Anti-Academia

A publicação deste atentado à inteligência no Público mostra bem a mediocridade da academia portuguesa: Um jovem quase imberbe apelida de “cientista medíocre” uma pessoa com quase quatro décadas de carreira em universidades de topo e mais de uma centena de artigos publicados (e citados mais de 10000 vezes), escrevendo uma textozeco sem qualquer profundidade e sem abordar nada do pensamento que apelida de “medíocre”. Nada mal, para alguém cuja existência académica é inexistente.

Anúncios

38 pensamentos sobre “Anti-Academia

  1. Prova Indirecta

    O Público deve ter olheiros bons , é só qualidade , ainda contratam o Mustafá para artilheiro da(s) causa (s).

  2. The Mole

    Respeitinho. O gajo é da Universidade de Coimbra! Deve ter tido como mestre o Boaventura SS, pelo que não deixa a realidade influenciá-lo.
    ELE é que detém a verdade revelada, e não é um badameco qualquer vindo de Harvard (onde fica?) e com anos de experiência e estudo (deve ter os neurónios queimados) que vai alterar isso.

  3. Grande parte dos academicos dizem as barbaridades que agradam aqueles de quem dependem , isto é , aqueles que assinam o cheque que recebem no fim do mês .
    Não é certamente o caso daquele a quem ele critica . Palavras para quê ? É obvia a diferença de credibilidade..

  4. Jan

    o publico já antes tinha reportado o evento do Jordan comparando-o a uma seita fanática de homem branco por uma reporter-ameba.
    Seria de valor um debate com estas personagens pseudo-intelectuais e o JP, ver um esquerdalha gaguejar sem argumentos é sempre bom.

  5. Nuno Cruz

    Este artigo do Público ilustra quase na perfeição a forma como a ideologia invadiu parte da academia. Discordo das críticas que li sobre ser alguém sem obra relevante a falar sobre um seu par que tem centenas de artigos publicados com mais de 10000 citações. Isso seria usar argumentos de autoridade e o autor deste artigo tem todo o direito a expressar a sua opinião e a fazê-la passar pelo escrutínio público. O que me impressiona é o uso de retórica e textos desprovidos de conteúdo, parecendo mais uma mera associação de palavras focadas somente na sua forma. Um exemplo de frase do artigo que pode ser usada para defender tudo e o seu contrário ao mesmo tempo:

    “Deixando para trás a filosofia natural clássica, e agarrando-se a leituras vazias de dados estatísticos, parte significativa desta indústria que manufactura cientistas-celebridades resume-se a uma plataforma de dados sem destreza histórica nem filosófica para reflectir sobre o seu significado social.”

    Quando se chega ao final do artigo, o que se pode dele extrair é:
    – O autor não gosta do Jordan Peterson;
    – Os problemas são complexos;
    – O autor gosta de Ciência desde que os resultados dela obtidos batam certo com a sua ideologia de género.

  6. O “Público” é todo ele um atentado à inteligência.
    Quanto ao deficiente mental do autor do artigo (???) – deficiente mental que eu por completo desconhecia a existência, ao contrário de Jordan Peterson – é só mais um deficiente mental da Universidade de Coimbra, ano a ano mais pródiga em formar e dar guarida a deficientes mentais.

  7. André Miguel

    Que texto tão mau e sofrível! Minha nossa… aposto que o tipo nem deve ter lido um livro de Peterson. Ficou-se pelos vídeos do youtube e ficou a espumar de raiva pela rigidez moral do homem, que não se verga ao politicamente correcto e “come” esquerdistas demagogos ao pequeno almoço.
    Convidem-no para vir a Portugal, adorava ver a nossa esquerda a colapsar mentalmente a meio da palestra! Eheheh

  8. André Miguel

    E o tipo ainda toca de raspão no 12 Rules for Life, mas ignora totalmente o Maps of Meaning, esta sim a grande obra de Peterson e que é de uma enorme uma complexidade não ao alcance de qualquer um. Percebe-se porque o omite.

  9. «Deixando para trás a filosofia natural clássica, e agarrando-se a leituras vazias de dados estatísticos…» diz naquele jeito típico do critico negacionista e cretino a propósito de um livro que começa por falar no comportamento de lagostas e carriças…
    «Peterson construiu a sua fama em cima de banalidades indiscutíveis…» vai dizendo a contragosto, sem esclarecer que uma dessas banalidades indiscutíveis é a miséria ética e científica da universidade esquerdalha.

  10. Não generalizemos: ” miséria ética e científica da universidade esquerdalha” não se aplica a toda Academia da Universidade de Coimbra, mas apenas ao departamento do Boaventura SS.

  11. A Esquerda tem medo do Jordan Peterson porque este diz ás pessoas como podem viver sem a Esquerda.
    É a mesma razão porque num Prós e Contrasa Raquel Varela sentiu a necessidade de atacar um adolescente que estava montar um negócio.

    Não passava pela Esquerda.

  12. Fui procurar informação sobre este Sérgio no Google. Aparentemente, colaborou em alguns artigos publicados nas revistas de psicologia. Coisas com títulos do género “Pain and Depressive Symptoms: Exploring Cognitive Fusion and Self-Compassion in a Moderated Mediation Model” ou “BEfree: A new psychological program for binge eating that integrates psychoeducation, mindfulness, and compassion”. É, como se vê, mais um dos cientistas-líricos que andam por aí, amplificados pela imprensa de esquerda, a debitar ideologia mascarada de ciência.

  13. Antonio Marques Mendes

    Não sei quem são o Peterson nem o seu critico. Mas penso que a crítica deve ser livre, sobretudo quando a comunicação social descobre umas sumidades internacionais que vêm cá vender uns livros ou ideias aos pategos.

    Também fico assustado quando a produção científica é medida ao quilo e vejo que os autores nunca publicaram nada sozinhos… cheira-me a fraude académica.

  14. mg42

    “A Esquerda tem medo do Jordan Peterson porque este diz ás pessoas como podem viver sem a Esquerda.”

    Como sempre, o militante ideológico, procura adulterar a posição das figuras que ele se apercebe de estar a subir na crediblidade, autoridade e influência sobre a sociedade. Aqueles que o vêm como um inimigo ideológico, falsamente o acusam e desqualificam . E aqueles que vêm que podem tirar partido, aproveitam a sua influência para se colarem a ele, deturpando a sua posição e usarem a autoridade da sua imagem, para falsamente o associarem à sua militancia ideológica.

    Jamais o Jordan Peterson alguma vez disse às pessoas que eles podem viver sem a “esquerda”. Nunca ele falou em tais termos. Até porque ele considera as duas “posições” politicas legitimas. E as enquadra em primeiro lugar não como opções, mas dependentes do determinismo biológico, do temperamento psicocognitivo, e em segundo como duas posições que precisam obrigatóriamente de se contrabalançar, representado-as metaforicamente com o simbolo Dao, o caos e ordem . Até porque ele afirma, que o problema não é de origem Politica, mas existencial.
    E só um militantezeco delirante que leu e ouviu meia duzia de palavras do homem, se tanto, pode afirmar tal patetice.


  15. MG42 como és, socialista e estatista e uau “ideológico”…

    Se alguém puder passar sem a Esquerda a Esquerda ataca.
    Aquilo que Peterson diz ataca o funcionamento da Esquerda e a justificação da Esquerda para o totalitarismo.

    “Nunca ele falou em tais termos.”
    Claro que não, seria um desvio do nível em que ele em coloca o problema. Mas qualquer um que reforça individualidade da pessoa e sua independência e liberdade de escolher é atacado pela Esquerda e Socialistas.

    Peterson também fala para indivíduos não para grupos a explorar, mais outro “crime” do homem que não segue o cannone socialista de dividir as pessoas por grupo social/racial/sexual etc…

    “Até porque ele considera as duas “posições” politicas legitimas.”

    Mais uma demonstração da tua cultura socialista e de esquerda, para ti criticar opinião do outra pessoa é o mesmo que tirar a legitimidade! Por isso é que sempre que a Esquerda tem a critica a algo querem quase sempre uma lei a proibir.

  16. A. R

    Assim a Universidade de Coimbra vai descendo nos rankings: também convém dizer os cursos de Psicologia são uma máquina de produzir desemprego.

  17. mg42

    Não tolinho, tu é que queres tirar a legitimidade moral à posição da esquerda (seja ela qual for) demonizando-a ao totalitarismo e ao socialismo. Em contraposição com a certeza moral da tua patética doutrina. Peterson declara a necessidade da existência da esquerda, no que ele considera ser a verdadeira origem e legitimidade moral para a sua existência.

    “Mas qualquer um que reforça individualidade da pessoa e sua independência e liberdade de escolher é atacado pela Esquerda e Socialistas. ”

    Tens a certeza ? O que foi, toda a revolução cultural dos anos 60 e que persiste até hoje, se não a luta e o reforço pela independência da individualidade, no direito de escolher livremente, e que levou ao desmantelamento das instituições sociais como o casamento e das regras morais de conduta, em nome do individualismo e do direito de independência do individuo às normas religiosas impostas pela sociedade e pelo Estado ? Sexo drogas e Rock and Roll, “MyBodyMyChoice”, o direito de levar no rabo, etc, etc…

    O tolinho cowboy , anda associado aos movimentos marxistas pela abolição de Espanha e pela desmantelação dos Estados naçao, e ainda tem a desfaçatez de vomitar acusações e dizer-se de direita.

  18. Jordan Peterson: Também tenho um problema com a direita radical. Não gosto de coletivistas. Não gosto de ideologias que coloquem os grupos à frente dos indivíduos.
    Resposta à pergunta : Tem problema com a esquerda?

  19. André Miguel

    ” Até porque ele considera as duas “posições” politicas legitimas.”

    Ele tem uma sala na sua casa recheada de posters com propaganda da antiga URSS para, segundo o próprio, nunca esquecer os horrores do marxismo-leninismo.

    No 12 Rules for Life chega a aproximar-se Ayn Rand quando defende que cuidemos primeiro de nós, para podemos ajudar devidamente aqueles que mais necessitam.

    Como é que legitima as duas posições?!

  20. “Não tolinho, tu é que queres tirar a legitimidade moral à posição da esquerda (seja ela qual for) demonizando-a ao totalitarismo e ao socialismo”

    Haha, mudança de discurso à Orwell, agora a tua narrativa já passou de:

    : legitimidade (o que implica censura do Estado para impedir essa pessoa de falar)

    : para legitimidade “moral”.

    Ora Monsieur La Pallce obviamente que contesto a legitimidade moral de a Esquerda definir aspectos da minha vida e da vida de outros que não a aceitem.

    Ainda não percebeste que a Revolução Cultural foi só uma táctica?! tal com o hoje é o Politicamente Correcto. O mesmo com a suposta defesa das mulheres, pois ao mesmo tempo defendem um qualquer religioso muçulmano que defende a obediência das mulheres, ou como escondem a violação de raparigas quando é feito por comunidades islâmicas como aconteceu em Inglaterra.

    Depois de mais de um século ainda não percebeste – ou não queres perceber – que os Direitos dos Trabalhadores acabam logo que um regime de Esquerda começa?

    Toma lá um exemplo da preocupação da Esquerda com o Povo:
    https://blasfemias.net/2018/11/22/um-dia-veremos-quem-tinha-afinal-razao/

    PS: notada a táctica que usas para camuflar a mudança de discurso indo ao ponto de usares “Demonização” que a Esquerda usa frequentemente quando quer mudar o schwerpunkt da discussão e calar o outro.
    Se alguém usa um argumento que não gosto está a demonizar-me…
    Assim dispensa o esforço de contestar a afirmação do outro não é?
    Basta só acusa-lo de nos demonizar…

    Mesmo que em desespero tenhas dito que “acusar” a Esquerda de ser Socialista é “demonização”…

  21. mg42

    “No 12 Rules for Life chega a aproximar-se Ayn Rand quando defende que cuidemos primeiro de nós, para podemos ajudar devidamente aqueles que mais necessitam.”

    Cá está a tipica deturpação do oportunismo ideológico, a falsa associação apenas porque ambos usam sapatos.
    É que se formos começar a colar as posições ideológicas como base nessa permissa. Então não há distinções entre nenhuma ideologia. Porque a permissa que o Miguel afirmou é de um truismo universalista tão banal e transversal à existencia humana, que querer fazer passar isto como uma posição distinta de filosofia ou ideologia, é uma patetice.
    Fale antes qual é a posição de ambos sobre o altruismo e o sacrificio .

    “Como é que legitima as duas posições?!”

    Minha nossa senhora, esta malta é tão ideologicamente obsecada, que tal como os obsecados da esquerda assumem que tudo à sua direita é “fassismo”, eles assumem que tudo o que está à sua esquerda é comunismo. Devo só vos lembrar que tal como os libertarios anarcocapitalistas, Karl marx defendia também a abolição do Estado. VocÊs estão mais proximos dos marxistas do que o JBP proximo de Ayan Rand.

    MAs como só ouvem e vêem aquilo que os seus filtros ideológicos deixam passar, nem sequer vós colocando os links em cima, vão lá .

  22. mg42

    ” legitimidade (o que implica censura do Estado para impedir essa pessoa de falar)”

    Oh cowboyzinho inteligentinho só para te calar. O significado da palavra legitimidade é mais lacta do que apenas a estrita interpretação do que é juridicamente legal. A razão pela qual adicionei a seguir à palavra legitimidade a palavra moral, foi para esclarecer militantes patetas obsecados como tu que não conseguindo interpretar o contexto de um texto resvalam sempre para a interpretação dogmática da sua obsessão ideológica. E é obvio que a interpretação que faço da palavra legitimidade no meu 1º comentário está relacionada com o contexto da justificação ou validade moral das duas posições politicas e não da tua tola interpretação .

    E por último, poupa-me às tuas patéticas lições de tácticas de subversão politica, quando tu que te apresentas como um “anti-marxista” , andas associado pelos mesmos motivos que os movimentos marxistas pela dissolução dos Estados Nação, como a Espanha em nome de um falso nacionalismo regional, pela abolição do Estado e todas as instituições e convenções sociais e religiosas que restrijam a liberdade dos individuos. Tu és a própria definição do Idiota Útil.

  23. A. R

    O trabalho do Jordan Peterson é precisamente libertar o ser humano da camisa de forças do marxismo que sempre lutou por subjugar o individuo -na escola, pelo campo de concentração, pela vala comum ou pela censura e ostracismo- iniciando de facto a dissolução efectiva dos Estados Nação -deportações massivas, anexações, substituição de populações- impondo uma métrica comum que lhe permitiu criar um cordão sanitário constituído pela Polónia, Checoslováquia, Hungria e Reépublica Comunista Alemã (tudo o mesmo mas com nomes diferentes).

  24. mg42

    ““Como é que legitima as duas posições?!””

    Há gente que está tão agarrada no maniqueismo ideológico que só ouvem o que querem .

    Legitima desta maneira. Palavras dele.
    “So one of the things that I’ve been thinking about deeply over the last
    couple of weeks and planned to write about here’s a mystery for all of you I
    don’t care what your political background IT ISN’T LIKE I’M ANTI-LEFT
    I’ve made videos documenting this. I KNOW WHY THERE’S A LEFT WING . There’s a left wing because INEQUALITY IS A PROBLEM it’s a way worse problem than the RADICAL LEFTISTS liked to admit because you can’t lay it at the feet of capitalism and the free market inequality is a way worse problem than
    that but it’s definitely a problem and BECAUSE INEQUALITY IS A PROBLEM YOU NEED PART OF THE POLITICAL STRUCTURE TO SPEAK UP to the for the people who end up ARRAYED AT THE BOTTOM OF HIERARCHIES. It’s crucial someone has to speak for them THAT’S THE PLACE OF THE LEFT .

    Then but then consider this so we CAN STATE THAT THE RIGHT SPEAKS FOR HIERARCHY AND THE LEFT SPEAKS ON BEHALF OF THOSE WHO ARE OPRESSED BY INEQUALITY. GOOD WE NEED THAT DIALOGUE .”

  25. “Oh cowboyzinho inteligentinho só para te calar. O significado da palavra legitimidade é mais lacta do que apenas a estrita interpretação do que é juridicamente legal. A razão pela qual adicionei a seguir à palavra legitimidade a palavra moral, foi para esclarecer militantes patetas obsecados como tu”

    Cada vez mais histérico.

    A primeira táctica de fechar o debate que utilizaste foi dizer a despropósito, que Peterson aceitava a legitimidade e eu não.
    Baseado em nada. Manipulação de linguagem apenas.

    Como não funcionou isso forçou-te a usar a palavra cara “Demonização” para tentares o mesmo, uma táctica vinda do livro de estilo do Marxismo Politicamente Correcto o que diz muito.

  26. Ainda mais hilariante é acusares outros de falso regionalismo, parece que não notaste como se formou o estado nação Portugal…a língua era mais diferente do que o Catalão do Espanhol??

    Um dia ainda defenderás um pais qualquer que se fundou depois de teres nascido só por ter a “etiqueta” de “país”…

    Sofres de um dos maiores complexos por detrás do que ser Socialista representa : Medo de ficar sozinho.

  27. mg42

    Como falar com inteligentinhos, cujo desenvolvimento cognitivo máximo, não vai além da “profundidade filosófica” sobre uma sociedade complexa, em afirmar que: “o imposto é roubo”, à semelhança dos seus outros camaradas inteligentinhos antagonistas que têm como máxima o contrário que na verdade : “a propriedade é que roubo”

    Deixo novamente a posição e o pensamento de JBP retirado de uma aula dele maps of meaning, sobre a posição politica da esquerda e da direita . Que é para constarmos que realmente ali o cowboyzinho tem razão quando afirma “A Esquerda tem medo do Jordan Peterson porque este diz ás pessoas como podem viver sem a Esquerda.”.

    “Like a democratic society works okay because people often think if they’re
    conservative, orderly, low in openness then they think the Conservatives are
    right, and if they’re more on the liberal or on the LEFT side, high in openness low
    on orderliness then they think that the left is correct but THE LEFT AND THE RIGHT AREN’T CORRECT THEY REPRESENT DIFFERENT SYSTEMS OF VALUES , and the VALUES they represent ARE VALID, sometimes in some situations, and then the question is. Well when and in what situations ? And the answer to that is not only do you not know, you can’t tell.
    And so it’s like this so imagine that people are on a cliff it’s like a they’re on a
    flat plateau, and it’s a cliff on both sides and down at the bottom of the
    cliff is fire and rocks, and so you want to stay on top of that cliff and it’s
    quite narrow, and there’s a line you should walk down right down the middle
    but you can’t tell where it is. So what do you do, you put all the LEFT here
    and you put all the RIGHT wingers here, and you put a rope between them and you
    tie the rope to you and the RIGHT pulls this way, the LEFT pulls that way and if
    THEY ARE pulling properly, then you can walk right down the middle. But the ONLY WAY THEY CAN PULL IT PROPERLY, IS IF THEY(the left and the right) KEEP TALKING PROPERLY . If they keep talking to one another you know, and if the LEFT DISAPPEARS THEN THE RIGHT PULLS EVERYTHING OVER THE CLIFF DOWN INTO THE FLAMING ROCKS, and if the RIGHT DISAPPEARS, the LEFT PULLS EVERYTHING OVER THE CLIFF DOWN INTO THE FLAMING ROCKS.
    And we know that. We know there’s been good personality models
    developed recently they’re not public yet precisely, that show that IF YOU PUSH A VIRTUE to its EXTREME it turns into a VICE and that all the vices
    basically end up in the same place.”

  28. mg42

    Para os anarcos intelectualzinhos dinâmicos

    “como é que JBP legitima as duas posições ?”

    continuando da mesma aula “2015 Maps of Meaning 5: Narrative, Neuropsychology & Mythology III / Part 1, do excerto do video em cima.

    “But then we have to talk, continually in the PRESENT because the
    present keeps moving around there’s no way of MAPPING it using a STRUCTURE FROM THE PAST, you can only approximate it. You know it’s like you know if you took a a Google map of Toronto from 10 years ago, and you said well this is the map it’s not going to be UPDATED , it’s like you’d have a real rough time driving around the waterfront because you’d keep running into skyscrapers that you know
    aren’t supposed to be there and so
    There’s the MAP is obviously useful BUT THE UPDATE process is also unbelievably useful.
    And you can also say, if you look at LEFT and the RIGHT you can roughly say that the LEFT IS ON THE SIDE OF UPDATE, and the RIGHT IS ON THE SIDE OF STRUTURE. And you might say well HOW MUCH UPDATE, and HOW MUCH STRUTURE ? It’s like, ENOUGH to solve the PROBLEM, that’s the answer. But what’s the PROBLEM ? IT keeps changing. How do we keep up ? We talk” . ….

  29. mg42

    Diz o inteligentinho cowboyzito:
    “Sofres de um dos maiores complexos por detrás do que ser Socialista representa : Medo de ficar sozinho.”

    Agora sabemos que os Socialistas têm medo de ficar sozinhos.
    Isto é com cada imbecil…

  30. E depois coloca uma imagem da Coreia do Norte que impede os seus cidadãos tal como vários outros países Comunistas…. de emigrarem e assim ficarem sem povo, sozinhos…

    Hehehe.

  31. mg42

    Oh inteligentinho deturpador, depois de te desmacarar enfiando-te nas bentas o pensamento de JBP palavra por palavra. Ainda estou à espera, para além das tuas patéticas defleções autisticas sobre a interpretação de “conceitos”, “sermões” sobre tácticas de subversão politica, e pseudo-psicologia fobistica da mente socialista. De ler uma “brilhante refutação” intelectual autistica da tua parte, e assistir ao teu contorcionismo mental em justificares de que realmente não andas a deturpar o pensamento de JBP para servir à tua cartilha ideológica .

    E para acabar de vez contigo, que és a definição do verdadeiro IDIOTA útil.
    Em relação à suposta “monofobia” da mente socialista. A China que ainda tem lá a foto do seu supremo lider Mao na praça Tiananmen para ser idolatrada e glorificada, e que pretende mandar pra fora 500 milhões de chineses para ir viver em todo o canto do mundo, segundo a tua ideologia autistica de inteligentinhos jovens dinâmicos, já não é Socialista, pois não ?

  32. Curiosa interpretação de desmascarar quando tu como és Socialista nem sabes usar conceitos como “legitimidade”, pois para ti pelos vistos o que não concordas é automaticamente ilegítimo. Peterson é odiado pela Esquerda porque destrói o edifício de dependência que a Esquerda necessita de construir para se sentir segura.
    Como se “demonstra” mais uma vez pelo caso da Venezuela a Esquerda está-se nas tintas quer para o povo, para a pobreza, para os trabalhadores, para a saúde e todas as causas que diz defender. A única causa da Esquerda é o Poder . Assim garante que nunca é abandonada.

    Depois de tanto tempo ainda não notaste que a China não tem falta de pessoas? Também pelos vistos não notaste que só se começou a falar de problemas sociais na China quando os Chineses começaram a poder ficar ricos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.