Catarina Martins e as Descobertas

Anúncios

37 thoughts on “Catarina Martins e as Descobertas

  1. Se essa senhora continuar,por este caminhar,ainda vamos ter vergonha da nossa história.Ela pode ter,nós não.Ela pode ter glória de gostar da história da Coreia do Norte,da Antiga União Soviética da China e outras iguais que ela nunca criticou, e por aquilo que diz se sente orgulhosa e admiradora.Mas nós portugueses temos orgulho na nossa história. Só não entendo porque ela está a levar o nosso dinheiro no Parlamento. Não haverá por esse lugar,casa da democracia lhe dê a resposta que merece.Se não gosta vá embora.Mas não vai.As mordomias são muitas.

  2. Que tristeza de post.

    A gaja limitou-se a dizer a verdade.

    E este pessoal a fazer birrinha como meninos que querem manter o seu pequeno mundinho de faz de conta de heróis cavalheirescos de armadura branca – que na realidade eram piratas que saquearam o mundo – enquanto tentam manter as ossadas dos escravos escondidas no armário a transbordar.

  3. Caro Colaço.

    Então você agora é a favor do “estado islâmico” católico que levou a cabo a nossa sangrenta expansão?

    A sua sorte é que ainda não existiam mórmons naquela altura.

    Porque senão acabavam todos esturricados nas fogueiras dos seus amiguinhos cristãos da outra seita.

  4. Querem ver que anda por aí um ORK-RAGNAROC ou sei lá como se chama que não gostou do que escrevi,pelo nome que usa deve ser um qualquer coisa travestido de moralista.Estes meninos,tem idade suficiente para saber aquilo que passaram,coisa que sua senhoria ORK de certo não tem. Não fale daquilo que não quer saber,o que é diferente de saber,mas por aquilo que escreve quando tudo se deu ainda não teria nascido.fico por aqui,de certo que não concordo com muito que por aqui vai,mas somente as asneiras e os insultos.Isso não concordo.Por mim assunto acabado.

  5. Quando é que a Catarina Martins pede desculpa pelos milhões de mortos do Marxismo no Século XX ?

    ——
    Isto só são táticas Marxistas para conseguir Poder.

    A culpa é a melhor táctica para tirar poder a uma pessoa. Neutraliza-a. Já não se defende.

    É isso que quer a Catarina Martins com a ajuda do jornalismo Marxista.

  6. joaquim

    Pode começar por pedir desculpas às vitimas do gangue de criminosos de extrema esquerda ( do qual fazia parte o paizinho) que andaram a assaltar bancos e a matar gente nos idos de 70.

  7. joaquim

    Como é que um palerma que se intitula Ork e abomina este blog, passa aqui o tempo a indignar-se. Vai-te lavar pá, que cheiras a cão com pulgas.

  8. Escrever pérolas em latim é mesmo atirá-las aos porcos.

    Pois diga à Cacarina que nunca teve o seu grande traseiro em África que o Francisco Colaço ouviu, espantado, um congolês dizer estas palavras (em francês, obviamente): deveríamos ter sido civilizados pelos portugueses.

    Explicou-me depois porque achava isso. Deixei de ficar espantado.

    Já agora, em pleno Mundial de 2006, imagine que equipa os congoleses seguiam. Não era a França.

    Camaroneses e guinéus.equatorianos disseram-me a mesma coisa, mas sem tanta veemência. Vá-se lá saber porquê.

    E com as palavras do Jean-Phillipe e as preferências dos congoleses deixo de acreditar no que diz uma descerebrada qualquer em Portugal. Acreditarei em traços de inteligência na dita quasi-humana quando a vir a desenvolver a série de Fourier da função triangular à minha frente.

  9. A. R

    Curiosamente esta esquerda não aprende nada: são como tamancos.

    As guerras civis que o PCP instalou em Angola, Moçambique e Guiné mataram muito mais gente que os decorrentes da escravatura: convém lembrar que os escravos eram feitos pelos negros.

    Além disso a esquerda, depois de 120 milhões de mortos e todo o racismo que trouxe (basta lembrar que os terroristas das províncias ultramarinas instruídas na URSS eram separados dos brancos) e depois do descalabro soviético que despejou num país, empobrecido pelo golpe de estado do 25A, dezenas de milhares de russos, ucranianos, romenos, etc a fazer os trabalhos mais humildes mesmo assim não aprendeu!

    Depois das deportações étnicas Estalinistas armam-se em guardiões da moral. Não aprenderam!

  10. O objectivo de um Marxista não é aprender, nunca foi, já sabem tudo.
    É ter o Poder total.

    E como os Jornalistas são Marxistas na sua grande maioria ela tem o caminho livre para determinar o que as pessoas pensam.

  11. Caro Alves

    Asneiras e insultos é reconhecer que o império suga era violento e escravagista?

    Então coisa acertada e respeitosa é o quê?

    Dizer que os povos estrangeiros se entregaram voluntáriamente e os escravos saltavam alegremente para dentro dos navios negreiros?

    Se você soubesse o que é o respeito e tivesse algum amor á verdade tinha vergonha do que diz.

  12. Caro AR

    Pelo que diz toda a resistência á ocupação portuguesa era devida ao PCP.

    Do Gongunhana aos defensores de Ceuta eram todos marxistas pá.

  13. caro Colaço.

    É isso.

    O sonho de todos os povos africanos é ser colonizado.

    O PCP é que os obrigou a lutar pelas independências, que nenhum pretinho a queria, coitados.

  14. Caro Joaquim.

    Se tomar banho a escravatura e a conquista violenta imperial desaparecem dos livros de história?

    Acha que é assim tão fácil limpar a história?

    E a do paizinho não é esta, é a outra.

  15. Caro Luky.

    O bloco de esquerda já condenou várias vezes os crimes das ditaduras de esquerda.

    Se não fosse eu a ir-vos dizendo algumas coisas vocês não sabiam mesmo nada de anda.

    Estes blogs são mesmo do outro mundo.

  16. André Miguel

    Mas então, se pedirmos desculpa, eles não teriam também de agradecer termos levado a civilização até lá? É que deixámos por lá caminhos de ferro, estradas, redes de energia, saneamento, escolas, hospitais, que os tipos escangalharam em três tempos, é verdade, mas não fosse isso e hoje ainda viviam em barracas de colmo.
    Esta esquerdalha tenha mas é juízo e deixe de morder a mão que os alimenta.

  17. André Miguel

    Alguém pode colocar aqui links com o BE ou PCP a criticar ou pedir desculpa pelos genocídios do comunismo no sec. XX? Obrigado.

  18. Caro Miguel.

    O bloco já fez dezenas de declarações nesse sentido.

    Simplesmente na imprensa abafam sempre o assunto, ou simplesmente não mencionam ou mencionam uma frase solta no meio de algum texto, de maneira a abafar a coisa.

    E não são blogs de propaganda de extrema direita como este que vão falar no assunto.

    Quem vive da informação destes blogs propagandisticos acaba completamente alienado da realidade – é para isso mesmo que estes blogs servem.

    Aqui vai um exemplo.

    “Bloco de Esquerda condena prisão de opositores cubanos
    09.04.2003 | Fonte de informações: Pravda.ru

    Depois da detenção de 78 jornalistas, intelectuais, activistas dos direitos humanos e opositores ao regime cubano, sete dos acusados foram condenados a prisões entre os 15 e os 25 anos por delito de opinião. A avançada idade de muitos destes presos políticos condena-os, na realidade, a uma pena de prisão perpétua.

    O Bloco de Esquerda condena a prisão destes activistas, assim como a recorrente violação dos direitos humanos e das liberdades de expressão e de associação em Cuba, considerando que todos os regimes se devem pautar pelo respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades cívicas e democráticas.
    O Bloco de Esquerda apela à libertação imediata de todos os jornalistas, intelectuais e opositores pacíficos ao regime cubano.
    O Bloco de Esquerda considera que a existência de um bloqueio económico injusto por parte dos Estados Unidos, associada a uma ocupação militar de uma parcela do território cubano e à criação de um permanente clima de instabilidade naquele país, não pode ser considerada como justificativa de qualquer atentado aos direitos democráticos fundamentais.
    A Comissão Permanente do Bloco de Esquerda
    Fernando Rosas

    Francisco Louçã

    Luís Fazenda

    João Teixeira Lopes
    Miguel Portas

    bloco.org

    https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwju0Ozuw9DbAhUJXBQKHbUxCCwQFggpMAA&url=http%3A%2F%2Fport.pravda.ru%2Fnews%2Fcplp%2Fportugal%2F09-04-2003%2F1763-0%2F&usg=AOvVaw1IqIcmt0zdYUz4ZyKkzCR1

  19. “Bloco condena teste nuclear da Coreia do Norte

    O Bloco condena a explosão nuclear da Coreia do Norte que acentua as tensões regionais e sublinha o perigo da existência e proliferação de armas nucleares. O Bloco sempre defendeu o fim das ameaças nucleares e defende a destruição de todos os arsenais nucleares, porque constituem um perigo para a humanidade.

    Comunicado do Bloco de Esquerda (na íntegra)

    O Bloco de Esquerda condena a iniciativa nuclear da Coreia do Norte

    O Bloco de Esquerda condena a explosão nuclear desencadeada pela Coreia do Norte. Esta iniciativa militar acentua as tensões regionais e sublinha o perigo da existência e proliferação de armas nucleares.

    O Bloco sempre defendeu o fim das ameaças nucleares. As experiências trágicas de Hiroxima e Nagasaqui, bem como as situações posteriores em que esteve eminente o uso de armas nucleares, como quando da Crise dos Mísseis em Cuba ou noutros casos, demonstram que o mundo fica mais seguro sem armas nucleares. O Bloco defende a destruição de todos os arsenais nucleares, porque constituem um perigo para a humanidade. Tanto as potências nucleares declaradas quanto as que entretanto adquiriram capacidade nuclear, como foi o caso da Índia, Paquistão e Israel, devem comprometer-se com o desarmamento nuclear.

    O Bloco defende uma península coreana sem armas nucleares e critica a política armamentista que já provocou uma guerra na região e que tem mantido uma elevada tensão desde então. Por maioria de razão, o Bloco denuncia todas as formas de ameaça que conduzam a conflitos e guerras na região.

    Criado em 10 outubro 2006”

    https://www.bloco.org/arquivo-topmenu-47/38-noticias/285-bloco-condena-teste-nuclear-da-coreia-do-norte.html

  20. “a ilusão da revolução cultural chinesa, com uma aparência de participação popular, totalmente instrumentalizada dentro da luta de fações do PC Chinês, conduzindo a momentos de repressão que são, não só horrendos, como grotescos do ponto de vista político. É uma enorme farsa política, mas é certo que para muitos jovens, no pós-maio de 1968, a revolução cultural chinesa aparecia como uma alternativa”.

    Francisco Louçã

    Prefácio do livro de Montefiore “O czar vermelho”

    https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiA-93I6NDbAhWIShQKHS4bDoUQFggyMAE&url=https%3A%2F%2Fwww.wook.pt%2Flivro%2Festaline-a-corte-do-czar-vermelho-simon-sebag-montefiore%2F187924&usg=AOvVaw2aiuh3b9FIgcnWo-ikh-lt

  21. “Trata-se de um inventário horrendo sobre o tempo de Estaline, sobre as suas vítimas, num partido que dificilmente estava preparado para fazer a desestalinização, o que, aliás, demora muito tempo. Entre o relatório e o reconhecimento das vítimas vão passar ain-
da dezenas de anos em alguns casos”.

    Francisco Louçã

    Prefácio do livro de Montefiore “O czar vermelho”

  22. Não quero entrar em polémica,porque não tenho os graus académicos do senhor org,qualquer coisa. Mas eu assino com o meu nome.Li e reli muitas vezes aquilo que aqui se escreveu.e pelas ultimas coisas escritas esses senhores esquerdistas por tudo aquilo que disseram que fizera ainda vão ser postos num altar para veneração de seus discípulos,ou melhor ainda.Fazer um Panteão Nacional só para esses defensores das democracias.Não concordo já disse com insultos,nunca os vão ver aqui escritos por mim. Acredite se quiser,Nunca houve em tempo algo parecido com o sucedido na Ex URSS,China, e todos aqueles que se lhe juntaram.Não custa admitir. Quanto a descolonizações,escravidão ect.ect. durante centos de anos,Sei por que li,e não só! Nem tudo foram rosas nem tudo foram espinhos. Tapar o sol com uma peneira,não é ignorância.,é não querer ver o óbvio.Quem o ler.ou ler muito daquilo que por aí está, certamente ficará esclarecido,dos seus?vossos entendimentos daquilo que foram Portugal e os portugueses durante centenas de anos,rasgar as páginas da história e reescreve-la de acordo com essa Catarina e outros que por aí andam. Por mim tenho muita honra na história de Portugal,naqueles que a seu modo a escreveram e vêm a escrever há centenas de anos.Posso não saber muito.Não tive possibilidade de frfequentar escolas superiores Universidades,colégios privados.Fiquei no minímo que no meu tempo era possível e obrigatório. A Vida já longa me ensinou alguma coisa,e para terminar,sei pouco,mas acredite sei um pouco mais que o senhor pensa que sei.Por mim Chega.Fique V.Senhoria muito bem com suas ideias,e fico com as minhas,Mas de aprender,posso e agradeço a quem me ensina..De educação e portuguesismo não recebo lições de ninguém.

  23. Caro Alves.

    – Eu insultei-o onde?

    – Eu não sou comunista e em certos aspetos até sou anti-comunista. Apenas estou a repor a verdade dos factos.

    – A verdade dos factos é que o império português foi um projecto de conquista agressiva que durante a maior parte do tempo baseou a sua economia na escravatura.

    – A verdade dos factos é que o bloco de esquerda, goste-se ou não dele, também reconhece os crimes dos regimes esquerdistas.

    – Logo, a verdade dos factos é que a gaja não só tem razão naquilo que diz, como tem autoridade moral para o fazer.

  24. André Miguel

    Quem apregoa viver à custa de quem trabalha, quem defende “a cada um conforme as suas necessidades, de cada um consoante das suas capacidades”, não tem autoridade moral alguma, ZERO! Não merece sequer merece o ar que respira. É alguém diabólico e perigoso. Pode escrever e dizer as baboseiras que quiser, mas é alguém que não faz falta alguma neste mundo.

  25. Caro Miguel.

    Você está a querer dizer que os comunistas não trabalham?

    Vocês não têm vergonha do nível ético e intelectual da vossa conversa?

  26. Não é nada de novo.Muitos têm tentado reescrever a história a seu gosto.Não sei tão pouco a mim me interessam as suas opções politicas.Mas não pode apagar a história de Portugal tal como ela foi vivida. Apenas um pequeno detalhe.Não escreveu uma única palavra daquilo que os portugueses fizeram ao longo de toda a sua história das descobertas.Como quer que se classifique esse seu pendor de dizer mal de tudo.Será que nada se fez de bom. Será que tudo o que os portugueses fizeram por esse mundo fora foi tudo um crime?Não sei as suas razões para dizer mal de tudo. Se até as mais famosas Universidades internacionalmente reconhecidas por esse mundo fora, falam da epopeia marítima de Portugal,e nunca,mas nunca li tamanho desaforo como o que aqui neste lugar se tem dito de apoucamento de Portugal e dos portugueses.Já agora e para terminar.Aconselhava que o senhor lesse o livro: História da Expansão e do Império Português.
    João Paulo Oliveira e Costa(coordenador) José Damião Rodrigues Pedro Aires Oliveira.É pequeno apenas 679 páginas. O mal e o bem lá estão.Tenha uma boa leitura e boa noite.Foi um enorme prazer trocar estas palavras com o senhor.Continuo a aprender.

  27. Caro Alves.

    Mas qual reescrever a história.

    A conquista militar, os massacres e a escravatura do império português sempre foram conhecidas.

    Simplesmente era tabu dar a entender que isso era mau para as vitímas.

  28. Caro Miguel.

    O seu videozinho da treta prova o quê?

    Que alguns escravos conseguiam a liberdade e subir na escala social?

    Já estamos fartos de saber, é comum a todas as sociedades esclavagistas.

    O que não significa que a escravatura seja uma coisa boa ou “sem importância” para as vítimas.

    Por cada negro que conseguia a liberdade e algum lugar respeitado na sociedade havia dez que nem chegavam aos mercados porque eram deitados pela borda fora por adoecerem nos navios e mil que continuavam em trabalhos forçados sob chicote por toda a vida.

  29. De qualquer maneira não sei porque os “liberais” gostam tanto do império tuga.

    Funcionava em moldes capitalistas mas era totalmente dirigido pelo estado que controlava totalmente a actividade económica, isto quando não a exercia o próprio estado…

    Para os vossos padrões aquilo devia ser “marxismo cultural” ou qualquer outro palavrão do género.

  30. Já tinha dito que por mim dava o assunto por terminado.Mas o senhor ORK teima em não querer entender.Eu já lhe disse que Houve bom e mau.Mas o senhor teima em dizer somente o que para ele foi mau. Para ele entenda-se,tudo que ocorreu em Angola,Moçambique e noutros lugares,mesmo não portugueses,tudo que sucede agora com os defensores de ALÁ,que não defendem nada,tudo isso está fora de suas preocupações.Tudo que se passou entre 1917 e 1933 na Ex URSS foi apenas um pequenino desvio.Tudo que se passou na China na revolução Mao mesmo mau,foi um acerto de contas com a reaçção.
    Felizmente os portugueses livraram-se a tempo desses benfeitores.E olhe que andam por aí alguns benfeitores que roendo a corda mandaram seu lideres dar uma volta,comem á mesa daqueles que criticavam e contra eles pediam o cutelo,tem por aí muitos vestidos agora com o santo manto do arrependimento,viraram a agulha e aí estão,bem instalados na vida.MRPP BLOCO PCP e outros que tais,gritam,gritam,mas não largam as mordomias.É melhor ficar por aqui.Não me venha falar do Gungunhama do Mandume do Machel ou do Neto.São estes que o senhor admira. Pois então leia o livro Holocausto em Angola.Até hoje nada daquilo que lá está foi desmentido.Dos outros dois mais antigos,remeto-o para o que se escreveu sobre eles no devido tempo,no tempo da primeira República.
    Assim senhor Ork.Deixamo-nos de fantasias,os portugueses foram são e sempre serão portugueses,PORTUGAL com todos os defeitos que o senhor lhe imputa será sempre Portugal,Queiram os senhores ou não.Boa noite.

  31. Caro Alves.

    Fantástico.

    Um texto inteiro a inventar coisas que eu nunca disse…

    Como vocês não conseguem responder ao que eu lhes digo, então inventam coisas que gostavam que eu dissesse para poderem responder.

    Inventam literalmente um interlocutor imaginário para terem capacidade de resposta

    Ó senhor, para conversar é suposto ler o que eu digo e não por-se a inventar.

    Onde é que eu defendi o comunismo ou disse que só vocês cometeram crimes?

    Simplesmente, assim como eu reconheço os crimes do Estaline, também reconheço os nossos.

    Desde quando é que os crimes do Estaline justificariam a escravatura?

    Claro que, para vocês, falar dos crimes do estaline é um must.

    Mas quando alguém nota que também já fizemos coisas parecidas ficam todos ofendidos que já não convém falar dos podres do passado…

    O passado é só para enaltecer as glórias e esconder os esqueletos no armário…

    PS

    Neste mesmo post publiquei textos do bloco a condenar os crimes das ditaduras de esquerda.

    Ainda não percebi se vocês são cegos ou outra coisa…

  32. Mas eu não inventei nada.Apenas digo e repito que não se deve olhar só para um lado.Eu não digo nem direi o que o senhor é,isso só o senhor sabe.Não ponha na minha boca coisas que não disse.Fiz referencias históricas nunca em sentido seu.A história é história nada mais.Se o senhor entende que me referi ao senhor,o engano é seu. Cada coisa no seu lugar.Tudo que aí está existiu.A começar pela escravatura,mas não foram os portugueses que a inventaram. Hoje ainda a há.Existe com outro nome.Os antiesclavagistas de agora têm outro nome.”chamam-lhes defensores dos direitos humanos. Note bem.Eu nunca disse o senhor é,ou foi. Apenas disse não é preciso repetir está naquilo que escrevi. Falar nas atrocidades comunistas,não é dizer que este ou naquele o é.Nunca cairia nesse absurdo.O senhor entendeu-me mal.O problema é seu.Se eu o tivese ofendido ou faltado ao respeito que merece,acredite que lhe pediria desculpa,como o não fiz e jamais farei,nada mais tenho a acrescentar.

  33. Estamos então de acordo.

    Manda a lógica que “não olhar só para um lado” seja condenar tanto a escravatura do gulag soviético como a do império turco ou do império português.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.