Portugal, Espanha & Grécia: Comparação do Poder de Compra

O gráfico abaixo, retirado daqui, mostra o salário médio em diversos países da europa em 2017. Portugal apresenta um salário médio de 846€, Espanha de 1749€ e a Grécia de 917€. Se tivermos Portugal como referência, temos então um salário médio em Espanha em 2017 108% (mais de duas vezes) superior ao de Portugal, e um salário Grego superior em 8%.

Ora bem, um salário mais baixo poderia ser compensado em parte por preços mais baixos… vá lá, através de impostos mais baixos. Vejamos quanto custa o mesmo modelo do Nissan X-Trail em Portugal (fonte), em Espanha (fonte) e na Grécia (fonte). Em relação ao preço de venda recomendado, e tendo por base o preço do carro em Portugal – que é o mais elevado – temos que o mesmo carro em Espanha (aliás, uma versão superior com mais potência) custa menos 16% e o mesmo carro na Grécia custa menos 17%. Se tivermos em conta as ofertas especiais, o mesmo carro em Espanha custa menos 29%; e na Grécia, mesmo sem ofertas especiais, custa menos 6%.

Estes preços mais elevados, poderiam ser compensados por preços de combustíveis mais baixos… e os leitores mais atentos já se apercebem onde quero chegar. Abaixo, o preço dos combustíveis nos diversos países da Europa (fonte). Como sempre, quando se trata de preços, Portugal aparece na linha da frente. Comparando o preço do gasóleo com a Espanha e a Grécia, temos em Portugal um litro a custar 1,5€, em Espanha a custar 1,28€ (menos 15%) e na Grécia a custar 1,45€ (menos 3%).

Pois é. Por milhares de vezes que o governo da geringonça apregoe que a página da austeridade foi virada, a carga fiscal em Portugal está num máximo histórico (fonte).

Triste a sina de ser Português. Temos dos rendimentos mais baixos, e dos preços mais altos.

Anúncios

4 thoughts on “Portugal, Espanha & Grécia: Comparação do Poder de Compra

  1. André Miguel

    Repito o que sempre digo: os portugueses gostam, votam isto há 40 anos. Só temos o que merecemos. Somos um manicómio a céu aberto, os lúcidos emigram.
    A salvação de Portugal está precisamente na sua perdição: a bomba demográfica vai rebentar com tudo. Sem investimento estrangeiro, sem criação de emprego, com a economia estagnada à duas décadas, eu quero ver onde vão aos impostos para manter o país a funcionar (e sustentar tanto parasita) daqui a uma década…

  2. Seria interessante era ver o agravamento da diferença entre o preço de um carro em Espanha nos anos pós geringonça uma vez que a diferença de impostos entre os 2 países não vem de agora mas pelo menos dos anos 90 com a complacência de todos os governos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.