha que não há abusos que saia de casa. Nem tem de ir a um “bairro problemático”, basta ir a uns dérbis de futebol.

3 – Os cheganos dizem que o objetivo é proteger a polícia. Mas é a própria polícia que tem pedido mais câmaras na rua/esquadra e até bodycams! Os polícias sabem bem que isso protege a maioria dos agentes que se comporta conforme a lei (expondo quer os polícias quer os suspeitos que não a cumprem ou têm comportamentos provocadores/abusivos).

Esta é mais uma proposta populista, para fazer uns títulos de jornal que algumas pessoas vão gostar porque nem carregam na notícia para a ler. Parece ser uma proposta – repito tecnicamente mal feita como costume – para proteger a minoria dos polícias que abusa e não segue a lei, em vez de proteger a maioria dos polícias de bem.

6 pensamentos sobre “O populismo das minorias do mal

  1. Olympus Mons

    Bernardo. Percebo. Todos contra o Chega.

    O que me espanta é não haver contexto nestes artigos e posts. O partido extremista Chega propõe coisas estranhíssimas que são lei em países como Espanha ou Bélgica, que estão em proposta de lei em países como a França e na verdade pratica em sítios como o pais de Gales ou sei lá que mais onde.

    Na verdade, saindo da Europa ou EUA, vá lá filmar a polícia em ação em 90% dos outros países do planeta a ver o que lhe acontece.

    Já agora:
    https://barradeferro.blogs.sapo.pt/a-culpa-da-coisa-48802

  2. Olympus Mons

    E qual o problema dos filmes?
    Ë que os estados unidos entraram em desordem e praticamente suspensão do estado de direito porque alguém filmou os últimos minutos de vida do senhor George Floyd com um polícia com o joelho no pescoço do senhor. Alguns factos relevantes:

    a. E não adianta dizer que pode repetir aquilo um milhão de vezes (como é pelo mundo fora) que ninguém morre sufocado por aquela técnica. As pessoas morrem por outras causas no stress de estarem a ser limitados e pressionados.

    b. Que desde o início vi o filme de vigilância da detenção do senhor e que não percebi nunca: a. Como os policias que mostraram até alguma gentileza no manusear do senhor passam para o processo de detenção agressiva e b. porque raio as imagens de vigilância não foram mostradas o tempo todo e unicamente até ao ponto em que eles atravessam a rua com o senhor gentilmente pelo braço. Acabou a fita nas cameras de vigilância?

    c. A razão era óbvia: Porque quando finalmente é tornado publico toda a sequencia de 30 minutos e mostram o senhor a queixar-se que não conseguia respirar logo quando o policia o abordou no carro, que não conseguia respirar quando estava algemado sentado no chão, que não podia respirar quando não o conseguiam colocar no carro da policia, quando reagiu violentamente dentro do carro, que resistiu aos policias quando o tentavam restringir…. Não passam as imagens na televisão… Porque será? Eu vi. Eu vi o filme todo.

    Os policias estão acusados de homicídio premeditado – Perante aquelas imagens, vamos ver como é que o sistema judicial poderá sustentar aquelas acusações e eventualmente considerar inocentes aqueles policias. Pagamos todos para ver.

    Se calhar, alguém está a levantar o problema que no mundo dos ‘Covington kid’ Nick Sandmann que bastou não mostrar os 3 minutos anteriores para fazer uma narrativa completamente errada. Se calhar alguém está a dizer é preciso cuidado quando se faz isto com a atividade policial.

  3. Marques Aarão

    Um eventual erro estratégico do Chega não pode servir para camuflar os constantes atropelos e patifarias do mobilizado exército que o combate.

  4. Faz muito bem o Bernardo Blanco em denunciar a palermice e a incompetência do Chega!. É quo o Chega! está a ganhar muito apoio popular, que deveria ir para a IL. O Chega! é de facto, atualmente, o principal obstáculo ao crescimento da IL.

  5. Totalmente de acordo com esta crítica ao Chega. Outra foi o voto obrigatório.

    Quanto à IL mostrou as suas cores quando apoiou o candidato que representa o Totalitarismo. Joe Biden. Sim não me enganei: a palavra é mesmo Totalitarismo.
    Basta olhar para a Liberdade nas instituições que o Partido Democrata que o deputado da IL apoia.

  6. Perigoso Neoliberal

    O Ventura deve estar tão preocupado com essa questão das imagens (que é parva em todos os sentidos) como eu estou com o campeonato canadiano de hóquei no gelo. A estratégia é manter o Chega no ciclo noticioso e, concordando-se ou não com ela, compreende-se.

    O autor do post podia agora escrever um artigo sobre os reais problemas dos polícias ou sobre a posição dele ou da IL sobre o papel e os limites das forças policiais mas dá um bocadinho mais de trabalho e também se compreende que é mais fácil botar faladura sobre um não assunto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.