Quem protege o trabalhador?

“A tecnologia pode hoje ajudar-nos a remover a fricção e a ignorância que impede o mercado laboral de funcionar na plenitude. E o trabalhador seria o principal beneficiado.”

Destaque do meu artigo de hoje no ECO – Economia Online. Sobre a informação enquanto bem público prestado pelo Estado.

Anúncios

21 thoughts on “Quem protege o trabalhador?

  1. Como é possível este senhor ser doutorado em economia ?????

    Isto é uma autêntica história da carochinha !

    Ou está a brincar com a sua área de estudos ou desconhece mesmo completamente a realidade fora dos gabinetes poeirentos das universidades.

    Não se preocupe que a maior parte da população já conhece perfeitamente toda a informação respeitante a questões de remuneração.

    Tirando meia dúzia de profissões privilegiadas a esmagadora maioria dos empregadores só paga estritamente aquilo a que é obrigado por lei ou por um sindicato forte – pelo que basta consultar a lei do salário mínimo ou os contratos coletivos negociados pelos sindicatos.

    Não é preciso formar comissões de doutorados pagos que nem nababos nem escrever grossos volumes de economia que vão ser best sellers por serem de leitura obrigatória na católica – a menos que a ideia seja mesmo é melhorar a remuneração de certos doutorados…

  2. Parabéns ao autor.

    Alguém finalmente viu a luz! Se eliminássemos o salário mínimo, sem valores referenciais aumentavam os salários nos dezoito meses que demora a reagir a economia portuguesa.

    A informação é realmente essencial. Se os trabalhadores souberem que no sector X ganham mais que no sector Y, se o Estado não se meter a permeio os trabalhadores procurarão novos empregos em X, o que levará a que até no sector Y se tenha de aumentar os salários para manter mão de obra.

    Quem não percebe estas mínimas verdades tem realmente problemas, mas esses nem com boas doses de potássio se chegam a resolver.

    Se o salário mínimo é realmente necessário para que os trabalhadores ganhem bem, terei de ver quantos alemães e dinamarqueses emigram para Portugal em busca de melhores salários.

  3. André Miguel

    Francisco, totalmente de acordo. Só acrescentaria a eliminação da justa causa no despedimento, é a unica maneira de limpar as empresas de aventesmas, lesmas e parasitas que julgam que a idade, e não o mérito, é um posto.

  4. Caro Francisco.

    Claro.

    O salário mínimo foi mesmo instituido porque antes os trabalhadores ganhavam fortunas e já não sabiam o que fazer ao dinheiro.

    Com essa argumentação inteligente ainda acabas doutor em economia como o Arroja.

    Quanto á alemanha e países nórdicos, não precisavam de salário mínimo porque tinham o que eu disse no fim da minha frase, sindicatos fortes.

    Mas com a nova realidade laboral menos sindicalizada a população já está a perder poder de compra, pelo que a alemanha já adoptou o salário mínimo.

  5. Caro Miguel.

    Num post dedicado á versão neoliberal de defesa dos trabalhadores, um doutor faz-se ao piso para esmifrar o estado com uma consultoria destinada a “descobrir” a garantida (por ele), mas completamente fictícia diversidade remuneratória dentro da generidade das ocupações – banha da cobra pura.

    Outro quer acabar com o ordenado mínimo e outro ainda quer poder despedir sem qualquer razão.

    A defesa liberal dos trabalhadores está apresentada….

  6. Devia haver mais defensores do trabalhador como o Maduro, que se aumente o ordenado mínimo em 95%. Viva o comandante, viva a Venezuela

  7. Ork,

    Se os trabalhadores são tão coitadinhos que precisem que o papá estado venha em sua defesa, então são tão estúpidos que não merecem defesa alguma.

    Eu trabalho por contra de outrem e dispensava de bom grado as intromissões do Estado.

    Continuo a perguntar: quantos alemães, dinamarqueses e italianos fogem dos países em ordenado mínimo minimamente garantido que continua mínimo trocam esses infernos capitalistas pelo paraíso socialista luminário português? Responda com números num e noutro sentido.

  8. Caro Colaço.

    Não sejam hipócritas, que vocês passaram vida a dizer que o dever do estado é defender a propriedade.

    Quando convém aos proprietários a intervenção do estado já dá jeito.

    Você é tão fanáticamente tapado que continua a nem ler os textos a que responde – A ALEMANHA TEM SALÁRIO MÌNIMO.

    E os sindicatos na alemanha e países nórdicos são muito mais fortes do que cá.

    Vai conseguir ler isto ou continua ceguinho ?

    O fanatismo torna-o mesmo bronco homem.

  9. Caro shaka.

    Estados capitalistas falidos no terceiro mundo é o que mais há, até os EUA já estariam falidos não fosse a sua influência nos meios financeiros.

    E mesmo assim iam indo mesmo à falência em 2007.

    Mas a social democracia dos países nórdicos tem-se aguentado…

  10. Penso que a maioria da população activa recebe acima do ordenado mínimo, porque será que os empregadores não exploram esses trabalhadores pagando-lhes apenas o mínimo obrigatório. Talvez porque não conseguiriam encontrar as qualificações necessárias pagando menos.
    O salário mínimo serve apenas para acabar com empregos pouco qualificados e com empregos de jovens nacionais inexperientes, porque a lei ainda não obriga às empresas continuarem activas se não tiverem rendimentos que cubram ordenados elevados

  11. Se a Alemanha não tem salário mínimo, não o teve até 2016. O salário mínimo foi implantado, com certeza, para terminar o êxodo dos teutões para Portugal, não foi?

    É pelo menos o que podemos inferir das palavras do mesocerebral esfarrapado médio.

    Não conheço muitos emães que tenham trocado a Alemanha por Portugal para trabalhar. O que conheci, veio por amor e era professor universitário — e dos bons.

  12. Caro zulu.

    Isso só se aplica a certas minorias em profissões de “elite” onde existe falta de pessoal qualificado e ás “profissões máfia” como a de gestor, onde o implicado simplesmente aumenta-se a si próprio à vontadinha.

    Na esmagadora maioria dos casos, quando o patronato paga acima do salário mínimo é porque foi obrigado a isso pelos sindicatos.

  13. Caro Colaço.

    O salário mínimo foi implantado porque a maioria da população alemã está a empobrecer apesar das empresas acumularem lucros fabulosos, devido a aplicarem a vossa ideologia neoliberal.

    Claro que começaram a empobrecer quando viviam muito melhor do que em Portugal devido na alemanha ter vigorado a social-democracia, daí que ainda estejam melhor que nós por cá. Porque eles começaram a cair de mais alto e mais tarde nós estamos mais perto do fundo.

    Não imigram para cá, porque naturalmente nós ainda somos mais pobres e mesmo o nosso salário mínimo é demasiado baixo.

    Tudo isto é tão evidente que acho incrível ter de lho estar a explicar.

    É como ter de explicar que a água molha e que os elefantes têm tromba e orelhas grandes.

    O que o fanatismo faz ás pessoas.

    Fora de brincadeiras, a propaganda bronca destes sites faz-lhe mal.

  14. ShakaZoulou

    Em Portugal a mairia dos empregados não é sindicalizado e recebe acima do ordenado mínimo, veja que nos empregos tecnicos a idade media dos trabalhadores está a aumentar, à falta de aprendizes, devido ao ordenado elevados obrigatório para jovens iniciantes inexperientes e a pouca responsabilidade desses mesmos jovens. Errei no meu comentário anterior, as empresas públicas são obrigadas a continuar a funcionar mesmo quando não têm rendimentos para cobrir os ordenados elevados, nem que para isso tenham de mamar do orçamento.

  15. ShakaZoulou

    Um ordenado mínimo muito elevado, obriga as empresas a encontrarem subterfúgios na lei para conseguirem ser competitivas. O recibo Verde, o qual desproteje o trabalhador não em relação à entidade empregadora, mas sim em relação ao estado

  16. Caro zulu.

    – Em Portugal a maioria dos trabalhadores não é sindicalizada mas beneficia dos sindicatos que negoceiam os contratos coletivos de trabalho.

    Uma vez em vigor esse contrato, fica válido para todos, não apenas para os sindicalizados – porque pensa que os seus amigos querem acabar com a negociação coletiva ?

    A força dos trabalhadores está na unidade, divididos é mais fácil baixar os salários a todos – o que é o único objectivo da vossa ideologia.

    – Então as vossa sacrossantas leis do mercado não dizem que a escassez provoca o aumento dos preços ?

    Se há falta de mão de obra em certas profissões manda o mercado que deviam ser melhor pagas para atrair a mão de obra,

    Mas para vocês a leis do mercado só funcionam se for a favor do patrão…

    Há muita oferta de mão de obra ? Baixam-se os salários.

    Há falta de mão de obra ? Baixam-se os salários.

    No que toca aos trabalhadores, para vocês baixar os salários é a panacéia para tudo e para o seu contrário.

    Quais leis do mercado, vocês não passam de lobby corporativo.

    – Então como em Portugal o salário mínimo é baixo, não devia haver razão para essas burlas como os recibos verdes.

    De resto as despesas com pessoal não são o maior problema da maioria das empresas.

    A realidade é que ladrão é ladrão por roubar. E ladrão rouba sempre, quer a sua margem de lucro seja alta ou baixa.

    Existem empresas que dão enormes lucros e os empresários roubam à mesma.

  17. O recibo verde desfavorece todos, excepto o Estado, que continua cobrando IVA de um serviço e taxa de Segurança Social de um serviço que afinal é um trabalhador sem deixar de ser um serviço. É, na prática, ter uma taxa de IVA de quase 53%.

  18. «A realidade é que ladrão é ladrão por roubar. E ladrão rouba sempre, quer a sua margem de lucro seja alta ou baixa.»

    Falou o verdadeiro comunista.

    É irritá-los, que se revelam um a um.

  19. Caro Colaço.

    Favorece principalmente os empregadores, que podem contornar a legislação laboral e dispõem d uma mão de obra com menos direitos e mais fácil de intimidar.

  20. Orc,

    Lucro é roubo?

    Diga isso à Nokia e à Volvo. Aqueles capitalistas danados! Sempre à busca de lucros!

    Bem podiam ser como a Lada e a Zaporotec. Esses é que trabalhavam sem lucros e faziam carros de valor para o povo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s