Camarada Em Luta Pelo Seu Direito Como Trabalhador

O PCP a oprimir a classe trabalhadora (fonte):

Na participação, apresentada no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, o ex-funcionário, que tinha gabinete nas instalações da Organização Regional de Setúbal (ORS) do PCP, nesta cidade, invoca a criação de um ambiente de hostilidade contra si, que descreve como de «marginalização e perseguição», supostamente para o impedir de «livremente expressar a sua opinião». A fricção com o partido culminou numa diretiva emanada em março deste ano pela direção para mudar o seu local de trabalho de Setúbal para a Quinta da Atalaia, no Seixal, a qual Miguel Casanova entendeu não acatar, com base na disposição legal que estabelece que tal alteração do posto laboral para outro concelho só pode ser efetuada por acordo entre as partes.

Anúncios

6 thoughts on “Camarada Em Luta Pelo Seu Direito Como Trabalhador

  1. Tenho um amigo, militante do PS (não há amigos perfeitos…), que trabalhou vários anos na câmara de Setúbal e quando o PCP voltou ao poder começaram a fazer-lhe a vida negra, até que ele conseguiu transferir-se para outra câmara.
    Em Sesimbra aconteceu o mesmo com um primo meu, também ele do PS (não há famílias perfeitas…).
    Portanto, para o PCP, só os trabalhadores “carneiros” têm direitos.

  2. A. R

    Foi assim que uns malucos sentados num poço de petróleo tornaram a Venezuela num pais que ocupa a cauda do terceiro mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.