O que a Greve dos enfermeiros nos ensina sobre as outras greves?

Os Enfermeiros estão em greve. Não sendo eu favorável a greves, algo que eu não aceito é a campanha de desinformação espalhada pelo governo, pela comunicação social que age como cão de guarda ao governo, e por uma certa parte da classe médica que apoia o actual entendimento político.

O curioso desta greve é que, para atacar os enfermeiros, um dos vectores de ataque escolhidos pela esquerda no poder pode ser usado para criticar muitas outras greves. Afinal, se os enfermeiros são “selvagens” e “assassinos” (na verdade nunca se fizeram tantas cirurgias urgentes como durante esta greve!), então…

… os médicos grevistas serão o mesmo que acusam os enfermeiros de serem.

… os juízes grevistas serão criminosos, pela não aplicação da lei ou pelo menos pelo atraso desta, e ainda pelo benefício ao infractor.

… os polícias grevistas serão criminosos e ladrões, senão de forma directa, pelo menos como cúmplices.

… os pilotos da TAP e os funcionários da CP grevistas odeiam os respectivos utentes e serão mesmo sociopatas porque impedem as famílias de se reunirem.

… os professores grevistas odeiam as crianças, não têm paixão pela educação, e serão contra o futuro do país – certamente não devem querer receber reformas.

Greve.jpeg… os estivadores em greve serão obviamente contra as exportações do país em geral e contra trabalhadores como os da Autoeuropa e respectivas famílias em concreto.

… os funcionários públicos em greve serão contra o serviço público – incluindo o SNS – e os cidadãos que é suposto servirem.

… obviamente então as inter-sindicais e os comunistas e bloquistas serão selvagens, assassinos, pelo atraso do país, pela perda de empregos, criminosos, ladrões, sociopatas, odeiam as crianças e cospem em muitos dos pratos que lhes dão de comer.

Se a lógica da geringonça contra os enfermeiros se aplica, então tudo isto é verdade.

Anúncios

17 pensamentos sobre “O que a Greve dos enfermeiros nos ensina sobre as outras greves?

  1. Manuel Assis Teixeira

    O que tudo isto nos ensina é que a desfaçatez da esquerda não tem limites! Desfaçatez e sectarismo! E Infelizmente ainda têm a compreensão e cumplicidade de serventuários como Marcelo que agora, seráfico, se vem congratular com o cumprimento dos serviços mimimos! Mas é cúmplice ! Cúmplice do estado calamitoso dos hospitais, cumplice deste governo que demagógicamente mudou das 40 para as 35 horas semanais, que em parte estao a causar esta situação, cumplice do salário miserável que os enfermeiros recebem, cumplice dos Armenios e das Aivolas que naturalmente estão contra greves que lhes escapam ao controlo! Até quando vamos suportar isto?

  2. Eu não sei que jogo é que Marcelo anda a jogar.
    Se ele pensa que assim vai ser reeleito com melhor votação do que na 1ª vez, parece que é menos inteligente do que muitos achavam.
    Muitas pessoas de direita me dizem que nunca mais confiam nele, e não me parece que os de esquerda vão agora votar nele e não no candidato oficial do respectivo partido, pelo menos na 1ª volta.
    A esta altura tudo me parece indicar algo que Marcelo pretenderia evitar: umas próximas eleições presidenciais com 2ª volta.

  3. Andre Miguel

    As greves em Portugal só são legítimas se patrocinadas pela CGTP ou pela UGT, por forma a atingir fins políticos. Como os enfermeiros não são instrumento destas duas “coisas” o governo está à rasca. Estou muito curioso para ver como o manhoso descalça esta bota.
    Já agora: para quando uma greve ao pagamento de impostos?

  4. Manuel Assis Teixeira

    Eu sou um dos da direita que não votarei mais em Marcelo! Chega de cumplicidades com a esquerda, que aliás apenas o suporta táticamente. Nada mais!
    Quanto ao PC bem… agora tambem tiveram o seu Robles e está a levantar-se a tampa dos varios compadrios… Pirescoxe só difere do bairro alto porque a fauna veste de forma diferente e vai à tasca beber minis em vez de ir ao Lux beber gin… mas a “negociatazinha” é a mesma… todos se querem amesendar…

  5. Alguém duvida que esta greve, a ocorrer na legislatura de Passos Coelho, seria considerada pelo PS como legítima e justíssima?
    Os enfermeiros têm as mãos manchadas de sangue? Faz parte da profissão. E os jornalistas têm as mãos manchadas de quê? E os políticos têm as mãos impolutas porque não fazem nenhum.
    Miséria de governo que se vitimiza mas a quem esta greve convém, até para poupar uns trocos em salários e cirurgias. Miserável oposição que não sabe bem que posição tomar porque não sabe bem qual dá mais votos.

  6. Calos

    Marcelo é um cata-vento como sabemos. Mas e se os candidatos forem da estirpe de um Nódoa, Belém ou Tino de Rans, em quem votar? Estamos feitos ao bofe.

  7. Luís Lavoura

    Não é legítimo misturar os enfermeiros com os pilotos da TAP e com os estivadores de Setúbal.
    Os enfermeiros são trabalhadores de um serviço gratuito do Estado que, para grande parte da população, é a única opção possível.
    A TAP é uma empresa aérea em concorrência com outras. O porto de Setúbal, idem. Se as pessoas estão chateadas por os pilotos da TAP fazerem greve, podem passar a utilizar outra empesa aérea. Se a Autoeuropa está chateada por o porto de Setúbal não funcionar, pode embarcar os seus carros no porto de Sines.

  8. Andre Miguel

    Luís, não diga disparates, Sines não tem as mesmas ligações marítimas que Setúbal e o transporte iria encarecer o custo por viatura retirando competitividade à Auto-Europa.
    Quanto à TAP, totalmente de acordo.

  9. Luís Lavoura

    André Miguel, não diga disparates. Claro que optar por outro porto que não o de Setúbal encarece um tanto o transporte, mas não tanto que torne os carros invendáveis. Seria possível. Tal como é possível eu não tomar um avião da TAP daqui para o Brasil – fica mais caro ir pela Iberia ou pela BA, mas é possível. Não tem comparação com um doente do SNS, que jamais teria dinheiro para fazer uma cirurgia num hospital privado.

  10. Mais uma vez foi necessário aguardar pelo programa do RAP para por a nu as incongruências do PS/Governo relativamente a esta greve e em particular às promessas dirigidas aos enfermeiros.

  11. Andre Miguel

    Luís, se acha que não os torna invendaveis deve conhecer a estrutura de custos de produção de uma viatura da auto-europa vs outras fabricas do grupo VW. Quer partilhar? Não percebo porque não convidam o LL para COO da fábrica, problemas logísticos resolvidos já!

  12. PONTO E NÓ
    Costa não passa do bom aluno de Sócrates se bem nos lembramos.
    Sucessivamente afrontando cirurgicamente classes profissionais com argumentos falaciosos engendrados em laboratório contrafeito de ideias. Provocar indignação no comum dos mortais tentando virar as calamidades que provocam contra os que lhes combatem as manhas e denunciam as tropelias.

  13. é de facto um pouco verdade:

    são todos corporativistas, defendendo o posto, não a profissão! e muito menos o interesse público!
    Esse para o qual foram contratados para realizar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.