Uma Longa Estagnação Portuguesa

O mercado de capitais de um país reflecte em grande medida o desempenho da sua economia, sendo que a qualquer instante incorpora não só os resultados registados, mas sobretudo as expectativas futuras.

Analisemos então o desempenho por exemplo da bolsa americana nos últimos 20 anos através do índice S&P500. Durante os últimos 10 anos, o índice valorizou uns impressionantes 244%. Quem tivesse investido 1000 dólares no índice S&P500 há 10 anos atrás, teria hoje 3440 dólares.

Vejamos um país europeu mais próximo – a Estónia. Em 10 anos o índice OMX Tallinn passou de 286 para 1262 valorizando uns fenomenais 341%! Quem tivesse investido 1000 euros há 10 anos atrás no índice OMX Tallinn (sendo que a Estónia só aderiu ao Euro em 2011), teria hoje 4410 euros!

Analisemos também a Irlanda. Em 10 anos,o índice ISEQ20 passou de 2044 para 6825, valorizando uns admiráveis 234%. Quem tivesse investido 1000 euros há 10 anos atrás  no índice ISEQ20, teria hoje 3340 euros.

E em Portugal, um país que nem sequer 20 empresas consegue colocar no índice PSI-20? Em 10 anos, o PSI-20 passou de 5680 para 5181, uma desvalorização de 9%. Quem tivesse investido 1000 euros no PSI-20 há 10 anos atrás, teria hoje… 910 euros!

Imagino que a esquerda – que tanto odeia o capital – esteja radiante com esta desvalorização do índice bolsista português. Sempre existirão menos ricos. O objectivo da esquerda é que sejamos todos igualmente pobres para assim acabar com as desigualdades.

As políticas socialistas conduziram e mantiveram-nos presos a esta longa estagnação, com um país incapaz de atrair e reter talentos e capital – absolutamente essenciais para o desenvolvimento. Com as políticas fiscais que se avizinham, esta estaganação continuará por muito mais tempo.

24 pensamentos sobre “Uma Longa Estagnação Portuguesa

  1. Não vejo estagnação, vejo decadência.
    E quer a bolsa portuguesa quer as outras estão em cima de uma bolha criada pelo QE dos bancos centrais.
    Para a cobrir a bolha imobiliária criada pelos mesmo bancos centrais.

  2. Como disse e muito bem há uns anos uma pessoa de referência no seu sector (na City de Londres): “Portugal? Portugal is a shit market.”
    E assim se resume aquilo em o socialismo converte uma Economia. Quanto ao resto do país, disso é quem nem vale a pena falar…

  3. STALENIN

    A extrema direita radical da IL e do seu órgão de comunicação oficial, “O Insurgente”, muito alarde fazem quanto à Estónia, Lituânia e quejandos. Um grande favor faziam ao país se, seguindo o conselho de um dos VV. gurus, fizessem as malas e rumassem a esses destinos para não mais regressarem.

    STALENIN

  4. Gaius Octavius

    Só somos o país mais atrasado da Europa capitalista porque não temos um regime socialista igual ao de Cuba.

    É isto que a esquerda portuguesa anda a dizer desde o Estado Novo. E não parecem sequer perceber a contradição.

  5. André Miguel

    Pior que isso é que a bolsa é também reflexo de expectativas futuras. Continuaremos a empobrecer. Este país não tem emenda, pois o povo é socialista até à medula.

  6. Este post só diz mal, basicamente, das empresas portuguesas. São elas que têm este desempenho sofrível em bolsa. Devem ser muito mal geridas. A Jerónimo Martins. A Navigator. A GALP. A Corticeira Amorim. Tudo empresas muito mal geridas, pelos vistos, com muito sofríveis desempenhos em bolsa.

  7. Luís Lavoura,

    Quando me perguntavam se o porco era um animal inteligente, eu respondia isto: não deve ser, porque apenas um em três consegue construir casas em tijolo.

    A sua empresa anda bem gerida? Ou é dos que vive numa palhota e se sente capaz de criticar uma racha no estuque de uma casa de tijolo?

  8. Luís Lavoura,

    Não tome o comentário anterior como um insulto, rogo-lhe. É apenas uma maneira de dizer que, assim como o Luís Lavoura não é provavelmente qualificado para criticar algumas das minhas invenções e desenvolvimentos, envolvendo ciências físicas, mecânica, electrónica e software, provavelmente será também desadequado para criticar a gestão de uma empresa em Portugal. Ou em qualquer lugar no Mundo.

    Caso seja professor universitário, então será sumamente desadequado.

  9. Stalenin,

    Agradeça por ter libertários, conservadores e empresários neste país. Desaparecessem eles, o Stalenin não diria os impropérios dignos da classificação de estólido-mor. Se este país fosse governado por comunistas e sem empresários e sem conservadores, o Stalenin não poderia publicar as suas opiniões porque:

    – Ou é apenas uma abentesma estulticóquia e acaba um dia por perceber que afinal o comunismo e o socialismo lhe puseram a vida em cacos, e cala-se;

    – Ou é um biltre, e um sevandija do dinheiro dos outros: e nesse caso deixa de opinar quando for obrigado a pagar a conta da electricidade e da Internet, para a qual não terá dinheiro;

    Escolha entre os dois.

    Entretanto, agradeça ao céus, ao meu deus ou ao seu São Carlos Moucho, que eu seja conservador. E que haja empresários, ainda, e sabe-se lá como, neste país. São ele que permitem que o meu caro xexelento, e os seus confreades abéculas, sejam escarralhados.

  10. André Miguel

    Francisco, o Luis é mesmo prof universitário, investigador em Fisica. Em suma: uma sumidade em gestão de empresas.

  11. Atente-se que as pessoas de física são mais capazes de se integrar em outros meios do que os dos outros meios em física. Contudo, até que o porquinho tenha feito a casa em tijolo, não podemos dizer que é inteligente o suficiente para fazer casas em tijolo, por falta de evidências.

  12. Porque é que o PSI-20 teve tão mau comportamento nos últimos 15 anos?
    Seria bom identificar quais foram as empresas responsáveis por esse mau comportamento. Eu diria que foram a PT, o BCP, o BES e mais umas poucas. Muitas outras empresas do PSI-20, pelo contrário, tiveram um comportamento razoável.

  13. André Miguel

    O mercado bolsista não reflecte apenas a gestão das empresas, mas todo o contexto do mercado nacional, o qual está descapitalizado e não é atrativo ao investimento, seja bolsista ou directo via fixação bruta de capital.

  14. A evolução do PSI-20 desde 2003 é fortemente afetada por algumas empresas como a PT, o BCP e o BES que tiveram desempenhos catastróficos, viz. basicamente faliram.
    Se se extirpar essas empresas do PSI-20, provavelmente obter-se-á um resultado bem mais favorável a partir das restantes.

  15. Luís Lavoura,

    O mercado bolsista reflecte os resultados das empresas e as expectativas de criação de valor nas acções das ditas empresas. Não a qualidade de gestão.

    O problema é este: com vinte e poucos papéis que um mero café tem de ter para fazer a actividade, e com múltiplas autorizações que se atropelam de diversos organismos para um simples alojamento local; e para um dealbar de papelada a quem pretende abrir uma simples fábrica; acha que é possível gerir em Portugal? Por experiência própria, gerir é Portugal é navegar à bolina, e perceber que quem avança é amigo da vizinha do primo do alfaiate do sacanatário de Estado ou do emperresidente da Câmara. Ou partilha genes com o César, Carlos.

  16. André Miguel

    Eheheh

    O Lavoura até esquece ou omite que foi a interferência e promiscuidade do Estado que atirou o BCP e PT quase à falência e muito contribui para a quebra do BES…

    Tudo pormenores a que um investidor não deve ligar. Estavam só mal geridas. Com o Estado lá pelo meio!

    Temos a Lavourada da semana
    Looool

  17. Usando uma metáfora cosmológica, muito mais é a matéria negra e a energia negra nas galáxias da interferência dos governos com as empresas em Portugal do que matéria visível.

    Anda tudo com negócios escuros.

  18. André Miguel,

    Se a Lavoura da da semana se produz à Segunda, podemos esperar um Lavoura menos marciano pelo resto da semana?

    Lavoura, se tivesse nascido cinco décadas mais cedo, seria o primeiro astronauta mundial a viver permanentemente no mundo da Lua. 😉

  19. “O Lavoura até esquece ou omite que foi a interferência e promiscuidade do Estado que atirou o BCP e PT quase à falência e muito contribui para a quebra do BES”

    Coitadinhos dos senhores gestores do BES, BCP e PT.
    São como criancinhas inocentes e influenciáveis.
    Se as coisas correm mal a culpa não é deles. È do Estado mau que explora a sua ingenuidade.
    Claro que se as coisas corressem bem, esses gestores seriam festejados pelo seu mérito e o Estado apontado como um parasita sempre a sugar os frutos do trabalho das pessoas mais produtivas do pais.
    Mas infelizmente não correu bem. Passa a ser o malandro do Estado o causador de todos os males ao influenciar a irresponsabilidade infantil dos pobres senhores gestores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.