A Propósito Da Retirada Do Convite A Marine Le Pen Na Web Summit

A participação de Yanis Varoufakis ou de Jeremy Corbyn no Web Summit seria com certeza recebida em êxtase pela mesma intelligentsia que idolatra e defende a implementação de modelos e sociedades comunistas.

Imagens que valem mil palavras:

Anúncios

21 thoughts on “A Propósito Da Retirada Do Convite A Marine Le Pen Na Web Summit

  1. JP-A

    Tem havido muita complacência para com uma parte da população que não passa de pequenos e grandes Robles, toda orgulhosa em ser gente “de esquerda”, ou melhor, de uma esquerda com o rasto aqui bem representado em desenhos e números, que é o último e mais eficaz recurso para se lidar com pessoas que tentam fazer os outros passar por atrasados mentais. O único desconto que se pode dar a esta gente é que muitos dos que estão na causa, comandados pelos sabichões bem instruídos em manhas, nem fazem ideia do que apoiam porque já lhes fizeram a lavagem cerebral em pequeninos e o cérebro atrofiou de tal modo que não há remédio que lhes acuda. Esses pouco mais percebem do que a razão das bandeiras, dos bater dos bombos e da cantiga de grândola para acompanhar as frases feitas há 100 anos, repetidas hoje como se o tempo e o mundo tivessem parado. Depois há outros, com os quais já tive oportunidade de conviver, que por razões que não sou capaz de tipificar do ponto de vista psiquiátrico e cognitivo, mudaram o voto do PSD para o BE porque acham aquilo muito fixe. Para esta gente o sangue é todo de cabidela.

  2. Vitor Pereira

    A politica é um palco onde os protagonistas fingem as personagens, roubando vida ao povo.

  3. Gaius Octavius

    A Esquerda responderá obviamente, como responde sempre, que a extrema-direita odeia por motivos raciais e por isso não é comparável ao comunismo. Mas quem estabeleceu a moral, que actualmente vigora no Ocidente, segundo a qual matar pessoas pela raça é pior que matar por outro motivo qualquer? A Esquerda e a “Direita” que partilha dessa mesma moral. E enquanto esta moral que nos foi imposta não for destruída, não será possível fazer frente à extrema-esquerda aqui no Ocidente.

  4. É bem verdade; o que se conheceu até hoje foram ditaduras de fachada comunista.
    Nunca, em tempo algum, existiu um regime político em que não houvesse exploração do homem pelo homem nem propriedade privada…

    Combater a ideia comunista invocando ditaduras de fachada socialista é uma falácia de quem não tem argumentos à altura.

  5. A. R

    Marine Le Pen será poder mais tarde ou mais cedo e pedirá responsabilidades! Veja-se o episódio do segurança de Macron: a França está em plano inclinado e entregue aos bichos.

  6. ANEDOTA SOVIÉTICA:

    O Joãozinho faz uma composição: A minha gata teve sete gatos. São todos comunistas.

    Na semana seguinte faz uma outra composição: Os meus sete gatinhos são agora capitalistas. Já abriram os olhos.

  7. A um Chuchka (o equivalente dos esquimós na Rússia) é perguntado o que faria se a fronteira soviética fosse aberta- Responseu:

    — Subiria à árvore mais alta.

    — E porquê?

    — Para não ser atropelado pela debandada da multidão.

    Então perguntaram-me o que faria se abrissem a fronteira dos Estados Unidos.

    — Subiria à árvore mais alta.

    — Para não ser atropelado?

    — Não. Para ver bem a cara do primeiro doido que viesse para aqui.

  8. P: Qual é o problema maior dos recursos humanos do socialismo?
    R: É dar o poder aos [recitadores da cartilha]* e esperar que exerçam o seu cargo com inteligência e competência.

    * A tradução talvez não esteja muito literal, mas é mais ou menos isso a que soa.

    Queixa do De Gaulle: Tenho cem agentes culturais. Um é pedófilo. Quero condená-lo mas não sei qual é.
    Queixa do Reagan: Tenho cem assessores. Um é espião russo. Procuro-o avidamente, mas não sei qual é.
    Queixa do Brezhnev: Tenho cem economistas. Um é competente. Não sei qual é.

  9. “Combater a ideia comunista invocando ditaduras de fachada socialista é uma falácia de quem não tem argumentos à altura.”

    O manolo heredia nem percebe a sua própria natureza:

    Qualquer ideia socialista/comunista não tem limites ao poder sobre os outros.
    Quer sempre obrigar quem não é socialista a ser socialista.

  10. O problema de toda esta conversa do “X era / não era o verdadeiro socialismo” é que nem há bem uma definição bem definida (passe a redundância) do que é “socialismo”, para se poder ver objetivamente se o país X era ou não comunista – isto é, e pegando em vários autoproclamados socialistas, o que há em comum entre Owen, Proudhon, Tucker, Kropotkine, Bakunine, Pannekoek, Vaneigen, Gorter, Bordiga, Trotsky, Mao, Lenine, Estaline, Jack Fitzgerald, Chavez, Kautsky, Orwell, Mário Soares, Olof Palm, Spengler, Hitler, etc.??

  11. Gaius Octavius

    Já que estamos numa de anedotas, deixo aqui algumas:

    Na União Soviética, um homem esperava numa fila há 5 horas para comprar carne. Quando chegou a sua vez descobriu que a carne já tinha acabado. Desesperado, começa a disparar impropérios e a lamentar-se sobre quão horrível era o socialismo. Um polícia que estava ali ao pé chega-se ao pé dele e diz: “Silêncio, velho! Não sabes o que fazemos a pessoas como tu?” E, dizendo isto, saca da pistola, que estava travada, aponta-a ao homem e carrega no gatilho, só para o assustar. O homem, nem se crendo da sua sorte por ter escapado com vida, vai a correr para casa e, eufórico, diz à mulher: “Querida, tenho uma má e uma boa notícia. A má é que eles já não têm carne. A boa, é que eles também já não têm balas!”

  12. Gaius Octavius

    Três ex-colegas de trabalho encontram-se num gulag e perguntam uns aos outros o que fizeram para ir lá parar. Um deles diz: “Eu cheguei dez minutos atrasado ao trabalho e por isso fui acusado de sabotagem a mando do Ocidente”. Outro diz: “Eu cheguei dez minutos adiantado ao trabalho e por isso fui acusado de espionagem ao serviço do Ocidente”. E o último diz: “Bem, eu cheguei a horas ao trabalho, e por isso fui acusado de ter um relógio fabricado no Ocidente.”

  13. Num comício na URSS, no fim da Segunda Guerra, um velho segura um cartaz que diz: «Agradeço ao Camarada Estaline a minha infância feliz».

    Um comissário político aproxima-se: «Oh homem, você sabe o que está a dizer? Quando você era catraio o socialismo ainda não tinha sido implantado! Nem o Camarada Estaline tinha nascido!»

    E o velho respondeu:

    — Ora, precisamente.

  14. Muito boas Francisco 🙂

    Gaius, no dia em que os jornais não eram Marxistas esta que escreveste foi enviada e premiada no Diário Popular – tinha uma página de concurso de anedotas – nos anos 80:

    “Três ex-colegas de trabalho encontram-se num gulag e perguntam uns aos outros o que fizeram para ir lá parar. Um deles diz: “Eu cheguei dez minutos atrasado ao trabalho e por isso fui acusado de sabotagem a mando do Ocidente”. Outro diz: “Eu cheguei dez minutos adiantado ao trabalho e por isso fui acusado de espionagem ao serviço do Ocidente”. E o último diz: “Bem, eu cheguei a horas ao trabalho, e por isso fui acusado de ter um relógio fabricado no Ocidente.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.