Best of das teorias alucinadas que correm sobre Tancos:

– não é grave

– é grave, mas mais grave é o Rio falar sobre isso

– é uma maquinação de bandidos da direita

– é uma conspiração do Ministério Público

– e os submarinos, hã?

– é um tema da Justiça, não de campanha

9 pensamentos sobre “Best of das teorias alucinadas que correm sobre Tancos:

  1. Salazar é que sabia: “Em política tudo o que parece, é!”
    Tancos esteve em banho-maria durante meses. Só saiu para a ribalta 10 dias antes das eleições…
    A questão dos incêndios perdeu a força porque se sabe que na Califórnia, na Amazónia, na Sibéria, há incêndios muito maiores e muito mais descontrolados do que cá…
    O povo é sereno, que é outra forma de dizer: “o povo não é parvo” e dará a resposta adequada no próximo dia 6.

  2. Ó Joaquim, desculpe! esqueci os empresários que cavaram a mais do que estavam autorizados e a estrada ruiu! O culpado, claro, é sempre o mesmo; é o Estado , que controla tudo e todos, e esqueceu-se de controlar também esses!

  3. Filipe Bastos

    Infelizmente, Manuel, aquilo a que chama “resposta adequada” parece ser votar no PS, o Partido Sucateiro, o mais mafioso e ruinoso do esgoto partidário.

    A mera existência do PS, o facto de poder concorrer a eleições e até formar governos, nega qualquer mítico ‘Estado de direito’. Qual Estado, qual direito? Quando esta máfia pode enterrar um país em calotes criminosos por gerações, ir gozar o saque para Paris, e voltar alegremente ao governo após quatro anos?

    Os incêndios são outro caso da impunidade deste gangue, na Justiça e nos media: imagine a reacção se Pedrogão tivesse acontecido no tempo de Passos. O Berloque de Esquerda até mandava pôr uma forca à entrada do Paralamento.

    O povo é parvo. Tem-no demonstrado eleição após eleição. O povo que ainda vota, claro; mais de metade nem vota. E faz muito bem.

  4. Rão Arques

    Costa sem vergonha mesmos nos baixos da chispalhada.
    Este pantomineiro e quadrilha andam sem descanso a vomitar aos quatro ventos que à justiça o que é da justiça.
    Agora que o embate lhe bate nos próprios ossos sai mais uma pirueta tão abusiva como sem perdão.
    Senhor doutor das artimanhas meta na própria mona que apesar da sua falta de decoro continua a pertencer à justiça o que é da justiça e assim já não se pode valer disso para se pirar da sua responsabilidade política.
    Como já alguém lhe lembrou e o senhor faz que não percebe.
    Só espero que o sacrificado Azeredo meta a boca no trombone.

  5. A. R

    O Processo de Tancos avançou caso contrário os presos preventivos teriam que ser soltos: pena alguma ignorância na caixa de comentários.
    Agora claramente a Justiça funciona melhor: as cenas tristes do Pintinho e do Noronha, que já não andam a destruir provas e fazer origami em processos envolvendo o “menino de ouro”, talvez não voltem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.