A lei do menor esforço

“O sucesso político deste Governo tem estado intrinsecamente associado ao ciclo económico. Tivesse existido outra evolução macroeconómica, mais adversa, e a situação política seria bem diferente.”

Destaque do meu artigo de hoje no ECO – Economia Online. Sobre a necessidade de temperar algum entusiasmo excessivo.

Anúncios

7 thoughts on “A lei do menor esforço

  1. Manuel Assis Teixeira

    Muito bom! Essa é que é a grande verdade que poucos desmacaram! A este governo bastou-lhe estar quietinho e cativar em força – mas isso não é governar – e deixar o ciclo economico actuar! Este é o grande embuste da governaçao socialista! Tem muito boa imprensa e muito fraca oposiçao! Todos sabem do embuste mas poucos o dizem! E deixam o Costa perorar sobre o sucesso sem uma pergunta incomoda! Mude o ciclo e estamos desgraçados…

  2. Luís Lavoura

    os recursos dirigidos ao consumo encerram uma renúncia ao aforro, representando menos recursos destinados a financiar o investimento

    Erro. Se as pessoas consumirem menos e aforrarem mais, colocarão (na sua maior parte) o dinheiro no banco. E o que é que o banco lhe frá? Financiará o investimento? Não!!! Os bancos só muito minoritariamente financiam o investimento. Os bancos financiam essencialmente o consumo, através de crédito hipotecário ou crédito pessoal. Se não houver consumo, os bancos guardarão o pilim e não lhe farão nada, porque financiar o investimento é uma atividade que consideram demasiadamente arriscada.

    Em Portugal, o investimento vem de fora, ou então de empresas portuguesas que têm dinheiro; não depende do aforro dos portugueses. Não é por os portugueses aforrarem pouco que se investe mais nem menos.

  3. NG

    Lógico. O sucesso político dos nossos adversários tem que ver com o ciclo macroeconómico. O respectivo insucesso, quando ocorre, tem a ver com os erros das políticas que eles defendem!

  4. LUIS LAVOURA : “Se as pessoas consumirem menos e aforrarem mais, colocarão (na sua maior parte) o dinheiro no banco. E o que é que o banco lhe frá? Financiará o investimento? Não!!! Os bancos só muito minoritariamente financiam o investimento.”

    ERRO !
    Os bancos financiam o consumo … de quem não tem economias nem rendimento imediato suficiente … pelo que, por essa via, fazem com que as poupanças sejam reintroduzidas no circuito económico em vez de ficarem adormecidas.
    Um dos consumos financiados é o da habitação, estimulando assim o investimento imobiliário.
    Deste modo, como toda a gente sabe, o financiamento bancário contribui para o aumento do consumo (e não o contrário).
    Mas, para além das familias e do consumo, os bancos financiam sobretudo as empresas, as respectivas necessidades de tesouraria e os respectivos investimentos. Não há práticamente nenhuma empresa, grande ou pequena, que não utilize algum financiamento bancário para a sua actividade.
    Dito isto, as poupanças das pessoas colocadas nos bancos não são apenas depósitos à ordem e a prazo : uma boa parte é aplicada em titulos diversos, das acções às obrigações. Ou seja, trata-se de dinheiro que serve para capitalizar e financiar empresas e … até o Estado !… Ou seja, é dinheiro que no final é aplicado na actividade económica, no investimento e no consumo prodututivo (vamos admitir que, se forem criteriosos, o investimento e o consumo públicos também são … produtivos !…).

  5. LUIS LAVOURA : “Em Portugal, o investimento vem de fora, ou então de empresas portuguesas que têm dinheiro; não depende do aforro dos portugueses. Não é por os portugueses aforrarem pouco que se investe mais nem menos.”

    Obviamente que, mesmo em Portugal, o investimento não vem todo de fora.
    Já agora, “o dinheiro das empresas” (capitais próprios) que é investido é também poupança de portugueses, dos accionistas portugueses.
    Claro, quanto menos os portugueses aforrarem internamente maior é a dependência da poupança externa, do investimento estrangeiro e do … endividamento externo !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.