Onde está o polígrafo? A dormir nesta história do deputado Ascenso Simões.


Só neste país é que um deputado não se demite ou é demitido quando numa semana numa rede social (twitter): oferece pancada a cidadãos, chama nomes a outros, tece comentários machistas e insulta outros políticos E os jornalistas nada, porque é deputado do PS. Quem duvida disto não sabe em que país vive.

Também é muito giro notar, para além do silêncio da imprensa, que o pessoal de esquerda sempre muito ativo nas redes sociais esteve (e está) calado e não condenou estas atitudes. Se não fosse um deputado socialista onde é que isto já ia. Coerência faz muita falta.

Depois, ainda ontem de noite, o deputado Ascenso Simões alegadamente numa nova conta disse que a outra era uma conta “falsa”. Uma conta falsa citada em notícias, citada e seguida por contas oficiais do PS e de figuras socialistas, linkada em sites oficias do PS, com fotos no parlamento, fotos em eventos do PS e com fotos de documentos. A conta era “falsa”, mas tinha isto tudo e só agora é que o sr. deputado socialista se apercebeu da existência desta conta falsa? Não somos todos burros. Alguém cai nisto? Como tudo isto foi desmontado em menos de uma hora, depois até a nova conta que tinha sido entretanto criada veio dizer que também era falsa.

Para além de tudo isso, desde ontem de noite que circula por aí o número de telemóvel do sr. deputado, o qual dá match com o número associado à conta “falsa”. Que pelos vistos de falsa nada tem.

Acho que está na hora do Jornal Polígrafo fazer o que supostamente lhe “compete”. Ou desta vez não é útil? Aliás diria mesmo que o Polígrafo tem essa obrigação visto que há uma verificação do Polígrafo de há uns tempos com base em informação da conta “falsa” e, por isso, se o Polígrafo não disser nada e assumir que a conta era mesmo falsa então está a dizer que o próprio Polígrafo publicou uma notícia e uma verificação … falsa.

Está na hora do Polígrafo se mexer. E está na hora do sr. deputado socialista se demitir e do PS lhe retirar confiança política.

Resultado de imagem para poligrafo

47 pensamentos sobre “Onde está o polígrafo? A dormir nesta história do deputado Ascenso Simões.

  1. André Pereira Gonçalves

    Acabei de informar o Polígrafo por Whatsapp:

    Boa tarde,

    Queria pedir uma verificação de factos quanto a recentes declarações do deputado PS Ascenso Luís Simões. Este senhor afirma que uma conta falsa no Twitter foi criada, roubando a sua identidade. Esta conta insultou uma série de pessoas.

    Atenciosamente,
    André Pereira Gonçalves

  2. Gaius Octavius

    Os chamados sites de fact-checking, em Portugal e no resto do Ocidente, têm como função legitimar a esquerda e manchar a reputação da direita.

    Pedir ao Polígrafo para ser isento é o mesmo que pedir a uma prostituta que deixe de ser promíscua.

    Não peçam à esquerda para deixar de comportar-se como se comporta, isso nunca irá acontecer. Preocupem-se antes em tirar o poder à esquerda para ela não ter sequer hipótese de se comportar como se comporta.

  3. ATAV

    A guerra da extrema-direita contra os “fact-checkers” continua. Há que lutar para conseguir que as teorias de conspiração possam circular à vontadinha. Fact checkers, jornalistas, cientistas, pessoas das ciências sociais… A fileira dos inimigos da ideologia continua a aumentar.

    NOTA: Em circunstância alguma isto deverá ser entendido como uma defesa daquele cretino do Ascenso Simões que fez disparates suficientes para perder o mandato duas vezes: a primeira por se comportar de maneira indigna para um deputado da nação. A segunda por ter o topete de nos achar tão estúpidos ao ponto de cair naquela treta da conta falsa.

    Em sociedades mais antigas, um individuo destes seria coberto de alcatrão e penas e corrido a pontapés da cidade. Não é uma má ideia…

  4. Ricardo

    @Gaius Octavius,

    Mais uma vez completamente certo. Senão vejamos:
    O polígrafo, programa produzido pela Sic, que anda na cama com o George Soros (como a generalidade dos meios de comunistação social cá do bairro), e por jornaleiros obviamente esquerdopatas.

    Na verdade, Polígrafo é o nome perfeito para o programa, já que o polígrafo, a “máquina da verdade” não tem grande fiabilidade, tal como o programa da Sic

  5. Ricardo

    @atav “fact” checkers? Só se for de checkers and chess, porque só na mente formatada de esquerdopatas da extrema esquerda é que aquilo tem alguma acuidade

  6. ATAV

    Ricardo

    Exactamente o que eu disse! Obrigado pela demonstração É tudo de esquerda! O consenso cientifico que diz que as alterações climáticas de origem antropogénica são reais, os economistas todos que dizem que não há evidencias que o trickle-down funciona e que a austeridade expansiva é uma treta, os jornalistas que dão-se ao trabalho de cumprir com o seu código deontológico, os historiadores e sociólogos que dizem que esta nova direita populista é igual aos fascistas e nazis de outros tempos e as pessoas que tentam verificar factos para acabar com campanhas concertadas de desinformação e propaganda. Tudo esquerdalhas impenitentes!

    E a fileira de inimigos continua a aumentar. Mais cedo ou mais tarde vão começar a devorar os vossos. Quem será? Quiçá o rapazola do “facts don’t care about your feelings”? Afinal ele incorporou a palavra proibida (fact) no seu slogan e não é fã dos nazis que se autointitulam de alt-right.

  7. Olympus Mons

    Os Portugueses há muito tempo que só se sentem bem tendo um dono. – A primeira republica e Salazar e logo de seguida o PS e a esquerdalhada. – Viver sob este FCE (fascismo cultural de esquerda) dá nisto, mas serve bem os portugueses. Merecem.

  8. Carlos Gonçalves

    “Onde está o polígrafo? A dormir nesta história do deputado Ascenso Simões.”

    É deixá-lo dormir.
    E se acordar pode fazer como se nunca o tivesse feito.
    É o que eu faço e recomendo.
    Já não faltará muito para que as únicas pessoas que vêem esse género de televisão só de maca se acerquem das urnas.
    Se alguém duvida que dê uma olhada pelos intervalos publicitários…

  9. Cacim Bado

    Gente desta tem a cobarde cobertura de quem se serve de veneno para nos adoçar a boca.
    Eles continuam a pregar gotículas infeciosas bem lá no alto da sua imponente impunidade.

  10. Gaius Octavius

    Estimado troll ATAV, folgo em ver que o meu comentário não foi do seu agrado.

    Diga-me, que mais posso eu escrever para o deixar ainda mais irritado?

  11. Miguel Santos

    Perante os insultos e difamação das mulheres, eu acrescentaria: Onde está a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género? Onde estão as Capazes? Onde estão as deputadas do BE que processaram um comentador por lhes chamar “esganiçadas”?

  12. ATAV

    Gais Octavius

    Sinceramente nem tinha reparado no seu comentário. Eu estava a comentar o post do Bernardo Blanco. Mas ainda bem que admite que é de extrema-direita.

    É bom que tenha saido do armário por escrito para que não o possa negar mais tarde.

  13. Filipe Bastos

    Não sabia que o Polígrafo era assim tão xuxa. Lembro-me que talvez tenha ajudado a branquear o António Bosta quando este ia batendo a um velhote, na última campanha, mas tinha-o por relativamente inócuo.

    A ser assim é duplamente grave, pois o fact checking é a única forma de ter uma democracia digna desse nome. As pessoas só podem decidir em consciência se tiverem informação exacta e fidedigna.

    Infelizmente, a carneirada nem tem essa noção; e convém à canalha pulhítica que assim seja. Quanto mais propaganda e fake news melhor.

    Também duvido que incomode muito os insurgentes. O único incómodo é o Polígrafo ser xuxa. Se fosse direitalha, maravilha. A maioria está-se nas tintas para fact checking ou para uma democracia mais directa.

  14. Gaius Octavius

    Caríssimo troll ATAV, é “estranho” que não tenha reparado no meu comentário, quando ele foi colocado uma hora imediatamente antes do seu e ter sido eu, e não o autor do post, que mencionei a palavra “fact-checking” à qual depois você também fez menção, para reclamar da ominosa guerra de ódio da extrema-direita contra os cândidos e angélicos paladinos da verdade que dirigem os sites de fact-checking e tiroliroli tiroliroló.

    Mas pronto, eu vou fingir que acredito nisso, assim como você vai continuar a fingir que destapa “carecas” com a sua santimónia prepotente de esquerdista que se julga numa posição de superioridade moral perante os frequentadores deste blogue.

    “É bom que tenha saido do armário por escrito para que não o possa negar mais tarde.”

    E quando é que o ATAV assume que frequenta as meninas inglesas prostituídas por paquistaneses? Não tenha medo, nem vergonha. Tal fama aqui em Portugal não é entrave à progressão na carreira. Afinal, o Ferro Rodrigues chegou onde chegou.

  15. Carlos Guerreiro

    ATAV

    O jornalismo (incluindo o fact-check) tem de ser isento. Fazer uma parceria com a DGS (o estado) para combater as feiqueniús na saúde é um caminho para o Polígrafo ser pago para fazer fretes ao governo. É só verificar os programas patrocinados por agências do governo e a publicidade institucional na TSF, é claro que as notícias da TSF são condicionadas.

    “A fileira dos inimigos da ideologia continua a aumentar.”
    Em emergências (verdadeiras, não a climática…) as acções é que contam, não é a ideologia.
    A China reportou à OMS, a 31 de Dezembro de 2019, a eclosão de uma série de infecções respiratórias graves (apesar de saber da situação há cerca de 1,5 meses).
    O que os “amigos da ideologia” andaram a fazer em Portugal desde essa altura? Aprovaram a eutanásia, discutiram durante 2 dias no parlamento os maus tratos a animais (em particular os cães do João Moura…), a “emergência climática”, a agenda digital do Costa, o imprescindível aeroporto do Montijo (com o previsível decréscimo no futuro da viagens aéreas, está definitivamente enterrado?) e a cereja no topo do bolo, a discussão na assembleia da república a 5 de Março da re-nacionalização dos CTT agendada pelo bloco de esterco (para quem não se lembra foi na altura em que se discutia o encerramento das escolas).
    Acho compreensível que o povo esteja neste momento mais preocupado com acções do que ideologias.

    “Em sociedades mais antigas, um individuo destes seria coberto de alcatrão e penas e corrido a pontapés da cidade. Não é uma má ideia…”
    Uma sugestão digna de Ascenso Simões, o ATAV deve ser da mesma trupe…

  16. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “dizem que esta nova direita populista é igual aos fascistas e nazis”
    Está já muito desatualizado. O Parlamento Europeu já aprovou uma declaração que equipara o comunismo/socialismo ao nazismo (nacional-socialismo na sua designação completa). Existe até o Dia Europeu em memória das vitimas do comunismo e nazismo.
    O Mussolini antes de criar o partido fascista foi secretário geral do partido socialista italiano.
    O socialismo/comunismo está mais próximo do fascismo e nazismo que a direita. Até o Ascenso se dispunha enviar a PIDE a quem não cumprisse o isolamento social. Os comunas e socialistas não são contra a PIDE, são contra o facto de não serem eles a mandar na PIDE (e tinham-na tornado mais eficaz).

  17. ATAV

    Gaius Octavius

    Três apontamentos:

    1 – É interessante que para si a definição de troll seja alguém que discorde dos pontos de vista da maioria das pessoas que por aqui andam.

    2 – Quando eu me dirijo a alguém coloco o nome dessa pessoa no topo do meu comentário. Até prova em contrário, você não é o centro do mundo. E a expressão fact-checker e variantes não é novidade para ninguém.

    3 – Uma característica muito comum da extrema-direita é a “projecção”. Consiste basicamente em acusar os outros daquilo que fazem ou pretendem fazer. Há até uma frase normalmente atribuída ao Goebbels nesse sentido. O último exemplo prático disto que me lembro foi a questão da eutanásia. Diziam que quem apoiava a eutanásia só queria uma forma de pressionar os velhinhos e os enfermos para os poder matar para poupar dinheiro. Veio este vírus e agora dizem que é para acabar as quarentenas por motivos económicos. Os velhinhos e doentes que se lixem, claro!
    E porque estou a dar esta volta toda? Porque agora lá está você outra vez com as pedofilias sem que ninguém mencionasse o assunto. E que tal se pegasse no seu complexo de Lolita, nos seus desejos sublimados e fosse para o raio que o parta?

  18. ATAV

    Carlos Guerreiro

    “O jornalismo (incluindo o fact-check) tem de ser isento. Fazer uma parceria com a DGS (o estado) para combater as feiqueniús na saúde é um caminho para o Polígrafo ser pago para fazer fretes ao governo. É só verificar os programas patrocinados por agências do governo e a publicidade institucional na TSF, é claro que as notícias da TSF são condicionadas.”

    Pois. Isento tipo a Fox News e a Breitbart. Verdadeira isenção, nada dependente dos humores do acionista. Curiosamente uma pessoa vai ver e repara que os meios de comunicação que utilizam uma linguagem moderada e adoptam um estilo mais neutro são pagos com dinheiros públicos tipo a Lusa e a Euronews. Já agora, uma parte significativa das noticias dos meios de comunicação privados são tirados da Lusa.

    Bem queria você que as noticias fossem tiradas das colunas de opinião do Observador…

    “Em emergências (verdadeiras, não a climática…) as acções é que contam, não é a ideologia.”

    Pois, a ideologia não molda as acções dos estados de maneira nenhuma. Viu-se bem na crise de 2008 e dos refugiados. Foi só “tecnocracia”.

    “O que os “amigos da ideologia” andaram a fazer em Portugal desde essa altura? Aprovaram a eutanásia, discutiram durante 2 dias no parlamento os maus tratos a animais (em particular os cães do João Moura…), a “emergência climática”, a agenda digital do Costa, o imprescindível aeroporto do Montijo (com o previsível decréscimo no futuro da viagens aéreas, está definitivamente enterrado?) e a cereja no topo do bolo, a discussão na assembleia da república a 5 de Março da re-nacionalização dos CTT agendada pelo bloco de esterco (para quem não se lembra foi na altura em que se discutia o encerramento das escolas).”

    Não sabe que os estados podem fazer várias coisas ao mesmo tempo? Fica a saber. E não, não estou a dizer que o estado português teve uma boa resposta a esta crise. Nenhum estado ocidental esteve bem. Uns estiveram melhores que outros, mas no geral foi tudo apanhado com as calças em baixo. Uns ainda estão com as calças à volta dos tornozelos…

    “Uma sugestão digna de Ascenso Simões, o ATAV deve ser da mesma trupe…”

    Carlos Guerreiro, o defensor da dignidade pessoal! Belas lágrimas de crocodilo. Lembre-se disso da próxima vez que utilizar o termo “xuxa”.

  19. ATAV

    Carlos Guerreiro

    “Está já muito desatualizado. O Parlamento Europeu já aprovou uma declaração que equipara o comunismo/socialismo ao nazismo (nacional-socialismo na sua designação completa). Existe até o Dia Europeu em memória das vitimas do comunismo e nazismo.”

    Que desonestidade! Devia ter vergonha em tentar uma trafulhice tão óbvia. Você sequer leu essa declaração? Desactualizado? Leia o ponto 19.

    17. Expresses concern at the continued use of symbols of totalitarian regimes in the public sphere and for commercial purposes, and recalls that a number of European countries have banned the use of both Nazi and communist symbols;

    18. Notes that the continued existence in public spaces in some Member States of monuments and memorials (parks, squares, streets etc.) glorifying totalitarian regimes, which paves the way for the distortion of historical facts about the consequences of the Second World War and for the propagation of the totalitarian political system;

    19. Condemns the fact that extremist and xenophobic political forces in Europe are increasingly resorting to distortion of historical facts, and employ symbolism and rhetoric that echoes aspects of totalitarian propaganda, including racism, anti-Semitism and hatred towards sexual and other minorities;

    Sempre a tentar impingir a propaganda que o Nazismo é socialista porque se chama “nacional-socialismo”?

    *Sigh* Vamos lá mais uma vez. Agora em maiúsculas para ver se entra nessa cabeça: O nome oficial da Coreia do Norte é REPÚBLICA POPULAR DEMOCRÁTICA DA COREIA.

    Quanto ao Mussolini deixo abaixo um texto que já lhe mostrei antes. Isto está a começar a ficar enfadonho…

    “O Mussolini abandonou os comunistas para desenvolver o fascismo e o Hitler aproveitou a estrutura do partido onde se inseriu para aplicar as politicas nazis. E ambos fizeram estas coisas enquanto estavam a mandar vir com os comunas.
    É evidente que o Mussolini e o Hitler foram influenciados pela época em que viveram. Não conheço quem não o seja. Ser influenciado por algo não é ser igual ou ter origem nessa coisa. E mesmo a militância num partido não significa que uma pessoa vá defender para sempre aquelas ideias.

    Quer exemplos? O José Manuel Fernandes (JMF) do Observador e o Vital Moreira eram do UDP e do PCP respetivamente. O Vital Moreira refere-se a si próprio hoje em dia como simpatizante do PS e defende o Ordoliberalismo alemão e todos nós conhecemos os artigos de opinião do JMF. Estes dois são comunistas? E o Durão que era do MRPP? Estava a aplicar o Marxismo aos países do Sul durante a crise das dívidas soberanas?”

  20. Gaius Octavius

    Prezado troll ATAV, não precisava de perder tempo a tentar justificar-se, eu já disse que finjo que acredito em si. É claro que você se dirigia ao autor do post, acusando-o de fazer uma guerra contra os sites de “fact-checking”, quando em lado nenhum no post ele faz uma crítica generalizada a tais sites, ao contrário de mim.

    Quanto ao resto, é engraçado que um sujeito que passa a vida a atribuir intenções, desejos e crenças não declaradas aos interlocutores, venha agora acusar-me de “projecção”. Infelizmente o ATAV não parece possuir grandes capacidades de introspecção, pois, se possuísse, aconselhá-lo-ia a respirar fundo e tentar fazer um esforço para parar de projectar nos outros o seu vício de projecção.

    Quanto ao meu suposto (lá está, sempre a projectar) “complexo de Lolita”, relembro que foi o ATAV que, há uns tempos, confrontado com a minha repulsa pelo que certos imigrantes oprimidos do Paquistão têm feito a milhares de crianças no Reino Unido, reagiu agressivamente e acusou-me de odiar imigrantes.
    Que tipo de pessoa, confrontada com casos de pedofilia, se condói mais com o “insulto” aos abusadores do que com o crime aos abusados?
    Na melhor das hipóteses, um canalha, na pior, um pedófilo.
    Resta saber qual dos dois o ATAV é. Talvez o segundo?
    Porque afinal, se você acusa uma pessoa de ser algo e depois, se ela não rebate a acusação, isso na sua triste cabeça serve como prova que ela é o que você acusa-a de ser, então, aplicando a si a mesma lógica, o ATAV é pedófilo.

    Para terminar, pegue no “raio” e meta-o com jeitinho de modo a que não o parta.

  21. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “Pois. Isento tipo a Fox News e a Breitbart.”
    Se você, um esquerdalho, o diz…

    “Curiosamente uma pessoa vai ver e repara que os meios de comunicação que utilizam uma linguagem moderada e adoptam um estilo mais neutro são pagos com dinheiros públicos tipo a Lusa e a Euronews. Já agora, uma parte significativa das noticias dos meios de comunicação privados são tirados da Lusa.”
    Já não me ria tanto há tanto tempo. ATAV já pensou dedicar-se à comédia?
    LUSA, cujo o presidente é o Nicolau ABS Santos, é um modelo de linguagem moderada? Só se entender por linguagem moderada, ser subserviente ao poder xuxa e comuna. Não foi o Nicolau que entrevistou o Artur Baptista Silva e o levou ao Expresso da Meia Noite porque era um “técnico da ONU” que dizia mal do Passos. Claro que integro como todos os xuxas, o Nicolau nem pensou em demitir-se e até foi premiado com a presidência da LUSA.
    E é porque “parte significativa das noticias dos meios de comunicação privados são tirados da Lusa” que a comunicação social em Portugal tem cada vez menos credibilidade.

    “Bem queria você que as noticias fossem tiradas das colunas de opinião do Observador…”
    O problema está mesmo aí, quando no Público e no defunto DN aparecem como notícias o que deveriam ser colunas de opinião.

    “Não sabe que os estados podem fazer várias coisas ao mesmo tempo? Fica a saber.”
    O problema é que entretidos que estavam com coisas tão importantes, esqueceram-se de tratar da emergência do COVID-19.

    “Sempre a tentar impingir a propaganda que o Nazismo é socialista porque se chama “nacional-socialismo”?”
    Não sei porque socialistas e comunistas estão sempre a esconder o socialismo da designação completa do nazismo, aliás o nome completo do partido nazi é Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, partido de “direita”, por oposição ao Partido Nacional-Conservador dos Patrões Alemães, partido de extrema esquerda alemão…

    “Vamos lá mais uma vez. Agora em maiúsculas para ver se entra nessa cabeça: O nome oficial da Coreia do Norte é REPÚBLICA POPULAR DEMOCRÁTICA DA COREIA.”
    Vamos lá mais uma vez, a COREIA DO NORTE É COMUNISTA, COMO COMUNISTA ERA A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA ALEMÃ E COMO A URSS TINHA O SOCIALISMO NO NOME (UNIÃO DAS REPÚBLICAS SOCIALISTAS SOVIÉTICAS), e no final são tudo ditaduras semelhantes.

    Sobre o Mussolini, ele apenas saiu do partido socialista italiano, de que era secretário geral (não era um desconhecido militante) porque discordava da posição de neutralidade durante a primeira grande guerra. O fascismo tinha a mesma oposição ao capitalismo que o socialismo/comunismo, e o colectivo do povo foi substituído pelo nacionalismo.
    Quanto aos comunas e socialistas que agora criticam as ideologias que antes apregoavam, só demonstram inteligência e discernimento, apenas se lhes pode apontar o facto de terem demorado tanto tempo a acordar! Mas mais vale tarde que nunca…

    Quem foi o aliado de Hitler, que abriu a porta à segunda guerra mundial, com o qual partilhou a Polónia, ocupou os Estados Bálticos e parte da Finlândia? O socialista/comunista Estaline!

  22. ATAV

    Gaius Octavius

    “Quanto ao meu suposto (lá está, sempre a projectar) “complexo de Lolita”, relembro que foi o ATAV que, há uns tempos, confrontado com a minha repulsa pelo que certos imigrantes oprimidos do Paquistão têm feito a milhares de crianças no Reino Unido, reagiu agressivamente e acusou-me de odiar imigrantes.”

    Eu lembro-me disso. Vou resumir: você sai-se com uns disparates ao dizer que a social-democracia é a mesma coisa que a Venezuela, eu dou-lhe nas orelhas por causa dessa imbecilidade e você começa logo a falar de imigrantes e em violar crianças quando assunto nem estava lá perto. Sempre a puxar o assunto de violar criancinhas, mas depois fica todo amofinado quando dizem que você tem uma fixação por isso. Noção? Nicles…

    Vou deixar o link aqui para todos verem aquele monumento à estupidez que você decidiu erigir.

    https://oinsurgente.org/2020/01/27/suecia-quase-3x-a-economia-de-portugal/

    O que você fez na altura é uma táctica nojenta dos extremistas. Referiu-se aos imigrantes sempre no contexto aos piores crimes que alguns deles cometeram (terrorismo e pedofilia). Tudo isso para que as pessoas comecem a associar os crimes ao povo inteiro.

    O Trump fez uma coisa semelhante ao referir-se ao Coronavirus como “China Vírus”. Claro que o ditador da China não gostou, franziu o sobrolho e o Trump enfiou logo a viola no saco. Típico…

    Da nossa última interacção, descobri que você é um extrema-direita que recorre ao economicismo como mecanismo de lixar os “indesejáveis”. A sua fixação por violar crianças já é um dado novo! Repugnante!

    Já agora, sabe como dá para ver que você não está minimamente interessado em proteger crianças de criminosos? Simples, só fala dos crimes de pedofilia dos muçulmanos. Os sucessivos escândalos relacionados com a igreja Católica só merecem o seu silencio.

  23. ATAV

    Gaius Octavius

    “Prezado troll ATAV, não precisava de perder tempo a tentar justificar-se, eu já disse que finjo que acredito em si. É claro que você se dirigia ao autor do post, acusando-o de fazer uma guerra contra os sites de “fact-checking”, quando em lado nenhum no post ele faz uma crítica generalizada a tais sites, ao contrário de mim.”

    Outra vez com isto? Santa pachorra. Agora tenho que aturar um “Le Insurgente c’est moi”

    “Quanto ao resto, é engraçado que um sujeito que passa a vida a atribuir intenções, desejos e crenças não declaradas aos interlocutores, venha agora acusar-me de “projecção”. Infelizmente o ATAV não parece possuir grandes capacidades de introspecção, pois, se possuísse, aconselhá-lo-ia a respirar fundo e tentar fazer um esforço para parar de projectar nos outros o seu vício de projecção.”

    Não tenho culpa que você decida odiar os outros de uma maneira tão pouco original. Seja mais empreendedor e crie maneiras inovadoras de espalhar o ódio.

    “Que tipo de pessoa, confrontada com casos de pedofilia, se condói mais com o “insulto” aos abusadores do que com o crime aos abusados?
    Na melhor das hipóteses, um canalha, na pior, um pedófilo.
    Resta saber qual dos dois o ATAV é. Talvez o segundo?
    Porque afinal, se você acusa uma pessoa de ser algo e depois, se ela não rebate a acusação, isso na sua triste cabeça serve como prova que ela é o que você acusa-a de ser, então, aplicando a si a mesma lógica, o ATAV é pedófilo.”

    E que tipo de pessoa vai buscar imigrantes e pedofilia durante uma discussão de modelos económicos? Talvez alguém que só pense nisso?

    Pontos extras pela tentativa de dupla projecção invertida mas não conseguiu finalizar a aterragem. Demasiado confuso. Precisa de mais prática.

    “Para terminar, pegue no “raio” e meta-o com jeitinho de modo a que não o parta.”

    Lamento desapontá-lo mas já tenho mais de 18 anos. Terá de procurar o seu divertimento noutro lugar.

  24. ATAV

    Carlos Guerreiro

    “Se você, um esquerdalho, o diz…”

    Toda a gente que pensa que a Fox News e a Breitbart são parciais é um esquerdalha. Claro! Faz todo o sentido.

    “LUSA, cujo o presidente é o Nicolau ABS Santos, é um modelo de linguagem moderada? Só se entender por linguagem moderada, ser subserviente ao poder xuxa e comuna. Não foi o Nicolau que entrevistou o Artur Baptista Silva e o levou ao Expresso da Meia Noite porque era um “técnico da ONU” que dizia mal do Passos. Claro que integro como todos os xuxas, o Nicolau nem pensou em demitir-se e até foi premiado com a presidência da LUSA.”

    Então como o Nicolau Santos foi embarrilado por um manhoso quando estava na SIC, a Lusa perde isenção. Boa lógica!

    “E é porque “parte significativa das noticias dos meios de comunicação privados são tirados da Lusa” que a comunicação social em Portugal tem cada vez menos credibilidade.”

    Noticias fidedignas só aquelas que emergem da boca do “Grande Lider” ou das entranhas do partido. Isso e tudo o que ascenda do bas-fond QAnon, claro.

    “O problema está mesmo aí, quando no Público e no defunto DN aparecem como notícias o que deveriam ser colunas de opinião.”

    Claro! E na secção da opinião nem se fala! É só comunas. Maldito João Miguel Tavares e Miguel Esteves Cardoso. Só leninistas.

    “O problema é que entretidos que estavam com coisas tão importantes, esqueceram-se de tratar da emergência do COVID-19.”

    Olha, mais um que tira conclusões definitivas durante um surto que ainda agora começou. Talvez devesse partilhá-lhas com o utilizador Olympus Moon.

    “Não sei porque socialistas e comunistas estão sempre a esconder o socialismo da designação completa do nazismo, aliás o nome completo do partido nazi é Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, partido de “direita”, por oposição ao Partido Nacional-Conservador dos Patrões Alemães, partido de extrema esquerda alemão…”

    Ora então você acha que os nazis são socialistas porque têm socialismo no nome.

    “Vamos lá mais uma vez, a COREIA DO NORTE É COMUNISTA, COMO COMUNISTA ERA A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA ALEMÃ E COMO A URSS TINHA O SOCIALISMO NO NOME (UNIÃO DAS REPÚBLICAS SOCIALISTAS SOVIÉTICAS), e no final são tudo ditaduras semelhantes.”

    Por outro lado a Coreia do Norte e a Alemanha de Leste apesar de terem democracias no nome não são democracias

    Ou seja, o nome só interessa desde que seja conveniente para a propaganda que está a tentar impingir. Acha mesmo que alguém cai nesse disparate?

    “Sobre o Mussolini, ele apenas saiu do partido socialista italiano, de que era secretário geral (não era um desconhecido militante) porque discordava da posição de neutralidade durante a primeira grande guerra. O fascismo tinha a mesma oposição ao capitalismo que o socialismo/comunismo, e o colectivo do povo foi substituído pelo nacionalismo.

    Quanto aos comunas e socialistas que agora criticam as ideologias que antes apregoavam, só demonstram inteligência e discernimento, apenas se lhes pode apontar o facto de terem demorado tanto tempo a acordar! Mas mais vale tarde que nunca…”

    Mussolini? Para sempre um comuna! Não interessa que tenha passado a carreira a vilipendiar marxistas e que tenha invadido a União Soviética. Os outros que decidiram abandonar o Marxismo já mudaram de ideologia sem problemas. Limpos de qualquer pecado.

    “Quem foi o aliado de Hitler, que abriu a porta à segunda guerra mundial, com o qual partilhou a Polónia, ocupou os Estados Bálticos e parte da Finlândia? O socialista/comunista Estaline!”

    Sim. E depois Hitler traiu-o à primeira oportunidade, invadiu a União Soviética e levou a cabo uma guerra de extermínio na frente leste. Depois a União Soviética mudou de lado, aliando-se às potências ocidentais e foi instrumental na derrota dos nazis.

    Engraçado como o pessoal daqui esquece-se sempre desta parte não é? Até parece que só falam do Pacto Molotov-Ribbentrop para impingir propaganda barata.

    Sempre a impingir as mesmas tretas não é?
    – O nazismo é de esquerda porque tem socialista no nome;
    – O fascismo é socialista porque o Mussolini andou metido num partido socialista;
    – Os comunistas e nazis são aliados.

  25. Gaius Octavius

    “você sai-se com uns disparates ao dizer que a social-democracia é a mesma coisa que a Venezuela.”

    Eu ao início pensava que o ATAV dizia coisas como esta por desonestidade. Mas começo agora a achar que se trata de uma genuína incapacidade de interpretar o que os outros dizem. Em lado nenhum disse que acreditava que a social-democracia era a mesma coisa que o regime venezuelano. O que eu fiz naquele comentário foi usar a ironia para dizer exactamente o contrário disso: a extrema-esquerda enche a boca para dizer que o modelo deles é a social-democracia nórdica e depois é vê-los a defender qualquer estado socialista falhado do terceiro-mundo. Ora. se eles defendem de facto a social-democracia, não se percebe o amor deles a Maduros e afins.

    Que eu tenha de explicar isto é muito mau. Eu julgava que aqui éramos todos adultos e que tínhamos um QI de três dígitos. Se você, como diz, não tem menos de 18 anos, então só posso concluir que não é um ás na interpretação de textos, para usar um eufemismo.

    “Sempre a puxar o assunto de violar criancinhas, mas depois fica todo amofinado quando dizem que você tem uma fixação por isso. ”

    Não me lembro ter trazido esse caso à baila mais do que duas vezes. Mas para não ficar a pensar (bem, na verdade estou-me nas tintas para o que você pensa, mas hoje faço-lhe a vontade porque sinto-me generoso) que só me incomodam os casos de prostituição de menores cometidos por imigrantes, fique a saber que também me incomodam os homicídios, os roubos, a insegurança, o vandalismo e a dessacração de momunentos histórios e religiosos, o ódio ao país de acolhimento, o terrorismo, etc.
    Quanto à pedofilia na Igreja, não sei onde foi buscar a ideia que também não me incomoda (ou até sei, vem na senda da sua boa tradição de atribuir aos outros ideias que eles não têm). A “pequena” diferença, que gente como você faz sempre questão de ignorar, é que, infelizmente, os sacerdotes pedófilos nasceram cá, enquanto os criminosos a que me referia vieram para cá a vosso convite. A vossa lógica argumentativa é a de que um padre europeu ser pedófilo é desculpa para que isto seja inundado por milhões de outros criminosos de todas as partes do mundo. Uma lógica muito pífia que não convence ninguém.

    Ou talvez o seu incómodo de eu estar “fixado” com o assunto da pedofilia, só por ter falado nisso duas vezes, deve-se ao facto de querer abafá-lo a todo o custo, tal como o governo fez no Reino Unido e o PS fez em Portugal?

    “E que tipo de pessoa vai buscar imigrantes e pedofilia durante uma discussão de modelos económicos?”

    Também não foi capaz de interpretar essa parte? Que embaraçoso. Eu explico: o caro troll dizia que era ridículo eu achar (não acho) que a Venezuela seria igual à Noruega se adoptasse a social-democracia. Eu disse que, de acordo com uma perspectiva de esquerda (que não é a minha) isso até nem era tão descabido, porque são vocês esquerdistas que acham que o Homem é um ser que se encontra num plano externo e superior às influências da natureza. Para vocês, o ambiente, a economia e a “cultura” é que constroem a pessoa. Por isso, segundo vocês, qualquer imigrante, ou os filhos deste, poderão vir a ser iguais a qualquer europeu por mera influência cultural. Quem acredita nisto (e, não se confunda outra vez, são vocês que acreditam nisto e não eu) também facilmente acredita que a Venezuela pode vir a ser uma Noruega bastando para tal a adopção das políticas sócio-económicas norueguesas.

    E, para terminar,

    «O Trump fez uma coisa semelhante ao referir-se ao Coronavirus como “China Vírus”»

    Qual é o problema? Não houve a “Gripe Espanhola”, a “Gripe asiática”, a “Gripe de Hong Kong”?

    Mas pronto, se não gosta do “China Vírus” eu proponho os seguintes nomes:

    -A Peste Amarela
    -A Doença dos Comedores de Morcegos.
    -A Gripe Sínica
    -A Pneumónica do Oriente
    -A Febre Chinesa.
    -A Tosse do Dragão

    Está melhor assim?

  26. O Nazismo é de esquerda obviamente, não é só porque tem Socialismo no nome, é porque a cultura de poder político não tem separação de poderes,
    E porque obviamente teve políticas de esquerda.
    O que se produzia estava sobre controlo do Estado.

    O mesmo para Mussolini que era só o pais a seguir à URSS com mais controlo de empresas pelo Estado. E as políticas seguidas.

    Não é por acaso que Togliatti e outras eminências Comunistas em 1936 clamaram por uma União entre Fascistas e Comunistas. “Ai Fratteli in Camicia Nera” “Aos irmão em camisa preta”

    Quer o Fascismo que o Nazismo estão mais próximos ideologicamente do Comunismo,Marxismo do que do Capitalismo.

    Se um Comunista toma o poder num pais Fascista tem de mudar muito pouco, se um Fascista toma o poder num pais Comunista tem de mudar muito pouco.

  27. Não é ainda por acaso que boa parte da Esquerda – incluindo sabotagem de fábricas em França e Inglaterra. apoiou os Nazis na Guerra destes contra o Ocidente entre 1939-1941

    A guerra contra os Nazis era uma guerra imperialista para os lucros capitalistas diziam.

  28. JMS

    Caro BB,

    O Polígrafo nunca se irá mexer.

    Faz parte do socialismo e do partido mais corrupto que existe desde o 25/4. O PS.

    Entendamos isso.

    Quando chega ao PS, ou a alguém ligado a essa “organização”, para não chamar outro nome, vai existir sempre um “mas”…

    Boa sorte.

  29. ATAV

    Gaius Octavius

    “Eu ao início pensava que o ATAV dizia coisas como esta por desonestidade. Mas começo agora a achar que se trata de uma genuína incapacidade de interpretar o que os outros dizem. Em lado nenhum disse que acreditava que a social-democracia era a mesma coisa que o regime venezuelano. O que eu fiz naquele comentário foi usar a ironia para dizer exactamente o contrário disso: a extrema-esquerda enche a boca para dizer que o modelo deles é a social-democracia nórdica e depois é vê-los a defender qualquer estado socialista falhado do terceiro-mundo. Ora. se eles defendem de facto a social-democracia, não se percebe o amor deles a Maduros e afins.”

    É sempre assim não é? Todas as alarvidade que saem da boca para fora são “ironia”, “sarcasmo” ou uma “piada”. Os outros é que são estúpidos porque não compreenderam. Uma táctica utilizada abundantemente por nazis que dizem as jarvadices que querem e depois quando o pessoal cai em cima deles põe-se com estas tretas.

    Um dos ídolos desta casa, o Carlos Guimarães Pinto, é mais inteligente e tenta disfarçar as alarvidades que vomita com asteriscos.

    “Que eu tenha de explicar isto é muito mau. Eu julgava que aqui éramos todos adultos e que tínhamos um QI de três dígitos. Se você, como diz, não tem menos de 18 anos, então só posso concluir que não é um ás na interpretação de textos, para usar um eufemismo.”

    Conheço bem é os truques manhosos utilizados por aqui. São sempre os mesmos. A referência ao QI também é clássico dos racistas.

    “Não me lembro ter trazido esse caso à baila mais do que duas vezes. Mas para não ficar a pensar (bem, na verdade estou-me nas tintas para o que você pensa, mas hoje faço-lhe a vontade porque sinto-me generoso) que só me incomodam os casos de prostituição de menores cometidos por imigrantes, fique a saber que também me incomodam os homicídios, os roubos, a insegurança, o vandalismo e a dessacração de momunentos histórios e religiosos, o ódio ao país de acolhimento, o terrorismo, etc.”

    Claro! Mas só fala dos crimes cometidos por muçulmanos. Sempre que fala de muçulmanos acrescenta sempre um crime. É para que as pessoas associem a religião ao crime.

    “Quanto à pedofilia na Igreja, não sei onde foi buscar a ideia que também não me incomoda (ou até sei, vem na senda da sua boa tradição de atribuir aos outros ideias que eles não têm). A “pequena” diferença, que gente como você faz sempre questão de ignorar, é que, infelizmente, os sacerdotes pedófilos nasceram cá, enquanto os criminosos a que me referia vieram para cá a vosso convite. A vossa lógica argumentativa é a de que um padre europeu ser pedófilo é desculpa para que isto seja inundado por milhões de outros criminosos de todas as partes do mundo. Uma lógica muito pífia que não convence ninguém.”

    Então tendo em conta que a igreja como instituição parece ser propicia a que estes crimes aconteçam então porque não propõe a sua extinção? Pois, isto já não interessa não é? Tratar imigrantes como se fossem todos terroristas ou pedófilos? Claro! Tratar os padres todos como se fossem pedófilos? Cruzes credo! Nem pensar!

    “Ou talvez o seu incómodo de eu estar “fixado” com o assunto da pedofilia, só por ter falado nisso duas vezes, deve-se ao facto de querer abafá-lo a todo o custo, tal como o governo fez no Reino Unido e o PS fez em Portugal?”

    Sempre a acusar os outros de pedofilia não é? Só neste post foram três vezes. Não pensa noutra coisa! Sempre com a mente nas criancinhas… Relembro que isto começou quando eu disse que a extrema-direita não lida bem com factos. Portanto você pensa logo em pedofilia. Faz sentido.

    “Também não foi capaz de interpretar essa parte? Que embaraçoso. Eu explico: o caro troll dizia que era ridículo eu achar (não acho) que a Venezuela seria igual à Noruega se adoptasse a social-democracia. Eu disse que, de acordo com uma perspectiva de esquerda (que não é a minha) isso até nem era tão descabido, porque são vocês esquerdistas que acham que o Homem é um ser que se encontra num plano externo e superior às influências da natureza. Para vocês, o ambiente, a economia e a “cultura” é que constroem a pessoa. Por isso, segundo vocês, qualquer imigrante, ou os filhos deste, poderão vir a ser iguais a qualquer europeu por mera influência cultural. Quem acredita nisto (e, não se confunda outra vez, são vocês que acreditam nisto e não eu) também facilmente acredita que a Venezuela pode vir a ser uma Noruega bastando para tal a adopção das políticas sócio-económicas norueguesas.”

    Portanto, a natureza define o homem. Então porque será que a extrema direita defende os contratos de associação e o cheque-ensino? E porque se preocupam tanto com o “marxismo cultural” que estão a impor às crianças? E os Estados Unidos que tanto sucesso têm a integrar imigrantes, aparentemente não existem. Sempre bom saber isso.

    “Qual é o problema? Não houve a “Gripe Espanhola”, a “Gripe asiática”, a “Gripe de Hong Kong”?

    Mas pronto, se não gosta do “China Vírus” eu proponho os seguintes nomes:
    -A Peste Amarela
    -A Doença dos Comedores de Morcegos.
    -A Gripe Sínica
    -A Pneumónica do Oriente
    -A Febre Chinesa.
    -A Tosse do Dragão”

    O Trump não é um racista a tentar sacudir a água do capote por causa da incompetência dele. O Xi Jinping é que é um snowflake.

    É mais forte do que você não é? Sempre a tentar espalhar o ódio, mesmo quando não há ninguém a ver. Já agora, a gripe espanhola não começou em Espanha e a Gripe de Hong Kong também não começou lá.

  30. ATAV

    Lucklucky

    “O Nazismo é de esquerda obviamente, não é só porque tem Socialismo no nome, é porque a cultura de poder político não tem separação de poderes,
    E porque obviamente teve políticas de esquerda.
    O que se produzia estava sobre controlo do Estado.”

    Os nazis, aqueles socialistas que privatizaram a grande maioria das empresas públicas alemãs.

    “Não é por acaso que Togliatti e outras eminências Comunistas em 1936 clamaram por uma União entre Fascistas e Comunistas. “Ai Fratteli in Camicia Nera” “Aos irmão em camisa preta”

    Bem que se enganaram, hein?

    “Quer o Fascismo que o Nazismo estão mais próximos ideologicamente do Comunismo,Marxismo do que do Capitalismo.”

    O Capitalismo é um sistema económico, o Marxismo é uma doutrina politica, o Nazismo e o Comunismo são duas ideologias.

    “Se um Comunista toma o poder num pais Fascista tem de mudar muito pouco, se um Fascista toma o poder num pais Comunista tem de mudar muito pouco.”

    Os fascistas terão que privatizar a economia quase toda, montar as corporações e implementar programas políticos e cristalizem a posição das pessoas nos vários estratos sociais. Os comunistas terão que nacionalizar a economia toda, implementgar programas de alfabetização e vacinação maciços e montar um sistema de planificação central. Coisas simples. No fim do primeiro mês fica tudo pronto.

    “Não é ainda por acaso que boa parte da Esquerda – incluindo sabotagem de fábricas em França e Inglaterra. apoiou os Nazis na Guerra destes contra o Ocidente entre 1939-1941”

    Na mente dos insurgentes a Segunda Grande Guerra terminou em 1941.

  31. Gaius Octavius

    Lamento, ATAV, mas não li nada do que escreveu. Eu só leio comentários do ATAV que tenham mais de novecentas linhas. Para a próxima, seja mais prolixo.

  32. ATAV

    Gaius Octavius

    Fez bem. Dois terços do que está lá foi você que escreveu. Da próxima vez ponha mais palha.

  33. ATAV

    JMS

    Pelo menos eu não ando por aí a rezar para que apareçam traidores e entreguem o nosso pais a estrangeiros.

  34. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “Toda a gente que pensa que a Fox News e a Breitbart são parciais é um esquerdalha. Claro! Faz todo o sentido.”
    É exactamente o contrário, quando um esquerdalho diz “Isento tipo a Fox News e a Breitbart.” é porque as considera um modelo de isenção.

    “Então como o Nicolau Santos foi embarrilado por um manhoso quando estava na SIC, a Lusa perde isenção. Boa lógica!”
    O Nicolau embarrilou-se sózinho. Se fosse um jornalista sério teria confirmado as fontes. Mas era demais, ter um técnico da ONU, ainda por cima português, a dizer o que ele queria sobre o Passos.
    O video do Artur Baptista Silva a discutir com os economistas no Expresso da Meia noite é digno dos Monty Pyton.

    “Ora então você acha que os nazis são socialistas porque têm socialismo no nome.”
    Não percebeu, eu acho que o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães deve ser de extrema direita, como se existisse um Partido Nacional-Conservador dos Patrões Alemães seria de extrema esquerda.

    “Mussolini? Para sempre um comuna! Não interessa que tenha passado a carreira a vilipendiar marxistas e que tenha invadido a União Soviética.”
    O Mussulini dirigia-se ao mesmo eleitorado dos comunas e socialistas, daí o conflito entre eles.
    Sobre a parte da invasão da União Soviética. O Mussolini era inimigo dos comunistas/socialistas porque invadiu a URSS, logo o Hitler e o Estaline eram (e de fato foram) aliados porque invadiram e partilharam a Polónia em 1939, desencadeado a segunda guerra mundial.

    “Até parece que só falam do Pacto Molotov-Ribbentrop para impingir propaganda barata.
    Sempre a impingir as mesmas tretas não é?”
    “Os comunistas e nazis são aliados.”
    Tem toda a razão os comunas e os nacional-socialistas (não sei porquê, mas gosto mais da designação completa) foram aliados. Provavelmente não teria existido a segunda guerra mundial se comunas e nacional-socialistas não tivessem unido, a Alemanha não tinha em 1939 capacidade para uma guerra em 2 frentes, quando segurou a fronteira a leste, pode iniciar a guerra a oeste.

  35. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “Na mente dos insurgentes a Segunda Grande Guerra terminou em 1941.”
    Está lá quase. Na mente dos socialistas e comunas a guerra começou em 1941, esquecem-se do que tinham feito no Verão de 1939.

  36. ATAV

    Carlos Guerreiro

    “É exactamente o contrário, quando um esquerdalho diz “Isento tipo a Fox News e a Breitbart.” é porque as considera um modelo de isenção.”

    ????? Essa mente já está em curto-circuito.

    “O Nicolau embarrilou-se sózinho. Se fosse um jornalista sério teria confirmado as fontes. Mas era demais, ter um técnico da ONU, ainda por cima português, a dizer o que ele queria sobre o Passos.
    O video do Artur Baptista Silva a discutir com os economistas no Expresso da Meia noite é digno dos Monty Pyton.”

    Todos os jornalistas devem confirmar as fontes. Mas não foi uma questão ideológica. Se quisesse bater no Passos Coelho bastava chamar um economista qualquer e começar a falar dos méritos da “austeridade expansiva”. Já toda a gente sabia que aquilo era treta!

    “Não percebeu, eu acho que o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães deve ser de extrema direita, como se existisse um Partido Nacional-Conservador dos Patrões Alemães seria de extrema esquerda.”

    Sempre a martelar a mesma tecla. “Os nazis são socialistas, os nazis são socialistas, os nazis são socialistas, os nazis são socialistas…

    Não interessa a politica racista, o programa de privatizações maciço, a perseguição de comunistas, o apoio de outros partidos de direita para chegar ao poder, com a oposições dos partidos de esquerda, o extermínio da facção strasseriana na noite das facas longas ou a guerra de extermínio contra a União Soviética. Também não interessa que os nazis modernos apoiem políticos e partidos de direita.

    Só interessa o nome do partido e a aliança com a URSS no inicio da guerra que foi deitada fora na primeira oportunidade, indicando que tinha sido apenas uma jogada cínica de “Realpolitik”.

    “Sobre a parte da invasão da União Soviética. O Mussolini era inimigo dos comunistas/socialistas porque invadiu a URSS, logo o Hitler e o Estaline eram (e de fato foram) aliados porque invadiram e partilharam a Polónia em 1939, desencadeado a segunda guerra mundial.”

    Os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados…

    Estar sempre a papaguear a mesma treta não significa que vá tornar-se verdade.

    Sempre a martelar a mesma coisa. Tudo para atirar os cadáveres que a extrema-direita produziu para o quintal da esquerda. Mas depois alguém decide fazer uma daquelas manifestações tipo “Unite the Right” e aparecem bandeiras nazis por todo o lado. É como aqueles indivíduos que dizem que são independentes e têm uma fotografia do Salazar na secretária.

    “Tem toda a razão os comunas e os nacional-socialistas (não sei porquê, mas gosto mais da designação completa) foram aliados.”

    Isso é porque você é um extrema-direita que quer à viva força limpar o banho de sangue que a sua ideologia produziu.

    “Provavelmente não teria existido a segunda guerra mundial se comunas e nacional-socialistas não tivessem unido, a Alemanha não tinha em 1939 capacidade para uma guerra em 2 frentes, quando segurou a fronteira a leste, pode iniciar a guerra a oeste.”

    Claro, claro… O Hitler ficaria satisfeito em abocanhar apenas Áustria e parte da Checoslováquia. E se ele estivesse assim tão preocupado com uma guerra a duas frentes não teria invadido a URSS ou declarado guerra aos Estados Unidos.

    “Está lá quase. Na mente dos socialistas e comunas a guerra começou em 1941, esquecem-se do que tinham feito no Verão de 1939.”

    Estranho. Não me lembro de nenhum livro da segunda guerra mundial que exclua o Pacto Molotov-Ribbentrop e a divisão da Polónia. Até me lembro de ter dado isso em história no 8º ou 9ºAno. Lá se foi a teoria da doutrinação marxista das escolas… Agora que penso nisso, o únicos sítios que conheço onde as pessoas estão activamente a tentar eliminar parte da historia da WW2 é aqui e no Blasfémias.

  37. Os nazis e os comunistas foram efectivamente aliados até à birra entre irmãos.

    Pergunte ao PCP onde andam as edições do Avante! entre o pacro Ribbentrop-Molotov e a operação Barbarrossa. Não estão no sítio do PCP.

    Falavam tão bem de Hitler!

  38. ATAV

    Francisco Miguel Colaço

    “Os nazis e os comunistas foram efectivamente aliados até à birra entre irmãos.”

    Claro! Especialmente depois dos comunistas lerem que o Hitler escreveu sobre eles no “Mein Kampf”. Quem não gostaria de ser aliado de gente que diz raios e coriscos de nós e defende o “Lebensraum” para este?

    “Pergunte ao PCP onde andam as edições do Avante! entre o pacro Ribbentrop-Molotov e a operação Barbarrossa. Não estão no sítio do PCP.”

    Acabei de ir ao site Avante e só encontrei duas ou três edições anteriores a 2003. Portanto não é só as edições desse período que estão ausentes. Ou há mais algum sitio onde estão arquivadas as edições em falta?

    “Falavam tão bem de Hitler!”

    “Oceania had always been at war with Eastasia”

    O Estaline ficou logo a saber os limites da “Realpolitik” não foi?

  39. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “Essa mente já está em curto-circuito.”
    Não gosta? Então embrulha e mete onde tiver mais prazer…
    Isto é exacatemente o que passa a vida a fazer, utilizar afirmações irónicas de outros comentadores e interpretá-las sem a ironia. Sabe, não estamos em nenhum paraíso socialista, por isso somos livres, e podemos responder-lhe do mesmo modo.

    “Todos os jornalistas devem confirmar as fontes. Mas não foi uma questão ideológica. Se quisesse bater no Passos Coelho bastava chamar um economista qualquer e começar a falar dos méritos da “austeridade expansiva”. Já toda a gente sabia que aquilo era treta!”.
    O Nicolau pôs-se a jeito, azar. Mas o que ocorreu devia tê-lo impedido de ser nomeado para presidente da Lusa, não tinha, e continua a não ter, credibilidade para o cargo. A não ser que a nomeação foi para recompensa de serviços prestados, isso explicaria tudo. Seria como a Maria Flor Pedroso ser nomeada para presidente da ERC (Entidade Reguladora da Comunicação Social).

    “Sempre a martelar a mesma tecla. “Os nazis são socialistas, os nazis são socialistas, os nazis são socialistas, os nazis são socialistas…”
    Já percebi as suas limitações, falta escrever 96 vezes para chegar aos 100.

    “Os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados, os comunistas e nazis são aliados…”
    Aqui já foi mais esforçado, faltam apenas 93 vezes para os 100. Se continuar mais aplicado pode haver esperança.

  40. ATAV

    Carlos Guerreiro
    “Não gosta? Então embrulha e mete onde tiver mais prazer…
    Isto é exacatemente o que passa a vida a fazer, utilizar afirmações irónicas de outros comentadores e interpretá-las sem a ironia.”

    E agora estamos reduzidos a isto…Sempre que um disparate é proferido e alguém o coloca em cheque passa a ser ironia, sarcasmo ou uma piada. Os outros é que não conseguem acompanhar tão brilhantes mentes…

    Demonstração:
    Insurgente: “O Hitler era socialista”
    Pessoa não insurgente: “Treta! Então e o programa de privatizações maciço que ele fez?”
    Insurgente: “Era ironia! Você é que não percebeu”

    Insurgente nº2: “Os nórdicos são liberais”
    Pessoa não insurgente: ” Por amor da Santa! Com aqueles funcionários públicos todos?”
    Insurgente nº2: “Raio do homem, que não percebe uma piada!”

    “O Nicolau pôs-se a jeito, azar. Mas o que ocorreu devia tê-lo impedido de ser nomeado para presidente da Lusa, não tinha, e continua a não ter, credibilidade para o cargo. A não ser que a nomeação foi para recompensa de serviços prestados, isso explicaria tudo. Seria como a Maria Flor Pedroso ser nomeada para presidente da ERC (Entidade Reguladora da Comunicação Social).”

    Olhá teoria da conspiração fresquinha! Olhá teoria da conspiração fresquinha! Acabadinha de sair do forno! É pró menino e prá menina… Olhá teoria da conspiração fresquinha!

    “Já percebi as suas limitações, falta escrever 96 vezes para chegar aos 100.
    Aqui já foi mais esforçado, faltam apenas 93 vezes para os 100. Se continuar mais aplicado pode haver esperança.”

    Foi assim que se tornou num crente de parvoíces? Alguém da seita obrigou-o a escrever esta inanidade “ad infinitum”? Humm… Mas esta técnica é-me familiar… Onde é que será que já vi isto antes? Já sei!

    “Uma mentira repetida 1000 vezes torna-se verdade”

    Uma frase geralmente atribuída ao Goebbels. Ele tinha todos os defeitos do mundo e mais alguns. Mas nunca ninguém disse que era incompetente.

    Daí você estar sempre a repetir as mesmas tretas, sempre à espera que eventualmente as pessoas caiam na esparrela. Um “Groundhog day” de extrema-direita. Mas sem comédia e com a subtileza de um maluquinho com um chapéu de alumínio a anunciar o fim do mundo no meio da rua.

  41. Carlos Guerreiro

    ATAV

    “Não me lembro de nenhum livro da segunda guerra mundial que exclua o Pacto Molotov-Ribbentrop e a divisão da Polónia. Até me lembro de ter dado isso em história no 8º ou 9ºAno.“
    Pois mas esquece-se que o Pacto Gemano-Soviético de 23 de Agosto de 1939 (data que a EU escolheu para o Dia Europeu em Memória das Vitimas do Nazismo e Comunismo”, a única coisa errada é não utilizarem a correcta designação de Nacional Socialismo), além da parte divulgada referentes à não agressão entre os comunas e os nacional-socialista, incluída um protocolo secreto que definia os limites de influência Alemães e Soviéticos na Polónia, Finlândia e Países Bálticos.
    A 1 de Setembro de 1939 inicia-se a invasão da Polónia pela Alemanha.
    No dia 17 de Setembro de 1939 a URSS invade a Polónia sem qualquer declaração de guerra.
    No dia 19 de Setembro de 1939 os exércitos da Alemanha e URSS estabelecem contacto em Brest Litovsk (Polónia), onde fazem uma parada militar conjunta. O exército alemão recua para as posições previamente acordadas no pacto secreto. Nesse mesmo dia a URSS bloqueia o porto de Talin na Estónia.
    No dia 24 de Setembro a URSS viola o espaço aéreo da Estónia. A URSS pressiona a Estónia para obter bases militares na Estónia.
    No dia 25 de Setembro a URSS passa a actuar no espaço aéreo da Estónia e coloca forças junto à fronteira.
    No dia 26 de Setembro bombardeiros soviéticos sobrevoam Talin.
    No dia 28 de Setembro de 1939 a assinado o Tratado Fronteiriço Germano Soviético, segundo o protocolo secreto do Pacto Molotov-Ribbentrop, e adiciona a Lituânia à esfera de influência da URSS. A URSS iviola o espaço aéreo ecoloca tropasna fronteira da Lituânia. A Estónia assina um pacto com a URSS, permitindo que tenha bases militares no país em troca do reconhecimento das fronteiras da Estónia
    No dia 5 de Outubro a Letónia assina um pacto com URSS, permitindo que a URSSpossa ter basesmilitares no país em troca do reconhecimento das fronteiras da Letónia
    No dia 10 de Outubro a Lituânia assina um pacto com a URSS, recebe Vilnius e o reconhecimento de fronteiras, em troca de permitir que os comunas estabeleçam bases militares na Lituânia.
    No dia 12 de Outubro começa a pressão da URSS sobre a Finlândia para obter parte do território finlandês.
    No dia 30 de Outubro de 1939 a URSS ataca a Finlândia, a Guerra de Inverno.
    No dia 14 de Dezembro de 1939 a URSS é expulsa da Liga das Nações devido à invasão da Finlândia.
    No dia 10 de Fevereiro de 1940 a URSS concorda em fornecer cereais e matérias-primas aos Alemães em um novo tratado.
    Depois de infligir grande perdas à URSS e resistir durante 4 meses a Finlândia rende-se à URSS no dia 5 de Março de 1940.
    No dia 12 de Março de 1940 os Finlandeses assinam com a URSS um tratado de paz, sendo forçados a fazer concessões territoriais que os comunas mantiveram no final da guerra.
    No dia 25 de Maio de 1940 a URSS prepara-se para ocupar os países bálticos, inventando conflitos entre estes e a URSS.
    No dia 9 de Junho de 1940 a URSS provoca conflitos na fronteira com a Letónia.
    No dia 14 de Junho de 1940 a marinha da URSS bloqueia os países bálticos. Tropas da URSS estão nas fronteiras do países bálticos. Bombardeiros soviéticos abatem um avião civilvoando de Talin para Helsinkia.
    No dia 15 de Junho de 1940 a URSS invade a Lituânia após um ultimado de 8h para se render.
    Dia 16 de Junho de 1940 a URSS estabelece uma ultimato de 8h para a Letónia e Estónia se renderem.
    Dia 17 de Junho de 1940 as tropas da URSS entram na Letónia e Estónia.
    No dia 21 de Junho de 1940 a URSS ocupa os países bálticos.
    Dia 26 de Junho de 1940 a URSS estabelece um ultimato à Roménia, exigindo que entregue Bessarabia e o norte da Bucovina.
    Dia 28 de Junho de 1940 a URSS ocupa a Bessarabia e o norte da Bucovina.
    Dia 21 de Julho de 1940 governos fantoches dos paíese bálticos pedem adesão à URSS.
    Dia 1 de Agosto de 1940, no Sovite Supremo reafirma o estado em vigor do Pacto Molotov-Ribbentrop, afirmando que as fronteiras da URSS vão até às costas do mar Báltico.
    Dia 2 de Agosto de 1940, a URSS anexa a Bessarabia e o norte da Bucovina (pertencente à Roménia)
    Dia 3 de Agosto de 1940, a URSS anexa a Lituânia.
    Dia 5 de Agosto de 1940, a URSS anexa a Letónia.
    Dia 6 de Agosto de 1940, a URSS anexa a Estónia.
    Dia 12 de Novembro de 1940, Molotov reune-se com Hitler e Ribbetrop em Berlim. Molotov expressa o interesse da URSS na Finlândia, Bulgária, Roménia e os estreitos do Bósforo e Dardanelos (pertencentes à Turquia), mas Hitler estava mais interessado em criar esferas de influência entre URSS, Alemanha e Japão.
    Dia 13 de Novembro de 1940, Molotov volta a encontrar-se com Hitler epedeque aceite que a URSS anexe a Finlândia. Hitler que considera a Inglaterra derrotada oferece a India à URSS.
    Dia 15 de Novembro a URSS é convidada a entrar no Pacto Tripartido (O Eixo, Alemanha, Itália e o Japão) e partilhar os despojos do Império Britânico.
    Dia 25 de Novembro a URSS apresenta as condições para aderir ao Pacto Tripartido, o incluía substanciais ganhos territoriais.
    Dia 10 de Janeiro de 1941 o Tratado Germano-Soviético de Comércio e de Fronteiras é assinado. Eles resuolve algumas disputas fronteiriças e permite a compra de matérias-primas pela Alemanha.
    Dia 17 de Janeiro de 1941, Moltov reune-se com o embaixador Alemão em Moscovo (Schulenburg), os soviéticos estavak surpreendidos de não terem recebico informações da Alemanha às suas condições para entrar no Eixo (26 de Novembro de 1940).
    Dia 13 de Abril a URSS e o Japão assinam um pacto de não agressão.
    Dia 12 de Maio a URSS reconhece o governo pro-Hitler do Iraque.
    Dia 9 de Junho a FinLãndia inicia a mobilização, na eminência de um ataque da URSS.
    Dia 13 de Junho a URSS inicia a deportação de lituanos para a Sibéria. Em 5 dias são deportados 35.000 (incluindo 7.000 judeus)
    Dia 14, 10.100 estonianos e 15.000 letões são deportados para a Sibéria pela URSS.
    Dia 22 de Junho a Alemanha invade a URSS, acabando quase 2 anos de grande amizade que resultou na morte de milhões e no sofrimento de muitos mais milhões.

    Por fim a URSS que sempre exigia aos aliados uma segunda frente (quando os aliados já combatiam em África, na Itália e no Pacífico) só decretou guerra ao Japão após o lançamento da primeira bomba atómica.

    Acho que fica claro o papel da URSS na WW II.
    ATAV na escola andou a cabular, não estava atento nas aulas, e depois só diz asneiras.

  42. ATAV

    E pronto. A guerra terminou em 1941. Está tudo dito!

    E sim. De facto acredito que você ache uma pena que a União Europeia não ande por aí a espalhar propaganda da extrema-direita.

    Insurgente n°3: A URSS e os Nazis são aliados.
    Pessoa não insurgente: Hã? E então a invasão nazi da União Sovietica, a Lebensraum e as politicas de extreminio a Leste?
    Insurgente n° 3: irrelevante e/ou não aconteceu. Só o pacto de não agressão interessa.
    Pessoa não insurgente: Meu Deus!!! Acontecimentos que resultaram em 20 milhões de russos mortos e na divisão da Europa durante 50 anos não interessam?
    Insurgente n° 3: Olha lá mais um que não sabe identificar sarcasmo…

  43. ATAV,

    O PCP tem no sítio do PCP os Avantes todos, com excepção muito conveniente das edições entre 1939 e 1941.

    Felizmente, uma delas forrava um espelho, numa casa de campo. E eu descobri-a e li-a. E fiquei siderado. Na altura ainda não conhecia muito do pacto. Mas descobri muito sobre os comunistas.

    Para já, falta-lhes uma coluna vertebral.

    Tal como ao Costa. E ao Marselfie.

  44. “Os fascistas terão que privatizar a economia quase toda, montar as corporações e implementar programas políticos e cristalizem a posição das pessoas nos vários estratos sociais. Os comunistas terão que nacionalizar a economia toda, implementgar programas de alfabetização e vacinação maciços e montar um sistema de planificação central. Coisas simples. No fim do primeiro mês fica tudo pronto.”

    60-70% das empresas estavam nas mãos do Estado Fascista. Que tal leres como muita esquerda estava do lado Fascista.
    E que tal descobrires porque é que o “entrismo” do PCI nos sindicatos falhou?

    No Nazismo, os capitalistas resistiam aos ditames dos Nazis eram convidados a sair ou a entregar as empresas como Junkers ou Thiessen.
    No caso, como o Nazismo era mais totalitário que o Fascismo -este continuou a ter Rei por exemplo- o controlo sobre a produção ainda era mais apertado embora o índice de controlo directo das empresas pelo estado era menor.

    Não sabes o que é separação de poderes?
    Quer o Fascismo quer o Comunismo acreditam no estado ético de Hegel. Ao invés a geometria de um estado ” liberal, plutocrata, capitalista” é muito diferente do Estado Nazi, Comunista -em menor grau pelo menos na prática* – Fascista que são semelhantes na sua concepção do poder.

    *Os Fascistas não acabaram com a monarquia.

  45. ATAV

    Lucklucky
    Lucklucky

    Santos Deus! Custa-lhe assim tanto acreditar que os nazismo e o fascismo são de extrema-direita? Até parece que é uma questão de vida ou de morte para si…

    Ah!… Os nobres “empreendedores” teutónicos que lutaram contra a brutalidade nazi! Isto inclui os homens de negócios todos que enviaram uma carta ao Hindenburg para o convencer a nomear o Hitler chanceler? E aqueles empresários todos que foram julgados em Nuremberga? Tudo gente anti-nazi claro.

    A questão é esta: O regime nazi suprimiu a contratação colectiva, manteve os salários do trabalhadores baixos e aumentou-lhes as horas de trabalho. Mais tarde até mão-de-obra escrava lhes arranjou. O próprio Hitler, sendo um fã do Darwinismo social, gostava muito dos empresários bem sucedidos. Era compatível com a ideologia nazi que defende uma sociedade estratificada. No outro lado, uma grande maioria dos grandes empresários adoravam os nazis. Pudera… Os nazis davam tudo o que os empresários queriam e depois ainda vinham dizer que os empresários estavam cheios mérito ao enriquecer.

    “60-70% das empresas estavam nas mãos do Estado Fascista. Que tal leres como muita esquerda estava do lado Fascista.
    E que tal descobrires porque é que o “entrismo” do PCI nos sindicatos falhou?”

    Sim. O estado ficou acionista delas quando interviu na banca durante a Grande Depressão. Os sindicatos italianos não tinham poder nenhum no Conselho Nacional das Corporações e os comunistas foram perseguidos na Itália fascista. E então? Pare de desconversar…

    “Não sabes o que é separação de poderes?”

    Sei. E também sei que separação de poderes não existe em ditaduras.

    “Quer o Fascismo quer o Comunismo acreditam no estado ético de Hegel. Ao invés a geometria de um estado ” liberal, plutocrata, capitalista” é muito diferente do Estado Nazi, Comunista -em menor grau pelo menos na prática* – Fascista que são semelhantes na sua concepção do poder.”

    Plutocracia é uma lei da selva onde o mais forte domina o mais fraco. Também já reparei que “liberalismo” e “capitalismo” para si são assentes neste principio. Ou por outras palavras: darwinismo social. Conceito muito apreciado por nazis e fachos.
    Já percebo o seu desespero em tentar meter os nazis na esquerda a todo o custo.

    “*Os Fascistas não acabaram com a monarquia.”
    Os comunas acabaram. Se calhar as ideologias não são tão semelhantes quanto você quer dar a entender. Desesperadamente…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.