Os resultados das eleições na Suécia, a utopia supra-nacional e a imigração ilimitada

Agora, até na Suécia!… Por João Carlos Espada.

(…) se os partidos clássicos aceitarem a errónea identificação da democracia liberal com a utopia supra-nacional e a imigração ilimitada, alguém vai aparecer no mercado eleitoral para oferecer o que os partidos clássicos não oferecem: a defesa do legítimo sentimento nacional.

Anúncios

6 thoughts on “Os resultados das eleições na Suécia, a utopia supra-nacional e a imigração ilimitada

  1. Oscar Maximo

    Se não fossem hipócritas, os ecologistas eram os 1*s contra a emigração. Em vez de dizerem a pegada é n planetas. diziam que a população devia ser 1/n. E contra a emigração para que o excesso de população não se revelasse tarde demais. Mas toda a gente sabe que estes eco-consumistas são os que mais andam de avião, por lazer. Tal como os que dizem pior da América andam sempre caídos em NY.

  2. Luís Lavoura

    Agora aos direitistas deu-lhes para serem contra a imigração no norte da Europa mas a favor da emigração de Portugal, sem preceberem que a emigração de Portugal se dirige as mais das vezes precisamente para o norte da Europa.
    Felizmente há a União Europeia, que obriga que as migrações sejam livres no interior da União, independentemente da vontade dos direitistas. Caso contrário os nossos emigrantes estariam bem lixados.

  3. Luís Lavoura

    EMS
    1) Há muitos portugueses que, em minha opinião, votam contra os seus próprios interesses, porque entendem mal esses interesses.
    2) Le Pen não é nem pela saída da França da UE nem por restrições à imigração de nacionais de países da UE.

  4. A. R

    “Caso contrário os nossos emigrantes estariam bem lixados”
    Oh, Lavoura devias ser mais inteligente: não são os imigrantes portugueses na Suécia que incomodam os suecos. São parasitas que não trabalham, assaltam, roubam, perseguem crianças, violam e matam, importunam e fazem a vida a vizinhos que bebem cerveja e comem porco, esfaqueiam, sugam a segurança social, vivem em bairros onde a lei do pais que os acolhe não é aplicada, impedem a polícia e bombeiros de actuarem, incendeiam carros e destroem propriedade, vivem em casas climatizadas enquanto pedintes suecos morrem de frio em bancos de jardim, criam redes de prostituição com meninas de 13 anos que andam de mão em mão, traficam droga, cagam/urinam/masturbam-se publicamente.

    90% da criminalidade na Suécia é cometida por uma pequena minoria!

    E a tua opinião sobre o bolivarismo que tanto defendias?

  5. Parece que João Carlos Espada acordou…

    A quem interessam Partidos Conservadores que não querem conservar nada?

    “1) Há muitos portugueses que, em minha opinião, votam contra os seus próprios interesses, porque entendem mal esses interesses.”

    Os portugueses em França votam em Le Pen porque não querem a porcaria de onde fugiram e o mesmo se passa com vários “muçulmanos” que votam em Le Pen. Não é bem verdade porque a Le Pen só criaria uma Venezuela com as ideias económicas que tem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.