REN, EDP e a China

Não tenho uma posição definida sobre a matéria mas acho intrigante (e porventura também revelador) que outras operações e tentativas de operações (como a compra da PT pela Altice ou a anterior tentativa de compra da PT pela Sonae, só para dar dois exemplos mediáticos relativos a grandes empresas portuguesas) tenham sido alvo de tanto debate, preocupações e intervenções políticas enquanto o controlo simultâneo da REN e EDP por empresas estatais chinesas se processa em quase absoluto silêncio: EDP: um intrigante silêncio. Por João Carlos Espada.

O assunto tem sido noticiado na imprensa, mas o silêncio político tem sido de chumbo — para além da curiosa declaração do nosso primeiro-ministro sobre a inexistência de qualquer obstáculo político à operação. Refiro-me, como o leitor já terá calculado, à proposta de compra da EDP, a maior empresa portuguesa, pela empresa chinesa denominada “China Three Gorges” (que já detém 23,2% da EDP). Recorde-se que uma empresa estatal chinesa “State Grid” é também accionista maioritária da REN, a empresa distribuidora de energia em Portugal.

(…) Ficou célebre a máxima que Xi Jinping apresentou no Congresso: “Governo, militares, sociedade e escolas — Norte, Sul, Este e Oeste — o partido é o líder de todos”.

É caso para perguntar se nós, Portugueses, também queremos que o partido comunista chinês seja nosso líder. Não creio que a pergunta tenha ainda sido feita no nosso Parlamento. Mas foi feita em Londres, obviamente. Neste caso, pelo Financial Times, na passada sexta-feira.

Anúncios

30 thoughts on “REN, EDP e a China

  1. O curioso são os silêncios do Jornalismo.
    Quando eles querem silenciar um assunto noticiam mas não opinam, não vão buscar alguém para comentar, passam ao de leve.

  2. Trata-se da destruição do estado e economia nacionais levada a cabo pelos neoliberais. Por vocês.

    O processo está em curso há 40 anos.

    Qual é a novidade ?

    Ah. Já percebi. É que os neoliberais chineses ainda usam a bandeira vermelha do extinto comunismo chinês.

    Como neolib só tem uma visão superficial das coisas, isso assusta-os.

    Mas podem estar descansados que isso significa exatamente a mesma coisa que a nossa república laica e anticlerical ter adoptado o escudo com as chagas de Cristo como centro da sua bandeira.

  3. JP-A

    Para memória futura:

    REN e EDP sim
    TAP não
    O tempo entre o anúncio e a tomada de posição medido em minutos
    A repentina distribuição equitativa de trolls pelos blogs

  4. Foto muito expressiva. O sorriso subserviente do funcionário perante um chefe complacente.

    Agora a sério, regulação à Portuguesa: uma única empresa estatal Portuguesa dividida em produção, distribuição e comercialização para permitir criar condições para a privatização e concorrência no setor energético. Passada uma década, três empresas controladas pelo governo chinês!

    Mais sério ainda, porque é que nehuma das eléctricas de renome internacional se interessou ou interessa pela EDP?

  5. Ork Ragnaroc,

    Somos terríveis, não somos? Ainda não o aceitaram no paraíso socialista sanderesco (para si e não para eles, ao que consta) da Dinamarca?

    Diga-me com franqueza: há uns anos atrás o Orc não andava a laudar o Chavez, como fez o idiota do Bernie Sanders?

  6. André Miguel

    “A EDP para os chineses é o mesmo que a Rolls Royce para a Tata: um departamento de engenharia para formar quadros chineses”

    BINGO!
    Haja alguém que o diz sem papas na língua.

    No ocidente adquirem para copiar, em África e América do Sul instalam-se para sacar o máximo de matérias primas a troco de obras descartáveis.

    E o malvado do ocidental, branco, capitalista, neoliberal fassista e colono é que é o diabo em pessoa…

  7. Caro Miguel.

    Mas então não são vocês que querem vender o país ao primeiro que se apresentar ?

    O primeiro que se apresentou foram os chineses…

    Vocês, com a vossa idolatria ao mercado são os que mais lixam o “ocidental, branco” e depois dizem que são os marxistas.

    Qualquer dia até vendem os ossos dos nossos antepassados triturados em pó para fazer medicamentos tradicionais chineses para a tesão.

    Ainda vamos ver os ossos do D. Afonso Henriques serem comercializados am pacotinhos para dar tesão aos ricalhaços de Cantão.

    É o vosso $anto mercado pá.

  8. Caro Colaço.

    Sim, vocês estão a dar completamente cabo do ocidente, ao mesmo tempo que choramingam que a culpa é dos “marxistas”.

    Se o ocidente está a passar para segundo plano seguramente que a culpa é apenas vossa.

    Foram vocês que criaram a China moderna, vendendo-lhe toda a tecnologia ocidental e financiando-a para que a pudesse comprar, queixando-se depois que a concorrência chinesa está a dar cabo do ocidente.

    É o teu deu$ do mercado pá.

  9. Caro alvo.

    Porque não vais tu para o Haiti ?

    Aquilo é que é o paraíso capitalista. Quase não há estado social, as empresas fazem o que querem, o povo vive muito pior do que em Cuba – é o vosso modelo de sociedade.

    Quanto ao post em questão, estão muito incomodados com os chineses ?

    Vocês é que lhes estão a vender o país.

    Vocês traíram e venderam a pátria e todo o ocidente e depois a culpa é dos marxistas.

  10. E quando digo “vender” estou a ser irónico.

    Na verdade, com as “rendas” o estado, todos nós, continuamos a pagar os lucros que os chineses ou qualquer outra máfia empresarial que se apresente exijam ter antes de “comprarem” as empresas privatizadas.

    Rica compra essa em que o vendedor fica a pagar uma renda fixa ao comprador.

    É o chamado negócio da China !!!!!!

    E, claro, como são empresas estratégicas estratégicas, de que o país não pode viver sem elas, se os chulos, perdão, os “empreendedores” resolverem roubar as próprias empresas até rebentarem com elas – como os “empreendedores” fizeram com a banca privatizada, lá temos nós de comprar as empresas de volta.

    Claro que pagando todos os prejuízos que os “empreendedores” resolvam acumular desviando o dinheiro para as ilhas Caimão…

    E depois repete-se o processo todo outra vez !

    As vezes que forem precisas para engordar os “empreendedores”.

    É assim que o mexia ganha mais de cem mil euros por mês e que estamos a engordar os chineses.

    Depois, quando o estado tem déficits, diz-se que a culpa é do “marxismo”.

  11. Caro Colaço.

    Depois disto tudo não percebeste que estás a pagar-lhe os constantes aumentos de ordenado através dos impostos que garantem as rendas aos teus amigos chulos, perdão, empreendedores ?

    Olha lá, que idade é que tu tens ?

    Ás vezes parece que estou a falar com um menino de três anos.

  12. André Miguel

    “Mas então não são vocês que querem vender o país”

    “vocês estão a dar completamente cabo do ocidente”

    Veja-se como um marxista manipula o discurso e mete toda gente no mesmo saco. A filha da putice socialista em todo o seu esplendor.

  13. André Miguel,

    «Veja-se como um marxista manipula o discurso e mete toda gente no mesmo saco.»

    O Orc não é marxista. Ou é, mais pró xuxa-lista sanderesco. É claramente socialista e nacionalista, ou patrioteiro, preocupado com o controlo do país pelos chineses. E acha que os chineses são tão estúpidos que não conseguem construir o próprio país. E faz a apologia do homem branco.

    É portanto racista e xenófobo, cheio de medo dos chineses.

    Talvez o termo certo seja nacional-socialista.

  14. O único que quis fazer alguma coisa contra os lobis foi posto a andar. O Henrique Gomes, secretário de estado da energia da PAF. Agora queixem-se

  15. > os silêncios do Jornalismo

    Bem observado. Há por aí uns países que têm especial carinho pela comunicação social, como é óbvio lendo o que se publica tanto em papel como nas internetes – se não tem dedo da embaixada, imita bem.

    Aqui há uns tempos havia muitos convites para visitas de estudo, ou pretextos similares, a serem distribuídas a quadros médios da função pública. Viagens e estadia pagos, claro.

  16. A. R

    Os socialistas -e agora com a ajuda e a benção marxista da extrema esquerda- entregam tudo de mão beijada aos estrangeiros: bancos, seguradoras, telecomunicações, energia … tudo.

  17. Caro zoulu.

    O Gomes era um tolinho ao pensar que PAF alguma vez o ia deixar tocar nos lóbies.

    Claro que o seu próprio governo pafiento o pôs a andar. PSD-CSD-PS são os construtores em Portugal do sistema de lóbies, que de resto vigora mais ou menos em todo o mundo capitalista.

  18. Caro Colaço.

    Assim soubesse você um pouco de tudo o resto.

    Saberia que mesmo não sendo cliente do Mexia está a ser chulado por ele.

    Mas parece que gosta…

  19. Caro Miguel.

    Está a tentar convencer o público que foram os marxistas que privatizaram empresas estratégicas como a banca, a metalo-mecânica e a EDP entregando-as a interesses estrangeiros?

    Bem, se o seu público for tão estúpido que acredite numa bacorada dessas, não sou eu que vou perder tempo a explicar o que é o marxismo – ideologia a que você está farto de saber que eu não pertenço.

    Mas neolib é só tretas mesmo.

  20. Caro Colaço.

    Sou simplesmente independente, com uma certa simpatia pela social-democracia.

    Simplesmente faz-me nojo vocês atribuirem ao marxismo a culpa de toda a bosta que vocês mesmos andam a fazer.

    Quanto á China, não fosse a deslocalização industrial e financeira criada por vocês, seria hoje economicamente tão importante como Marrocos ou o Congo.

    E quem começou a falar no homem branco foram vocês.

    Apenas lembrei que são vocês que o estão a lixar.

  21. A. R

    Caro O. R

    Os marxistas não só liquidaram a Indústria Química, Metalúrgica e Cimenteira após o Golpe de Estado do 25 de Abril; entregaram depois a maioria das empresa de bandeira e bancos ao estrangeiro mas, não contentes, ainda venderam o País inteiro ao FMI por 3 vezes.

  22. Caro A,R.

    Tem graça, nos livros de história, na altura do 25, a nossa indústria sofreu foi com o prec, que o PS combateu e com a crise petrolífera dos anos 70 e 80.

    Depois o que vimos foram as privatizações e as normas da UE dar cabo do que restou.

    – Quanto ao FMI, a primeira vez foi por causa das razões indicadas, que não tiveram nada a ver com o PS.

    Da segunda vez foi por causa da segunda crise petrolífera e ocorreu durante um gooverno PSD…

    Da terceira, todos os lembramos de certos pormenores, como a pior crise económica mundial desde 29 e a sabotagem que o PSD fez ao primeiro programa de apoio europeu incluído no pec 4, que se destinava, precisamente, a não ter d chamar o FMI.

    Mas a verdade não lhe deve interessar para nada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s