Há greve porque a escola é pública

“Esta semana, ao ver os dirigentes sindicais vangloriarem-se dos efeitos das greves dos professores sobre os processos de avaliação dos estudantes, fiquei indignado.”

Destaque do meu artigo de hoje no ECO – Economia Online. Sobre os sistemas de incentivos da política em redor da educação em Portugal.

Anúncios

6 thoughts on “Há greve porque a escola é pública

  1. Oscar Maximo

    E a greve é decretada por uma organização de Utilidade Pública, que combate o Estado, ou seja, numa democracia combate o povo (e com o dinheiro deste).

  2. Ricciardi

    No sector público não há receio de fazer greve. Parece me ser esta a razao essencial.

    Eu não concordo com greves temáticas. Greve aos exames por exemplo. Mas acho que a greve é um instrumento potente que evita abusos por parte das entidades patronais.

    Por exemplo a greve na raynnair foi útil e justa, também para os clientes que merecem ter pilotos com o devido descanso.

    A escola deve ser publica, ou melhor, universal, mas totalmente concessionada a privados. Pelo menos nas cidades onde pode haver concorrência sã.

    Feitas as contas a olho cada português paga cerca de 4,5 mil euros por ano para a educação pública. Mais ou menos 400 euros por mês.

    Além disso, aqueles que querem os seus filhos no Colégio privado tem de desembolsar uns 250 a 300 euros por mês para além do valor em impostos pagos, os tais 400 euros.

    Este é um sector, ao contrário da saúde, onde compensa ao estado dar um cheque ensino a população. O estado poupava cerca de 20%. No mínimo. E cada um escolheria a escola que quisesse, dentro do principio de que, sendo privados com dinheiros públicos, não poderiam selecionar alunos.

    Rb

  3. A. R

    É o desprezo total por pais e crianças de um sistema de ensino em grande parte falido e inquinado ideologicamente.

    Por isso qualque pobre demora a sair da pobreza 125 anos: a culpa é principalmente de um sistema de ensino marxista de fio a pavio.

  4. É verdade.

    Os trabalhadores do privado são cada vez mais limitados nos seus direitos, inclusive o da greve.

    Mas não se preocupem.

    É só questão de continuarem as vossas “reformas estruturais”.

    Se conseguirem pôr as pessoas mesmo desesperadas elas vão voltar a fazer greve até no privado.

    Não se esqueçam que historicamente as primeiras grandes vagas de greves foram no setor privado.

    Yes you can.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.