Salário Igual Para Trabalho Igual

Os nossos ilustres políticos na sua eterna ignorância, demagogia e busca do populismo não param de surpreender, como revela a notícia abaixo retirada daqui.

Segunda essa notícia, a lei passa a obrigar que seja “consagrada a presunção de discriminação remuneratória nos casos em que o trabalhador alegue estar a ser discriminado e o empregador não apresente uma política remuneratória transparente, que permita demonstrar que as diferenças alegadas se baseiam em critérios objetivos” – é tão bom ser empresário em Portugal (com a Venezuela aqui tão perto).

Existem vários estudos e factos que demonstram que essa desigualdade não existe de todo, se compararmos as qualificações, experiência, tipo de emprego e horas trabalhadas – como descrito no vídeo abaixo. Para quem estiver interessado em mais detalhes, recomendo vivamente a leitura de “Economic Facts and Fallacies” de Thomas Sowell.

No entanto, o que interessa à comunicação social e à intelligentsia é perpetuar este mito da desigualdade salarial com base no género.

A falácia de que as mulheres ganham menos que os homens para trabalho igual fica demonstrada nesta questão: Se os empresários são tão “gananciosos”, porque não contratam apenas mulheres?

Anúncios

10 pensamentos sobre “Salário Igual Para Trabalho Igual

  1. JP-A


    Quase jurava que a igualdade de salário para o mesmo trabalho estava já plasmada (Artigo 31.º – Igualdade de condições de trabalho) do código do trabalho há muitos anos. Outra coisa que gostava de perceber é como um balanço de uma empresa evidencia diferenças remuneratórias. Não tarda e vem uma lei para controlar a relação das rações distribuídas entre cães e as cadelas, nas vertentes de frequentadores e não frequentadores de estabelecimentos de restauração.

  2. André Miguel

    Quando uma nação atinge um determinado nível de desenvolvimento (com boas infraestruturas, escolas, hospitais, estradas, energia, etc, e um sector privado minimamente eficiente) aos políticos não sobra senão inventar trabalho para justificar e perpetuar o cargo. Resultado: só sai merda daquelas cabeças. E pagamos essa merda a peso de ouro com nossos impostos.

    Façamos essa reflexão de uma vez por todas, de forma séria e profunda: para que precisamos de tantos políticos? Para quê tantos cargos públicos? Necessitaremos mesmo de tantas “cabecinhas pensadoras” para nos governarmos?

    Se a resposta não for negativa, além de ignorantes, somos um povo de imberbes irresponsáveis. Depois de 40 anos cada vez tenho menos dúvidas quanto a isso.

  3. É preciso promover a economia Marxista.

    Dar emprego a burocratas que não fazem nada de útil para fingir que o socialismo está ser cumprido.

  4. André Miguel

    Lucky, não é para fingir, é mesmo para cumprir.
    Arrisco dizer que neste momento em Portugal temos um terço do país a trabalhar para produzir algo, um terço no inactivo (menores de idade e pensionistas) e outro terço a inventar legislação e fingir que trabalha (leia-se: políticos e funcionários que directa ou indirectamente trabalham para o Estado). Não fosse a “malvada” UE e já tínhamos dado o estoiro à muito.

  5. Este socialismo tem muitos “promotores”…é capitalismo com a próprias coisas e socialismo com as coisas dos outros.
    E a UE é a mesma cultura da regulação, impostos. Lá por serem menos maus não quer dizer que o caminho não seja o mesmo.

  6. André Miguel

    Lucky,
    Completamente de acordo.
    Só falei na UE porque são os seus subsídios que nos seguram por arames, se o país tivesse que viver daquilo que produz, os nativos há muito que comiam areia e bebiam agua do mar…

  7. André Miguel

    Francisco, bem visto. O Sul também, até o Alentejo tem excedente na balança comercial. Não fosse Lisboa e até seriamos um país decente. Já o Eça tinha topado A Capital.

  8. joaquim

    Na minha empresa tenho várias colegas com as mesmas funções a ganhar mais do que eu. Será que me vão aumentar o salário ou a igualdade é de sentido único ?

  9. Fala-se em salario igual para trabalho igual !…Buros . Digam salario igual para produtividade igual . Conheci uma trabalhadora que tinha uma hora para dar leite ao bebe . pois bem , chegava às 8 horas à porta da fabrica com o marido O marido entrava para o trabalho e ela ficava no carro até às 9 horas a fazer tricot .
    Fala-se em igualdade de direitos mas não oiço falar de igualdade de obrigações .
    Fala-se em aumento do salario minimo (ele pode ficar mais pobre com o aumento
    o que os burros não entendem ) . Deviam preocupar-se mais com a formação para aumento da produtividade mas isto não dá votos ..Existe uma Comissão para a Cidadania (quantos boys?) . Leiam o Correio da Manhã e verão o que é a lusa cidadania que só poderia ser fruto deste Abril aguas mil …Só agua !… E existe ainda uma Comissão para a Igualdade de Genero – lugares de topo ocupados não pela competencia mas sim pelo sexo- sempre contra natura – A burrice no seu melhor . Ainda não entenderam que a mulher tem que limpar o cu da frente para trás e não como faz o homem de trás para a frente . Aprendam burras …Mas afinal o homem não é um fruto feminino ???….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.