Diferenças Privado vs Público

Esta imagem da Iniciativa Liberal mostra bem as diferenças entre quem trabalha no sector privado e no sector público. As diferenças entre quem trabalha no privado e quem trabalha para o Partido do Estado (mesmo que haja uma parte que trabalhando no público, não deseje pertencer a esse “partido”). Aquela coisa do Artigo 13° da Constituição, o Princípio da Igualdade, só serve quando dá jeito aos socialistas não é? Pior do que isto tudo é que é uma parte do privado que sustenta todo o público.

illpp.jpg

O PS sabe bem onde ir buscar votos e aponta ao seu eleitorado alvo sem medos com todos os meios que tem (entenda-se dinheiro de impostos para comprar votos). O PSD disse alguma coisa em relação a isto? Aliás, algum partido com lugar no parlamento disse? Eu nada vi nas redes sociais. Rui Rio anda mais ocupado a dizer pelo Twitter que a ideologia do PSD é a verdadeira social democracia. Ainda bem para ele e para o PS-B… ou PSD, desculpem. Faz muito bem a Iniciativa Liberal, como novo partido sem medos de desagradar a quem tiver de ser, em mostrar de forma clara isto às pessoas.

 

 

Anúncios

10 pensamentos sobre “Diferenças Privado vs Público

  1. João Martins

    Fazem muito bem, têm que mostrar trabalho para conseguir os 4 votos que terão nas próximas legislativas.

    O pessoal tem que perceber que em Portugal o fenómeno do liberalismo é igual ao do Livre. Só conta para meia dúzia de jornalistas. Não há adeptos do livre, e não há adeptos do liberalismo.

    Todo o eleitorado, ou seja, todos aqueles 5 ou 6 milhões que votam em legislativas nos partidos com assento na assembleia, olham para esse gráfico e sentem-se injustiçados. Não porque querem que o publico desça ao nível do privado, mas sim para que o privado suba ao nível do publico.

  2. Pingback: É isto… | BLASFÉMIAS

  3. Se pedirem a um político desonesto como António Costa para comentar estes número ele dirá que a diferença são só 35 euros, menos de 6%.
    Mas, na realidade, um FP ganha quase 21% mais do que um privado se contabilizarmos o que é pago por hora – 4.12 € para os FP e 3.41 € para os privados.
    Nota: para que não restem dúvidas FP são as iniciais de funcionário público. Aquilo que é, por exemplo, o Rui Rio.

  4. Vasco Jesus

    Trágico, é mesmo entre liberais, estarmos ofuscados pela linguagem socialista.
    O salário mínimo mensal não será 600 €, mas sim:
    600 € x 1.2475 = 748,50 € mensais
    E se quisermos ser ainda mais honestos, corrigindo os 14 meses, seria:
    600 € x 1.2475 x 14 / 12 = 873,25 €

    Quando começarmos a falar nestes termos, talvez parte dos portugueses reconheça que não paga 11% de segurança social, mas sim 35,75 %.

  5. Vasco Jesus

    Caro Sérgio, tem razão eu deveria ter sido mais claro.
    O que deveria ter escrito era TSU 23.75% + 1% (FCT e FGCT) = 24.75%

    Com o meu lapso, a ideia inicial sai ainda mais reforçada, note que a imposição dos fundos, no montante de 1%, funcionam como uma agravante aumentando para 24.75%, mas como tem outro nome, até nos esquecemos que existe.

  6. Tone

    Ainda faltava falar dos despedimentos.

    No entanto, também seria bom fazer o exercício contrário. Estamos a olhar para os mínimos. E os máximos? Qual é o ordenado máximo no público e no privado? Qual a proporção entre os ordenados mais altos e mais baixos tanto no público como no privado? Por exemplo, qual a proporção entre o Presidente da República, que é o funcionário mais bem pago do Público e o senhor que ganha 635 euros? E entre o CEO da Jerónimo Martins ou da Sonae e de uma senhora que trabalha como caixa a 600 euros?

    Outro exercício que seria bom fazer, é quanto dos ordenados, prémios e pagamentos por baixo da mesa, que estes directores de empresas vão para offshores e paraísos fiscais, fugindo aos impostos?

    Essa análise já não interessa fazer, não é? Balelas neoliberais. O que vale é que o neoliberalismo e o capitalismo extremista tem os dias contados. O Keynes bem queria que o Marx no fim não tivesse razão, mas não vai conseguir…

  7. Tadeu Ferreira

    Vasco , é revoltante. Eu sou eng software com 1 ano e meio de experiência. E por eu trabalhar o estado leva 760 euros, e se fomos contabilizar os 23% de IVA da-me vontade de estrangular alguém.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.