Portugal e a escravatura

Portugal e a escravatura: dois mal-entendidos. Por João Pedro Marques.

Há dezenas de bons livros de História, escritos por historiadores competentes, onde qualquer pessoa pode aprofundar o seu conhecimento sobre esta matéria. Estranho, por isso, que Fernanda Câncio continue a reproduzir o mesmo mal-informado discurso, sem alterações assinaláveis de Abril de 2017 até agora. Fala em mitos e exige que se conte a verdadeira história, mas não parece estar a par da verdade histórica e não se dá conta de que ela própria perpetua mitos que invertem os mitos que diz combater. É interessante ver que no quadro quantitativo do tráfico transatlântico de escravos em que Fernanda Câncio se apoiou está bem explícito que se trata de números de Portugal e do Brasil, como pode verificar-se neste link. Mas, no seu artigo no DN, Câncio cortou a referência ao Brasil e Portugal ficou “sozinho” — como ela própria diz — no pelourinho da opinião pública. Estou convencido de que o corte da referência ao Brasil não foi intencional ou malicioso, com o propósito de manipular o leitor. Julgo, isso sim, que Fernanda Câncio o terá feito devido a uma mistura de desconhecimento dos factos e de preconceito ideológico.

E é sobretudo isso que estes quinze meses de debate sobre a antiga escravatura nos têm mostrado à exaustão: gente cheia de ideias apressadas, que mal conhece os factos de que fala e que tem toneladas de preconceitos ideológicos. O diálogo com essas pessoas é difícil e improdutivo, porque de um lado está o saber histórico e do outro a ideologia política e os preceitos morais.

Se o fito de Fernanda Câncio for esclarecer a opinião pública, então deve parar um pouco para se informar melhor. Mas se a sua intenção for flagelar Portugal, torná-lo responsável por muito do que de mau existiu na história, fazê-lo campeão das iniquidades, se o seu propósito for culpabilizar os actuais portugueses, fazendo-os crer que os seus antepassados eram invulgarmente nocivos e cruéis, então não precisa de se informar, é só continuar na mesma senda.

Anúncios

9 thoughts on “Portugal e a escravatura

  1. Ork ragnarok

    Ah. Se foi Portugal e Brasil então não faz mal que os capitalistas luso-brasileiros tenham deportado milhões de pessoas para a escravatura.

    Aliás, é sabido que naqueles tempos não havia qualquer relação entre os empresários esclavagistas tugas e brazucas…

  2. No entanto, também me parece que a introdução do texto da FC merece reflexão e não só a sua “mistura de desconhecimento dos factos e de preconceito ideológico”. O mesmo se passou com T. Blair que pediu desculpas pelo holocausto(!!!), mas não pela escravatura. Somos todos iguais…

  3. “Aliás, é sabido que naqueles tempos não havia qualquer relação entre os empresários esclavagistas tugas e brazucas…”

    Curioso esqueceste-te dos Empresários Esclavagistas Africanos. Que já lá estavam antes dos Portugueses . Onde julgas que fomos buscar a ideia?

    Porque será que te esqueceste?

    Nunca leste nada sobre o Reino do Congo?

  4. Não tendo muito que ver com os Portugueses já agora ela que fale das amazonas de Dahomey e como capturavam escravos.

    Quando é que uma feminista pede perdão?

  5. Caro lucky.

    Eu esqueci-me onde ?

    Está a falar-se da questão especifica da escravatura praticada pelos capitalistas portugueses e não da escravatura em geral.

    Se é para desviar a conversa e desculpar não resulta.

    Porque, por exemplo, o holodomor também não é desculpável pelo evento semelhante da fome de Bengala provocada pelo império capitalista inglês.

  6. … e depois se o Hitler matou judeus, antes disso os espanhois e portugueses também mataram e escurraçaram judeus…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.