Centro de Controlo do Estado para "gerir" a economia? Uma utopia perigosa.

É de doidos. Estes sonhos utópicos são perigosos como a história demonstra. O que está proposto é assustador. É a impossibilidade do cálculo económico socialista novamente, mas agora é política de fé num mega computador do século XXI controlado por um diretório qualquer.

Notícia: Economistas propõe ao Governo a criação de um gabinete para monitorizar a crise com o objetivo de recolher e usar dados (big data) em tempo real para evitar cortes no fornecimento de bens essenciais.

  • Como o Mário Amorim Lopes já escreveu: “Um país que nem sabe quantos ventiladores tem havia agora de ter um centro de controlo para gerir a economia. Querem ajudar? Certifiquem-se que os mercados funcionam e o sistema de preços funciona (não os congelando, por exemplo).”
  • O Carlos Guimarães Pinto foi mais simpático e escreveu: “Parece-me que há 3 questões aqui: necessidade, eficácia e capacidade. Vou deixar de lado a parte da eficácia para não tornar isto numa discussão ideológica. 

    Necessidade: tem havido alguma quebra de cadeias de abastecimento de bens essenciais? Mesmo nos países onde a epidemia está umas semanas à frente isso não tem sido uma questão. Há problemas pontuais, claro, resultado de picos de procura ou de necessidades específicas como gel desinfectante, mas não de bens essenciais comuns. Mesmo no Irão continua a haver água, electricidade e comida nos supermercados. No norte de Itália também.

    Capacidade: quanto tempo demoraria a montar algo desse género que funcionasse minimamente bem? Só a recolher informação seriam semanas. A criar os algoritmos para tratar a informação seriam meses, mesmo com o Miguel Portela a liderar isso. É algo nunca feito e de uma complexidade incrível para ser implementado por um estado que não é necessariamente conhecido por ser muito eficiente e que está ainda mais incapacitado pela situação que estamos a atravessar.

    Eu percebo a intenção e a necessidade de pensar fora da caixa, mas parece-me que há remédios bem mais eficazes, ainda que menos ambiciosos.”
  • E o Rodrigo Adão da Fonseca acrescentou: “A semana passada saiu um avião da China carregado de produtos necessários para acompanhar a procura. Esta semana está a ser organizado novo voo, que ainda tem espaço disponível. Até à data, não há quebras de produtos que não possam ser sinalizados pelos agentes nos mercados. Trabalhando com inteligência artificial e big data, inclusive no quadro desta pandemia, pergunto-me se têm conhecimento de alguma entidade privada ou pública que esteja em mercado que tenha sinalizado esta necessidade de haver um diretório a fazer a intermediação que propõem. É que do que vou conhecendo do tecido empresarial, há muita coisa que o Estado pode fazer para ajudar a resolver esta crise, mas até agora não encontrei nenhuma entidade que tenha sinalizado esta necessidade que colocam no vosso manifesto.”

Faz lembrar, como me recordou o João Miranda, o seguinte: Project Cybersyn.

Um pensamento sobre “Centro de Controlo do Estado para "gerir" a economia? Uma utopia perigosa.

  1. Filipe Bastos

    Obrigado ao João Miranda e ao Bernardo Blanco por lembrarem este obscuro mas tão promissor projecto: Cybersyn.

    É tanto mais extraordinário pela época em que foi criado, nos anos 70, com a tecnologia de então. Mesmo hoje seria revolucionário.

    Acredito que Cybersyn foi um breve ‘glimpse’ do futuro. O futuro da Humanidade, a haver futuro, passará por algo assim. Com ou sem cadeiras pirosas, algo muito mais racional do que hoje.

    A diferença, espero, será uma tomada de decisão muito mais Bottom-Up e uma democracia muito mais directa. Falta ultrapassar a necessidade pacóvia de ‘líderes’, a compulsão ditatorial, a falsa escolha capitalismo-socialismo, esta economia insana.

    O Chile dos anos 70 possivelmente não chegaria lá. Nunca saberemos: Pinochet e a canalha americana trataram disso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.