Password

O deputado Silvano pediu ontem a intervenção da PGR para descobrir quem tinha usado uma password que o próprio cedeu a colega(s), sem antes perguntar a esse(s) colega(s) se, por acaso, a tinham usado. É isto, não é?

Anúncios

5 thoughts on “Password

  1. JMS

    O PSD está a ficar pior que o PS quando se trata de tropeçar no avental.

    Chegaram depois mas, e por isso mesmo, estão mais papistas que o papa.

    E isto não tem nada a ver com a desgraça que o PS provocou ao eleger o Rui Rio como presidente do PSD.

    Não entenderam? É porque andam distraídos.

  2. Rão Arques

    OLHÁ CARTEIRINHA P´RÓ PASSE
    Uma coisa é certa, enquanto a atualidade se centra numa trapalhada das muitas em que os deputados e governantes são férteis e se ajeitam, a geringonça de repetidas trocas e baldrocas com o impoluto Costa ao leme lá vai passando.

  3. JP-A

    Discordo

    Seria isso se como acontece nos hospitais (quando for ao Santo António veja os aparelhos lá nos corredores) houvesse um sistema de registo de presenças onde a deputada, em nome do colega, procedesse ao registo com password fornecida para esse serviço. O que os serviços da AR têm de esclarecer é qual o documento em que os deputados foram informados desse registo por via da entrada na rede. Já lá vão vários dias e ainda ninguém se explicou. Era só o que faltava se um enfermeiro chegasse ao hospital para uma cirurgia e recebendo um SMS de um colega avisando estar doente lhe acedesse ao sistema com permissão de recolha de informação e sonhasse que estava a registar-lhe a presença com efeitos no salário. Até agora, o que tenho visto são deduções em flagrante violação do princípio da presunção de inocência, como provavelmente se vai ver logo à noite naquele programa que tanto dá para presunções cuidadosas como para a desbunda, coforme a personagem em análise. Se a senhora sabia do procedimento é uma coisa. Se não sabia, até melhores explicações estamos muito mal no modo como estamos a lidar com o que nos é despejado. Observe o que [não] se vai passar. Cá estarei para me redimir se tudo isto for uma aldrabice com detalhes escondidos.

  4. Oscar Maximo

    JP-A, os serviços da AR não vão esclarecer coisa nenhuma, ninguém naquelas bandas está interessada nisso. É possível é a constituição da tal Comissão para a Transparência, para inglês ver.

  5. J-PA, concordo consigo: a comunicação social não está muito interessada em esclarecer convenientemente o que se passou e, ao que dizem, também se passa com muitos outros deputados – repare-se como os outros Partidos estão calados.
    Seria importante esclarecer se o picar o ponto, por parte do Silvano, lhe traria alguma vantagem, uma vez ele que podia facilmente justificar a falta, argumentando que esteve em actividade partidária.
    Seria interessante esclarecer a forma como os deputados marcam as suas presenças, nos plenários ou nas reuniões, uma vez que é sabido que muitos fogem para irem tratar das suas vidinhas.
    Teria grande vantagem criticar o sistema informático adoptado na AR para “automaticamente” considerar presente o deputado apenas com a abertura do seu PC – a presença dos deputados deveria ser controlada pelos funcionários administrativos da AR, tal como nas escolas acontece, ou acontecia com os professores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.