Porque é que não se ensina política na escola?

O Agrupamento de Escolas Henrique Sommer ilustra bem porque é que a política, e por essa via a doutrinação, deve ser mantida fora da escola.

42139117_1082069251968705_4777229614386774016_n.png

Anúncios

22 thoughts on “Porque é que não se ensina política na escola?

  1. JP-A

    Quando as minhocas vermelhas ocupam parte importante do cérebro, os líricos formados nas escolinhas dos partidos tornam-se perigosos para os países. Há dias apareceu um que julga ter sido eleito PM a dizer com ar angélico que quer uma escola inclusiva em que já para o ano haverá uma solução para a situação específica de cada aluno.

  2. Gaius Octavius

    Está na hora de as escolas começarem a educar as crianças de acordo com a santíssima doutrina da Igreja Marxista dos Últimos Dias do Capitalismo.

    A laicidade do estado cumpriu até aqui o seu papel de manter devidamente segregadas as superstições obscurantistas como o cristianismo, relíquias duma idade bárbara que nunca viu a Luz, mas agora deverá ceder lugar à Única e Verdadeira Fé, o Socialismo, que deverá ser elevado à categoria de religião de oficial de estado, pois é a Verdade, e é pela Verdade que todos os estados se deverão guiar.

    Que as Sagradas Escrituras do Profeta Marx (louvada seja a p*ta que o pariu), que contêm as palavras que lhe foram reveladas pela Deusa História, a cujo o desígnio os homens estão sujeitos, possam por fim iluminar a humanidade que até aqui viveu imersa nas trevas da ignorância, começando logo a ser ensinadas aos pupilos pelos benevolentes monges marxistas.

  3. Sérgio Gonçalves

    Na semana passada arrancou o ano lectivo no agrupamento de escolas da minha filha. A escola organizou um grande certame que foi aberto pelo exmo. Presidente da junta de freguesia. Este sujeito fez um discurso sofrível e completamente desfasado do dia em causa atuando somente na sua promoção. A directora da escola desfez-se em elogios à junta e à câmara (PCP)… Por sinal, fui o único dos presentes que achou ridículo, desnecessário, patético e terceiro mundista a presença do presidente da junta neste dia já que o seu discurso foi merecedor de forte concordância dos presentes. Senti-me claramente a mais e percebi o caminho que se pretende para este cantinho aspirante a país.

  4. Para quando uma disciplina de educação cívica, onde pode caber tudo nas devidas proporções e aprofundamento, desde sexo a religião e civismo passando pela introdução à politica?

  5. Rão Arques,

    Espero que para nunca, e das 25:00 às 26:00. Esses assuntos devem ser ensinados fora da escola, pelas famílias e pelas organizações voluntárias. Um currículo escolar seria sempre formatado. Åà medida do socia-merdalismo vigente.

  6. Luís Lavoura

    Eu tive uma cadeira de Introdução à Política há cerca de 40 anos, quando estava no ensino secundário (no 10º ano salvo erro). Estou certo de que não fui nada endoutrinado e acho que até aprendi coisas bastante úteis nessa cadeira.

  7. FRANCISCO MIGUEL COLAÇO
    Acho pertinente a sua observação. Contudo é minha convicção que fora das escolas, nas famílias como em diferentes organizações também proliferam más formatações bem à medida de crenças e costumes aí instalados.

  8. Interessante o Agrupamento de Escolas Henrique Sommer está-nos a dizer que o dinheiro dos contribuintes que vai para o seu programa de extrema esquerda é injusto.

  9. Oh não!!!! Crianças a serem doutrinadas que o mundo tem uma grande desigualdade nas formas de retribuição pelo trabalho realizado. Meu Deus!!! Onde é que isto vai parar???? Quem salva as crianças de aprenderem que o mundo é injusto?

  10. E o mais irónico é que Henrique Sommer, que dá o nome a este Agrupamento de Escolas foi o fundador da CIMPOR/CECIL, sendo um dos grandes industrialistas e capitalistas do país na 1ª metade do século XX, portanto um daqueles “poucos que ganhou muito enquanto uns muitos ganham pouco”!

  11. Se calhar alguém também se dá ao trabalho de dizer às crianças qua a desigualdade é um problema sério da sociedade actual e que provavelmente elas também serão afectadas por isso. É só “doutrina socialista” para aqueles lado pá!!!
    Toda a gente sabe que as crianças só deviam aprender sobre assuntos não relacionados com ideologias politicas como por exemplo:
    – Que a teoria da evolução é treta e o criacionismo não;
    – As vacinas provocam autismo
    – As alterações climáticas não existem ou se existirem não são provocadas pelo homem;
    – Que ser gay é uma escolha e/ou uma doença;
    – O lugar “natural” de uma mulher é na cozinha;
    – O Estado é o culpado de todos os males do país, não cria riqueza nem acrescenta nada enquanto que no mundo dos negócios é só virtudes;
    – A economia da Difusão Descendente (Trickle-Down Economics) funciona e ajuda os pobres da sociedade;
    – A protecção de minorias e dos mais fracos é Marxismo Cultural e/ou Ideologia de Género.
    – Os sindicatos são todos parasitas e os trabalhadores não precisam de se organizar para melhorar as suas condições de trabalho;
    Enfim… Muitos assuntos apolíticos a serem ensinados à canalha.

  12. Gaius Octavius

    Caro ATAV, tem toda a razão. É difícil de acreditar que em pleno ano II d.C (depois de Costa) do Tempo Novo ainda não se tenha começado a purgar todas as superstições malignas que impedem o progresso do Homem rumo à igualdade venezuelana. Do que é que o nosso governo está à espera?

    Começando logo nas escolas, as crianças deverão aprender que:

    – A teoria da evolução explica as diferenças de temperamento entre cães e lobos mas não explica as diferenças de personalidade entre esquimós e bosquímanos;

    – A homeopatia funciona.

    – As alterações climáticas antropogénicas são um dogma e a sua negação constitui grave blasfémia. Se a blasfémia partir de cientistas, estes deverão ser excomungados da comunidade.

    – Que ser gay nasce com a pessoa mas a inteligência é produto do ambiente.

    – O lugar “natural” de uma mulher é o de peão demagógico nas lutas da esquerda pelo poder;

    – Um Estado só é bom se for um estado das Forças do Bem (a esquerda). Todos os estados que não sejam controlados pela esquerda são opressivos e devem ser derrubados;

    – A economia socialista funciona e ajuda os pobres da sociedade, pois não havendo ricos os pobres já não são pobres em comparação.

    – As minorias e os mais fracos deverão ser protegidos. Excepto se forem minorias brancas, como as da África do Sul.

    – Os sindicatos (mas apenas os dirigidos por comunistas) só deverão ser permitidos em países capitalistas, de modo a enfraquecer o estado burguês. Em estados de Esquerda, como Cuba, os sindicatos não são necessários, pois o estado já representa a vontade dos trabalhadores. Deverão portanto ser abolidos ou permitida a sua existência só para inglês ver.

  13. Rão Arques,

    Antes má formatação que eu escolha do que má formatação que escolham por mim.

    ATAV,

    Antes ignorante por escolha minha do que socialista — logo imbecil — por escolha alheia.

    Se o socialismo funcionasse, desde a África do Sul até ao Zimbabué, passando pela ineludível Venezuela, iria colocá-lo. Go back to the old drawing board and fix your model.

    Lucklucky,

    Continue a colocar o dedo na ferida do socialismo. Continue a molhá-la em cloreto de sódio. Sugestão: mudemos para clorato de potássio. Tem mais Bang for the buck!

    Socialista de todo o mundo,

    Não se metam com um engenheiro. Os modelos que os engenheiros fazem têm de funcionar. Com grande probabilidade são mais inteligentes do que os palavreadores que ladram à Lua. Com maior probabilidade sabem fazer contas e não ca m no conto do vigário, digo, do Costa.

  14. GAIUS OCTAVIUS
    Obrigado por me ter ajudado a demonstrar os dois pontos de vista que pretendia:
    1º – Que o post do autor não tem razão de ser: Não é exequível manter a política fora das escolas. A política toca em muitas matérias lecionadas na escola nomeadamente nas disciplinas de Ciências Naturais, Biologia, História, Filosofia, Economia, etc

    2º Que neste blog a ideologia é o que interessa. O problema que vocês têm não é com a politização das matérias da escola como a que está demonstrada neste post. É com o facto de não ser a vossa propaganda que está a ser imposta às crianças.

    Já agora, nas últimas três eleições votei no PSD ou no CDS e nunca votei no bloco ou na CDU na vida portanto não tente associar-me com as suas tretas às tragédias que o comunismo produziu ou à desgraça da Venezuela. Também sei que a homeopatia e demais “medicinas alternativas” não passam de uma enorme tanga. Relativamente à inteligência, você acha então que o ambiente familiar e a escola onde se vai NÃO são determinantes nas notas e no desenvolvimento cognitivo? Aparentemente você também acha que é melhor que a mulher esteja subalternizada no seu canto do que ter alguém a defender os seus interesses. Que humanista que você me saiu. Quanto às alterações climáticas aconselho-o a familiarizar-se com o conceito de Consenso Científico que não é imutável nem baseado na fé. Aconselho-o igualmente a esconder melhor a sua predileção pelo racialismo. Já está fora de moda há algum tempo…

  15. “Quanto às alterações climáticas aconselho-o a familiarizar-se com o conceito de Consenso Científico que não é imutável nem baseado na fé”

    Hahah, não aprendeste nada sobre o método científico?

    Não sabes nem os cientistas sabem sobre o clima, pois é impossível sabê-lo, demasiadas variáveis potenciais no cimo de uma ignorância de milénios.

    É só uma táctica para formar culpa, por isso é que foi adoptado pelo jornalismo Político ou Marxista e por estara falhar é que o inicial “aquecimento global” foi transformado no Orwelliano “alterações climáticas”.

    Só a religião política se arroga de ser capaz de controlar o clima.

  16. Gaius Octavius

    «Relativamente à inteligência, você acha então que o ambiente familiar e a escola onde se vai NÃO são determinantes nas notas e no desenvolvimento cognitivo?»

    Se eu “acho” ? Ó caro ATAV, eu sou uma pessoa de esquerda e as pessoas de esquerda não têm “achares”, têm certezas. Eu como o ATAV tenho a certeza que ser gay nasce com a pessoa mas a inteligência não. Tenho a certeza que o aquecimento global antropogénico é real. Tenho a certeza que a Mariana Mortágua percebe de economia.

    E é com estas certezas todas que costumo berrar, sem temer o ridículo da contradição, as seguintes frases na cara dos direitalhos:

    “As diferenças de orientação sexual nascem com a pessoa, portanto deixem de tentar mudá-las, seus direitalhos de merda!”

    e

    “As diferenças de inteligência são produto exclusivo do ambiente, portanto podemos mudá-las, seus direitalhos de merda!”

    Também costumo berrar, com a minha altaneira cagança de cientificista e elitista de esquerda:

    “A teoria da evolução explica as diferenças entre seres vivos, seus criacionistas retardados de merda, que acham que eles foram criados por Deus e permaneceram imutáveis até hoje!”

    e

    “A teoria da evolução não explica as diferenças entre humanos, seus racistas de merda, pois, após terem sido criados, permaneceram imutáveis até hoje!”

    Porque como o ATAV bem diz, a crença infundada de que as diferenças comportamentais entre mim e o ATAV têm também uma componente biológica já passou de moda. Hoje não é mais do que um artefacto pseudo-científico duma era reaccionária primitiva, quando os supostos cientistas de então ainda se atreviam a não corroborar os dogmas da esquerda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.