Em casa de ferreiro, espeto de pau?

O LIVRE está a contratar. De acordo com o edital, que pode ser consultado aqui, o processo de seleção terá como critério fundamental a análise do CV e da experiência profissional e um dos requisitos é a capacidade de comunicação dos candidatos. Estão a concurso duas vagas: Assessor Político e Assistente Administrativo. O salário do Assessor Político é o dobro do previsto para o Assistente Administrativo e o contrato a celebrar em ambos os casos terá uma duração de dois anos. Com este enquadramento, temo que o LIVRE esteja, naturalmente de forma involuntária, a cair na falácia da meritocracia, a discriminar candidatos com dificuldade de comunicação e a promover a desigualdade salarial e a precariedade.

10 pensamentos sobre “Em casa de ferreiro, espeto de pau?

  1. Mas que raio de embirração que agora vos deu com o Livre!
    Eu não sou partidário do Livre, nem de perto nem de longe. Mas não percebo que se embirre mais com esse partido do que com muitos outros.

  2. Filipe Bastos

    O Livre é um projecto pulhítico fundado e mantido com um só objectivo: garantir tacho ao Rui Tavares. Objetivo atingido.

    Com a gaga e os compinchas de saias no Paralamento, o Livre abicha uma subvenção jeitosa e o Tavares mantém a sua relevância, mais os seus tachos de escriba e comentadeiro. A correr bem, poderá voltar a ser deputedo, ou até – sonho dos sonhos – voltar à Euromama.

    Neste caso, os contratados provirão certamente de minorias, quanto mais ofendidas melhor, ou do círculo de amigos do Tavares – a esquerda mais caviar a leste do Ricardo Araújo Pereira.

  3. Filipe Bastos

    Quanto ao espeto de pau, uma nota: claro que é mais fácil a esquerda falhar ou ser hipócrita. A esquerda tem, ou diz ter, o ideal de ser melhor, mais igual e mais justa; a direita não. As expectativas são obviamente diferentes.

    Quando a direita acusa a esquerda, geralmente com razão, de ser exploradora, gananciosa, etc., está no fundo a dizer: olha para estes, afinal são como nós! Mas isso não retira validade ao ideal; apenas a quem o (não) pratica.

    O contrário nunca acontece, porque a direita não tem porque falhar: claro que é mais fácil ser egoísta, ganancioso, desigual. Basta olhar para o mundo.

  4. É a desigualdade que nos faz evoluir. É a desigualdade que nos dá redundância,. É a desigualdade que nos permite sobreviver.

    Só os robots são iguais e mesmo assim suspeito que haverá uns mais iguais que outros.

    Marxistas como o Filipe quer todos como robots, tem ódio a quem escolhe outro caminho e por isso quer que todos morramos ao mesmo tempo pelas mesmas causas.

    Segundo o Filipe a Jugoslávia era mais próspera que Portugal em 1960 e 1970 e estava frente de vários países da Europa Ocidental…

  5. The Mole,
    o contrato é só por 2 anos, porque a Lei do Trabalho a isso limita os contratos temporários.
    Uma consequência perversa da Lei do Trabalho é esta: quando a empresa (neste caso, o Livre) sabe que poderá não ter dinheiro para pagar a indemnização por despedimento, contrata apenas temporariamente. Ou seja, uma norma que pretende proteger o trabalhador (obrigando a que lhe seja dada uma indemnização quando ele é despedido) acaba na prática por prejudicá-lo (incentivando a contratação a prazo).

  6. Filipe Bastos

    Lucky, sabe como aprecio as suas alucinações, mas volto a recordar: ninguém pretende a igualdade absoluta, nem tal seria possível, somos todos diferentes. E ainda bem.

    O que está em causa é a desigualdade extrema, a riqueza excessiva, em suma, o que é de mais. Como apurar isso? Fácil: há uma média; basta definir limites. Isto nada tem a ver com Marx, apenas com senso comum, com equidade, com razoabilidade. Conceitos extraterrestres para um direitalha, bem sei.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.