Retrato de um Passe Metropolitano

Visto da margem sul.

938409fc-9c61-492c-828b-33eb295acf39

Duas horas sem barco entre as dez da manhã e o meio-dia. O passe de 40 euros contempla a possibilidade de travessia a nado ou volta de duas horas por outro transporte.

Eu aguardava do outro lado da margem.

Os meus agradecimentos ao Partido Socialista, com especial abraço a Pedro Nuno Santos.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Retrato de um Passe Metropolitano

  1. Que tem o preço do passe a ver com a indisponibilidade do serviço?
    O autor deste post porventura pensa que, caso o passe fosse mais caro, o serviço já estaria disponível?

  2. JP-A

    As SCUT nasceram como estradas sem custos para o utilizador, mas foi antes das eleições. Os incentivos ao abate de veículos de 1500 euros também foram lançados antes das eleições. Duraram até ao Natal, depois das eleições. Ou seja, assistimos ao uso reiterado e desavergonhado daquilo que é público para benefício eleitoral na maior impunidade nas barbas de todo um país, justiça incluída.

  3. Eduardo Menezes

    O Luís do Campo deve viver noutro planeta… planeta que é só dele e dos kamaradas gerigonciais.
    O SNS uma desgraça, a escola Pública a anos Luz da particular, a justiça pelas horas da amargura, a AT afinadinha prás multas e penhoras, os da Teia, os do Marquês, etc etc etc tudo uma encosta de maravilha, pelo menos para familiares, amigos e cola-cartazes da jota ésse.
    Penso, melhor, tenho a certeza que para JMT nada disto é novidade
    … novidade!!! novidade só para o luís do campo

  4. Dario

    Caro Eduardo Menezes,

    O Luís Labrego é assim mesmo. Num blogue chamado Delito de Opinião, se não me engano, até têm uma rúbrica chamada “Lavourada da Semana”.

  5. Anonimus

    O que se faz quando um serviço não cumpre aquilo para que foi pago?
    Se eu falhar num imposto já sei, tenho penhora via GNR. Falho um pagamento, tenho multa.
    Já atrasos e supressões de serviços previamente pagos, é comer e calar.

  6. Caro Luís Lavoura, a resposta à sua questão é: provavelmente.
    Tire daí as suas ilações sobre quem cria e comenta este blogue. Como eu tirei do partido que patrocina, e que fez o grande, enorme favor, de me censurar um comentário. Mea Culpa, que fui estúpido.
    Há quase uma semana que não escrevem nada de novo. Ainda estão a lamber as feridas. Tiveram 30 mil votos, alegam. Nas legislativas terão menos um. Nunca serão nada enquanto pregarem o primado do indivíduo e o amordaçarem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.