João Miguel Tavares vota no novo partido Iniciativa Liberal

João Miguel Tavares, um dos maiores “inimigos” de José Sócrates, anunciou aqui no “Às onze no Café de São Bento” (programa de Paulo Baldaia e David Dinis) que, em princípio, vai votar no novo partido liberal, a Iniciativa Liberal, em vez de votar PSD.

João Miguel Tavares explicou que não apoia o PSD de Rui Rio, por este não ser economicamente de direita (ao contrário de Passos Coelho que João Miguel Tavares apoiava), e que nunca votou no CDS por este ser um partido beto/beato e não um partido liberal.

Do meu lado, vejo como positivo João Miguel Tavares ser o primeiro “intelectual” da praça mediática a dizer que vai votar na Iniciativa Liberal. É alguém famoso pelo seu combate a Sócrates, alguém que sempre se assumiu como liberal, que fala várias vezes em liberalismo nos seus artigos e na Tv e até porque foi um dos primeiros que “pediu” publicamente um partido liberal. Ora, agora que o partido já existe é tempo de votar e, já agora, de o promover. Fico contente.

Anúncios

6 pensamentos sobre “João Miguel Tavares vota no novo partido Iniciativa Liberal

  1. JMS

    Também fico contente.

    Quem se desse ao trabalho de fazer um zapping nos canais de “informação” portugueses numa sexta feira à noite, iria encontrar a mesma porcaria de há anos: o bispo Louçã, o Miguel Vale de Almeida, o Fernando Rosas e todo e qualquer lixo de esquerda a que temos direito. Incrível!

    E querem que este país funcione…

    A estupidificacao, a imbecilizacao, a que estamos sujeitos é inenarrável. A anestesia a que alguns portugueses se sujeitam é incompreensível.

    Ou talvez não, pessoas que se “vendem” por aumentos de € 0,60, realmente, não merecem mais.

    Pena é a maioria que anda a pagar para uma enorme minoria, apenas para que um vigarista socialista seja eleito “primeiro ministro”. Pela primeira vez.

    Muito mais haveria a dizer, como é óbvio mas não vale a pena.

    Temos o que merecemos.

    O “governo” mais mentiroso e vigarista que alguma vez este país viu. Pior que o Sócrates.

    Maioria absoluta “já”!

    País de estúpidos…

  2. JMS

    O Expresso da Meia Noite também está giro…

    Coitado do Armenio…

    Ainda vive em 1917, tal como uma percentagem considerável de portugueses.

    E querem que o país funcione…

    Dá-lhes com força Garcia Pereira.

    É triste ter um país entregue a gente medieval.

    País de estúpidos.

  3. 1º Portugal não é uma Democracia mas uma PARTIDOCRACIA . São os partidos
    que escolhem os deputados e o povo limita-se a votar naqueles previamente
    escolhidos
    2º Com candidatos previamente escolhidos pelos caciques partidarios dominados
    por criterios muito duvidosos , entram em acção as TVs.
    3º As TVs promovem quem as domina ( PS e BE , essencialmente) , colocando
    no poder quem muito bem querem .
    4º Um partido que defenda essencialmente os direitos naturais fundamentais do
    ser humano ( vida/personalidade , liberdade e propriedade) não terá qualquer
    hipotese em Portugal visto que as TVs e a maior parte dos jornalistas estão
    ao serviço de forças de controle e subjugação das populações.

    Mesmo neste panorama de descrença votarei contra todas as forças de controle e subjugação e por isso votarei no novo partido .

  4. Cristóvão

    Votar na Iniciativa Liberal? Tudo bem, perfeitamente legítimo. A argumentação contra o CDS é que foi fraquinha, fraquinha…

  5. Joao Miguel Tavares vai votar no Iniciativa liberal. Desde que não seja por tacitismo (ou mesmo que seja)… OK. Tudo o que contribuir para que Portugal um dia se torne uma democracia normal, em que o centro será o centro e não um centro que é 60 graus para a esquerda, só temos que ficar felizes.

    Isto desde que ele próprio perceba, assim como muitos Insurgentes aqui, que as hipóteses de o Iniciativa ter mais do algo como 1% são mínimas, certo? . O mesmo problema de todos os “Libertarians” por esse mundo fora que são intelectualmente bem falantes, com visibilidade, mas que na hora H não conseguem criar uma narrativa que valha meia dúzia de tostões.

    Porque para criar uma narrativa em primeiro lugar “aquilo que pensamos” é atirado para o lixo. O que interessa é aquilo que os outros se identificam. Certo? Se forma um partido….algo que os patetas dos Libertarian parecem sempre ter muita dificuldade em perceber.

    A minha esperança para criar esse equilíbrio é o Aliança. Esse sim. Estou expectante. Santana lopes é o único politico capaz de dizer “queira nosso senhor” sem soar a falso, o único divorciado e mulherengo que consegue falar da família como se ele tivesse inventado a instituição e de Portugal explicando que o país, por muito estranho que pareça o conceito a alguns, é dos portugueses que já morreram e dos que ainda estão por nascer, dai que ninguém deu aos que agora aqui estão, o direito de o vender, dar ou adulterar.
    Pode Resultar. Aliança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.